Páginas

Namoro de amigos X nossa amizade

Eu não gosto dos namorados de meus amigos...
Eles tiram os nossos melhores momentos juntos e transformam em coisas constrangedoras...
Salvando um ou outro, dos meninos, que sabem dar espaço e sabem que a namorada tem amigos e que não dá pra manter amizade só com mensagem desmarcando um compromisso que ela marcou antes dele...
Eu odeio as meninas, e vamos manter o foco nelas, ok?
Imagina a situação:

EU: "Vâmo comer Pizza, amigo?"
ELE: "Oba, vâmo sim... tal dia e tal hora.... em tal lugar!".

Chegando o tal dia, tal hora e quase no tal lugar o celular toca:

EU: "E aí, amigo? Tá chegando já??? Eu tô me vestindo já... Opa, abrindo o portão sa..."
ELE: "Sabe o que é, Soraya... É que a cretina da minha namorada (esse é o nome dela) tá vindo pra cá...."

Pronto... Estragou meu dia... Odeio a cretina da namorada dele...

Imagina essa outra situação...
Você escreve um email enorme pro seu amigo.
Ele te responde com um email enorme.
Você escreve outro email enorme pro seu amigo.
Ele te responde com um email enorme.
De repente o email começa a encolher... depois começa a desaparecer e um dia você começa a receber pps e não mais email.
Daí parte pra essa outra situação:

EU: "Cara, porque tu não responde mais meus emails?"
ELE: "Eu respondo sim, olha teu email... tá cheio de email meu"
EU: "Lá só tem pps..."
ELE: "Pois é, eu tô te respondendo..."

Dias depois você está com sua amiga no shopping (que você conseguiu, com muito sacrifício, desgrudar do namorado... E ele aparece com a culpada por você não receber mais email de verdade.
Namorados de amigas são chatos, mas sempre tem um ou outro que a gente acaba gostando mais do que gosta da amiga... Mas, namoradas de amigos são insuportáveis...
Elas sentem ciúmes de coisas bobas e passam a te alfinetar...
Elas passam a proibir eles de te ver...
Elas são o demônio com carinha de anjo (isso quando são bonitas... porque namoradas de amigos nunca são bonitas!).
Pior que isso é a mudança deles...
Eles viram idiotas babões de quem vocês sempre falaram mal...
Horrível!

Monografo devagar, porque já tive pressa...



Um dia eu percebi que não tinha necessidade de fazer as coisas corridas...
Eu quero, pelo menos uma vez na minha vida biblioteconômica fazer a coisa certa. E a coisa certa é estudar bastante pra terminar esse curso de forma decente...
Só que o danado é que ainda não consegui estudar nada...
Quando tenho tempo não tenho saco pra ler...
Mas, tô tranquila... Não quero nada pra esse ano, não tenho pressa...
É como se o futuro nesse sentido fosse um buraco escuro que eu tenho medo de explorar... porque em outros sentidos meu futuro me parece bem colorido e feliz...
Eu aposto no bem, na felicidade, no amor...
Mas, minha monografia não se encaixa em um futuro tão próximo... Eu quero ainda estar presa a universidade... Arrancar o máximo de informação possível da minha pesquisa... fazer algo decente e, principalmente, apresentar algo com segurança...
Complexo....
Minha cabeça tá oca... não consigo me concentrar na leitura, estou mais preocupada com meu trabalho do que com meu estudo... Eu sempre gostei mais de trabalhar do que estudar... Ler por obrigação é terrível e eu tõ tentando não ver dessa forma...
Será como a minha caminhada... Eu sofrerei bastante no começo, mas com o tempo correrei para os livros, para a minha pesquisa de forma apaixonada...  kkkkkkkkkkkkkk
Eu tõ sonhando com esse dia, qualé...
Tenho que escrever 8 laudas em um capítulo, nunca fiz isso...
É muita coisa pra eu aprender agora!

