Páginas

As 10 maiores besteiras da minha vida....

1. Eu bebi e fumei aos 10 anos (mas juro que foi só 1 vez!);
2. Eu fiz mingau de cimento aos 10 anos e bebi de verdade;
3. Eu me manifesto nas aulas do meu curso (biblioteconomia) como usuária da Biblioteca e não como Bibliotecária;
4. Agora eu tô falando com um cara que não sabe falar português, sendo que eu também não sei falar o português, mas seria mais interessante se soubesse;
5. Eu fiz um blog pra escrever o que eu escrevo na agenda e parei de escrever na agenda;
6. Sempre que ia na praia passava da linha de arrebatação sem nem saber nadar (hoje nem entro no mar... Não passo do tornozelo...);
7. Sou falsa... E digo isso pra todo mundo com esse sorriso bonito que tenho! =)
8. Brigo com meu namorado por besteiras como a falta de um sorriso quando chego ("e daí que estás com dor de barriga, tem que sorrir e dizer que me ama sempre!");
9. Parei de seguir uma porrada de gente no twitter, depois disso eles me descobriram e passaram a me seguir... Mas são poucos os amigos que sigo...
10. Era pra ser as maiores besteiras da minha vida... Acabou sendo uma conversa bacana entre a gente, né? 

Ok, vou falar mais de mim!

p.s: Eu pintei uma mecha de loiro aos 10 anos porque queria ficar parecida com a Vampira do X-men... Ok, era moda na época também... Que vergonha....

Dá pra enxergar?

Cansadona...

Dessa vez tô cansada de não fazer nada!
Passei a tarde de frente pro computador esperando um "oi" dos meus chefes e um "olha, você tem que fazer isso com URGÊNCIA!
A melhor coisa do meu trabalho é trabalhar sobre pressão ( eu trabalho melhor assim), eu produzo melhor, eu produzo mais rápido e no fim do dia eu penso "Nossa, eu fiz alguma coisa"!
A pena disso tudo é que no dia seguinte eu chego com aquela cara de %$#@ na sala de aula, chego atrasada ainda por cima e as professoras todas me olham com aquela cara que você lê "eu não confio em você, sua irresponsável"... E eu viro ninguém pra me manifestar em sala de aula, não sou de confiança, não peguei a aula desde o começo...
Enfim, meu trabalho me leva às alturas e meu desempenho escolar parece cair... O que fazer (cair? Mas meu rendimento tá bom, eu participo das aulas como eu posso... Eu me libertei mais da cola nas minhas apresentações....)
E fui super homenageada, citada como exemplo, o que é mais doido....
Ah, agora todo mundo comenta disso aqui... Todos dizem que leem, todos dizem que gostam...
Tenho que ser mais responsável com o que eu escrevo...
Beijo, me liga (o cel é novo e eu quero vê-lo tocar, beeeeeeem...)
Gente, se alguém ler, o meu blog, comenta... É importante pra mim!

Pensando em coisas doidas... Sonhando merda...

Nos últimos dias eu venho sonhando cada merda!
Ontem, por exemplo, tive 3 sonhos!
Primeiro, eu vinha em meu carro (o cúmulo do absurdo, eu no trânsito... dirigindo...), quando encontro quem? quem? quem? Tina Maria Pâmela! Minha cachorra branca!
Pois bem, levei a cachorra pra casa, sujando todo o meu carro com os pelos brancos de Tina (ela solta pelo pra caramba!). Sim, daí, quando eu cheguei em casa, adivinha o que eu encontrei??????
Outra Tina!
Doido, né?
NO outro sonho, ainda nessa mesma noite, eu tava num shopping comprando um tipo de suquinho (chupa-chupa, dindin, geladinho... Sei lá como vocês chamam!) e tava tudo colado, aí, eu tentava tirar sem sucesso... Apenas rasgando a embalagem de TODOS!
Moral da história, tive que sair fugida do lugar....
No último sonho, São Luís ia ser inundada (finalmente a cabeça da Serpente encontrou seu rabo!) e mamãe tava salvando um monte de gente que mora na parte litorânea da cidade ( que o mais doido é que era tudo parente meu que mora em Bacabeira).
Aí, quando mamãe chegou o último, a grande onda azul chegou e todos morremos...
Sim, uma grande onda azul, chegou de frente em minha casa, que fica em uma descida, e inundou nossa casa... repito: AZUL!
Incrível!
Em seus momentos finais, São Luís finalmente tem água azul, UAU!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Escrito em: 25/05/10

Dica de Leitura - Melancia

Voltei a ler...



Muito bom!