ORAÇÃO DO AMIGO


Há muito se diz que, quem encontrou um amigo, encontrou um tesouro precioso. Há muito se diz que amizade verdadeira dura pra sempre. Não tem aquelas tempestades da paixão e nem a calmaria exagerada do descompromisso. É o meio termo. É a bonita sensação do estar perto e, de repente, deixar o silêncio chegar. Não exige tanto. Exige tudo.
As amizades nascem do acaso. Ou de alguma força que faz com que uma simples brincadeira, uma informação, um caderno emprestado, uma dor seja capaz de unir duas pessoas. E a cumplicidade vai ganhando corpo, e o desejo de estar junto vai aumentando, e, com ele, a sensação sempre boa do poder partilhar, de se doar.
Há muito se diz que os amigos verdadeiros são aqueles que se fazem presentes nos momentos mais difíceis da vida, naqueles momentos em que a dor parece querer superar o desejo de viver.
De fato, os amigos são necessários nesses momentos. Mas, talvez, a amizade maior seja aquela em que o amigo seja capaz de estar ao lado do outro nos momentos de glória, e vibrar com essa glória. Não ter inveja. Não querer destruir o troféu conquistado. Aplaudir e se fazer presente. Ser presente.
A amizade não obedece à ordem da proporcionalidade do merecimento. Não há sentido em querer de volta tudo o que com generosidade se distribuiu. A cobrança esmaga o espontâneo da amizade. E a surpresa alimenta o desejo de estar junto.
O amigo gosta de surpreender o outro com pequenos gestos. Coisas aqui e ali que roubam um sorriso, um abraço, um suspiro. E tudo puro, e tudo lindo.
Há muito se diz que não é possível viver sozinho. A jornada é penosa e, s
em amparo, é difícil caminhar.
Juntos, os pássaros voam com mais tranquilidade. Juntas, as gaivotas revezam a liderança para que nem uma delas se canse demais.
Juntos, é possível aos golfinhos comentarem a beleza de um oceano infinito. Juntos, mulheres e homens partilham momentos inesquecíveis de uma natureza que não se cansa de surpreender.
Eu te peço, Senhor, nessa singela oração, que me dês a graça de ser fiel aos meus amigos. São poucos. E impossível seria que fossem muitos. São poucos, mas são preciosos. Eu te peço, Senhor, que me afastes do mal da inveja que traz consigo outros desvios. A fofoca. A terrível fofoca que humilha, que maltrata, que faz sofrer.
Eu te peço, Senhor, que o sucesso do outro me impulsione a construir o meu caminho, e que jamais eu tenha ânsia de querer atrapalhar a subida de meu amigo. Eu te peço, Senhor, a graça de ser leal. Que eu saiba ouvir sempre e saiba quando é necessário falar.
Senhor, sei que a regra de ouro da amizade consiste em não fazer ao amigo aquilo que eu não gostaria que ele me fizesse. E te peço que eu seja fiel a essa intenção. E sei que essa regra fará com que o que se diz há tanto tempo se realize na minha vida. Que eu tenha poucos amigos, mas amigos que permaneçam para sempre.
Não poderia ter muitos. Não teria tempo para cuidar de todos. E de amigo agente cuida. Amigo a gente acolhe, a gente ama.
Senhor, protege os meus amigos. Que, nessa linda jornada, consigamos conviver em harmonia. Que, nesse lindo espetáculo, possamos subir juntos ao palco. Sem protagonista.
Ou melhor, que todos sejam protagonistas, e que todos percebam a importância de estar ali. No palco. Na vida.
Obrigado, Senhor, pelo dom de viver e de conviver. Obrigado, Senhor, pelo dom de sentir e de manifestar o meu sentimento. Obrigado, Senhor, pela capacidade de amar, que é abundante e é sem-fim.
(Gabriel Chalita)

E eu juntei os cacos...

Uma coisa que a gente tem que aprender quando está em um namoro é que o nosso mundo não é só eu, ou você, o cara que tá com a gente, ou o nosso namoro... O mundo é tudo isso mais um montão de coisas que a gente esquece quando ama.
E eu amo muito esse cara que tá comigo agora.
Pensei que realmente nosso namoro tinha acabado... Já tinha perdido a paciência com ele, tava difícil levar...
Mas parei, e em vez de continuar vivendo a vida como uma criança ("Ah, você não pode me ver, então não quero mais", "você não quer me acompanhar em casa, então não quero mais", "você não me liga toda hora, então não quero mais..."), decidi conversar com ele e ver no que vai dar.
Hoje tivemos nossa primeira conversa decente e adulta e percebi que havia um lado do meu namorado que eu não conhecia: ele não sabe dizer simplesmente "não".
E analisando nosso namoro, nossas brigas sempre vem de um "talvez".
Decidi ficar do lado dele. Ajudá-lo a superar essa falha e tentar resgatar meu namorado de volta...
Porque eu quero minha massagem no pé, quero ficar calada só ouvindo ele e quero que ele tenha dificuldade pra não me chamar de amor.