Vou pegar um resumo na internet pra vocês se interessarem também!

"Sentimentalismos à parte, Melancia é uma rara surpresa da literatura estrangeira contemporânea. Por esse motivo, não é de se admirar que antes de estar na lista dos mais vendidos no Brasil, estourou na Inglaterra, fazendo com que a escritora irlandesa Marian Keyes, autora do livro, tenha vendido a peso de ouro os direitos autorais para a publicação de suas obras na Alemanha e Estados Unidos. 
O universo da mulher na faixa dos 30 anos é retratado por meio de personagens carismáticos, reviravoltas e comentários hilariantes e feministas da protagonista. É claro que não faltam farpas ao comportamento masculino. Melancia é de uma leitura maravilhosamente despretensiosa, ironizando e se aproveitando dos clichês para elaborar uma boa história, embora com uma narrativa àgua-com-açúcar e previsível. 
Melancia é um romance sobre a arte de manter o bom humor mesmo nos momentos mais adversos. 
Com 29 anos, uma filha recém-nascida e um marido que acabou de confessar um caso de mais de seis meses com a vizinha também casada, Claire uma garçonete, se resume a um coração partido, um corpo inteiramente redondo, aparentando uma melancia, e os efeitos colaterais da gravidez, como, digamos, um canal de nascimento dez vezes maior que seu tamanho normal! 
Nada tendo em vista que a anime, Claire volta a morar com sua excêntrica família: duas irmãs, uma delas obcecada pelo oculto, e a outra, uma demolidora de corações; a mãe viciada em telenovelas e com fobia de cozinha; e o pai, à beira de um ataque de nervos. Após passar alguns dias em depressão, bebendo e chorando, Claire decide avaliar os prós e contras de um casamento de três anos. É justamente nessa hora que James, seu ex-marido, reaparece. Claire irá recebê-lo, mas lhe reservará uma bela surpresa. 
Em meio a muitas lágrimas, depressão e bebedeiras, Claire refaz a vida e se interessa por Adam - boa pinta, inteligente e, claro, supersensível. O problema é que ela acha que Helen - a irmã demolidora de corações - está apaixonada, pela primeira vez, pelo tal galã e não quer magoá-la. 
Cada capítulo do livro parece o episódio de uma Sitcom - Situation Comedy - ou mesmo um folhetim de alguma novela das seis. O enredo gira em torno de coincidências, segredos que só se revelarão no último capítulo, um audacioso plano de vingança e uma lição de moral: o que não mata fortalece, desde que a desgraça seja encarada com o mínimo de senso de humor. Bom para você ler quando estiver triste."

Fonte: Net Saber 

A palavra certa é DIVERTIDÍSSIMO!!!!!!!

O amor dorme nos olhos de quem é infeliz...

Esquecemos o amor que sentimos, quando impera em nossa alma aquele maldito sentimento de nada... Sentimos a infelicidade das respostas não encontradas, e eu aprendi na faculdade que devemos ter sempre uma resposta, mesmo que ela não seja dada num primeiro momento...
Enfim, pensamentos confusos aparecem na minha cabeça...
Apenas amo... Meus olhos estão felizes... O amor está aqui... Estou em paz, estou feliz... E meus olhos estão fechadinhos, característica básica de meu sorriso...
Kkkkkkkkkkkkkkkkk
“O amor nasce nos olhos de quem é feliz...” (Galldino)
Tava sem nada pra falar... Só escrevi porque não gosto de ouvir música olhando pro nada... Apenas em ônibus mesmo!
Inté!

Sono... Bucho cheio, chão gelado!

Se não tivéssemos visitas traria o colchão velho pra cá! 
Preciso fazer caligrafia... Meu “a” parece “u”, meu “o” parece “v”, MEU “F” PARECE UM “T”, E MEU “C” PARECE “E” QUE TAMBÉM PARECE UM “I”... 
Não sei por que peguei a agenda, não tenho nada pra escrever! Acordei quase 10 horas hoje... Não estou estudando e não sinto nenhum desejo de estudar... Aliás, odeio estudar! 
Muita preguiça... 
Tento lembrar palavras sangradas, mas só lembro-me do sangue e não é poético escrever sobre minha menstruação! 
Ontem aconteceu uma coisa estranha, o Nando perguntou se eu casaria com ele e eu disse que “NÃO”... O estranho é que esse é o meu maior desejo desde que nos conhecemos... 
Enfim, coisas de Soraya Cristina Barbosa Carvalho... 
É tudo tão doido... 
Acho que não me sentiria tão egoísta se estivesse saudável e alguém, de preferência um médico, dissesse: “menina, você está 100%, vive!”... 
Medo de morrer... 

Escrito em: 30/07/09

Coisa Antiga!

Boa noite! 
Bom, estou lanchando... 
Estou no pátio do CCH... Se o Nando for lanchar eu o acompanharei... 
Foooooooome... 
Tô melecada também, mas dizem que isso não se comenta... Sinto uma dorzinha chaaaaata envolvendo meus olhos... Nunca me senti tão urso panda na vida! 
Pela letra dá pra ver que tô com preguiiça também! 
A pergunta: “por que não falo apenas que estou cansada? Por que falo sempre em seguida que sinto mó preguiça?” 
Ué, o Nando já deveria ter chegado... 
Deveria ter brigado pelo caminho que ele pegou... 
Creeeeeeedo... Tem moscas voando ao meu redor... Parecem cachorros pra sentir sangue... 
... 
Estou no CCSo... Hum... Misturando conversas... Tô nojenta! 
Essa é a palavra... Nojenta! Nojenta! Nojenta! 

Escrito em: 29/07/09

Fase rumântica...

E os beijos serão mais que verdadeiros... 
Serão apenas encontros de almas... 
Já não sou eu, assim como você... 
Nos tornamos um e uma nova pessoa... 
Cada vez mais desconhecida, 
Cada vez mais intima, 
Cada vez nós dois... 
Cada vez mais amor!!!!!!!!!!!!!!!

No tempo da Farinha com coca-cola!

Ando pensando muito no tempo em que eu era guria (pequena, anã...) e que tinha total liberdade para sujar meu bumbum sentando no chão do quintal... Juntando tijolos, tábuas, roubando os tapetes de mamãe, pegando cadeiras... Fazendo aquela bagunça a la comercial de OMO Progress... Porque se sujar faz bem!
Rsrsrs
Não sei, bateu uma saudade de usar todos os cantos da minha casa... Olhar para dois jarros juntos e imaginar como aquilo ficaria ótimo para representar a entrada de uma casa, pegar a lancheira velha e fingir que era um carro do ano, pegar um boneco quebrado pra fazer enterro e dizer que é meu marido e que morreu cada vez de um jeito diferente (“Aiiiiiiiiiiii, Céeeeeeeeeeeeesar... Purqueeêeeeeeeeeeeeeeeeeee??????????? Abre ozoinho, amooooooooooor.... Acoooooooooooooorda Céeeeeeeeeeeeeeeeeesarr...........”)... Enfim!
Tempo bacana que não volta mais...
O tempo em que banhávamos dentro da máquina de lavar velha por não ter um tanque... E sonhar com uma piscina cada vez que olha uma poça d’agua... Imaginar rios na água que corre da chuva... Fazer de caixas e caixas de papelão um avião muito massa, onde só viaja nossos chegados...
Apenas bateu saudade hoje...
Viu, crianças? Aproveita bem aí, porque a moleza acaba! E apenas as boas lembranças ficam... A saudade cada vez maior...
“E seremos todos amigos verdadeiros pra sempre, pra sempre... Pra sempre!”
Tô conhecendo agora o som do Galldino... Que baixei faz tempo, dia 10!!!!!!, Mas apenas hoje tenho tempo de ouvir... Graças à greve de ônibus!

Escrito em: 17/05/10

('.')....ZzZzzzz

Sinto falta da paz de espírito que perdi com minhas andanças... Meu barulho interno e o silêncio externo que perturbam... me deixa louco, agonia os outros...
Meu silêncio perturba eles e o deles perturbam "I"....
Só queria dormir, mas excistem trabalhos pra fazer...
Beijo a todos...

P.S: Nando, eu te amo muito... Desculpa de novo... 

Os opostos se atraem... Mas se completam?

Uma das perguntas que mais me faço em meus 1 ano e meio de namoro é... "ok, os opostos se atraem, mas eles se completam?"... Por que tantas vezes me senti incompleta mesmo ele estando do meu lado.
Ainda não é uma questão de procurar outro, pois sem ele sinto que não sou nada, mas com ele ainda sinto um vazio... Uma solidão estranha até pra mim, que sou anormal...
Não importa quem esteja do meu lado, eu sinto sempre isso... Sei lá o que é... Mas gosto de chamar essa porra de TPM... Me deixa estranha, sozinha e infeliz... Sinto em mim uma vontade de morrer, embora pense que já viva não estou mais!
É absurdamente doido... estranho vindo de alguém que não pára de rir...
Acho que não sou normal... Estou momentâneamente infeliz...