Com o coração partido...

Ruim quando o nosso coração parte tantas vezes e em tantos pedaços que a gente nem sabe se é capaz de juntar...
Ruim sentir que tudo acabou, que não tem mais volta... Que tá na hora de pensar em viver sozinha ou com outras pessoas os planos que você fez com aquele que poderia ser o amor de sua vida.
Foi o que você pensou, sonhou e fez... Parece que com outra pessoa não cabe, mas também não cabe aquele estranho que do nada apareceu na tua vida dizendo ser seu namorado... Seu namorado era outro... Era melhor... E o que aconteceu com ele, onde ele está?
Na verdade eu não sei dizer se meu namoro acabou... Mas, parece ter acabado...
Porque meu antigo namorado me namorava, me encontrava... Não reclamava tanto das coisas e cuidava sempre de mim... Se preocupava comigo, me ligava...
Já o cara pra quem eu pedi um tempo e pra quem eu não quero voltar era frio... não me ligava, reclamava de tudo e descontava em mim suas frustrações... Mas um dia eu acordei e percebi que não tinha culpa de nada...
Um dia eu senti falta de um moço cuidando de mim, segurando minha mão na volta pra casa... Um dia minha insegurança aumentou quanto aos meus horários e ao perigo de ficar fora de casa até tão tarde... E nesse dia o moço já não tava aqui...
Na minha cabeça um namoro, um compromisso é uma coisa mútua... Tipo, não sou só eu que devo procurar o cara, não sou só eu que devo ajudar, cuidar para que ele fique bem, para que tudo dê certo pra ele... Eu senti falta disso agora: alguém que cuide de mim com a mesma boa vontade com que eu cuido das pessoas... 
Porque quando eu decido cuidar de alguém e essa pessoa me permite fazer isso, eu faço com uma alegria que eu queria muito sentir com quem estava do meu lado...
Só que... parece que não é humano ajudar alguém sorrindo... Deixou de ser humano até sorrir... É estranho.
Meu coração tá em cacos...
Eu só queria meu namorado de volta... Não o cara com quem eu terminei, não o cara pra quem eu pedi um tempo que pode ser maior do que eu penso.... Não o cara que simplesmente calou, não me procurou e que vai me deixar sozinha mais uma vez....
Eu quero meu namorado que um dia cuidou de mim, que me ensinou muita coisa e que nunca me deixou sozinha... Porém dessa vez não o procurarei, pois quero me sentir amada, quero sentir que ele me quer de volta...

Amizades que se estragam

Tá difícil hoje manter as velhas amizades...
Elas estão se recolhendo por coisas banais, como eu não atender o telefone em um ônibus com uma cara estranho me olhando... Ou mesmo o estresse de ter seus compromissos cancelados repetidas vezes em cima da hora...
Essa última parte é minha, e eu garanto que isso não vai mudar.
Eu sempre estive em último plano na vida dos meus amigos. Nunca fui o pneu principal, apenas o estepe que fica ali guardado caso o principal não dê mais conta... E sempre tentei me virar sozinha por isso pra não me machucar.
Só que eu tô numa fase em que eu não quero ser o estepe de ninguém.
Eu tô numa fase em que eu quero amigos do meu lado, sem desculpinhas bobas sempre.
Eu estou simplesmente cansada de correr atrás das pessoas e isso é uma coisa que não farei mais.
Se as pessoas querem brigar, beleza a gente briga.
Se querem falar, a gente se fala.
Se querem se afastar de mim, que nem sonhem que eu irei atrás delas...
Eu perdi a paciência.
Sou do tempo em que amigos eram pra sempre e a amizade era incondicional... Porém, sou do tempo em que amigo não mentia, não enrolava e era amigo de verdade.

Oração pela paz na família


Mensagem e Orações

Meu Jesus, 
Os anjos anunciaram a paz aos homens, por ocasião de vosso nascimento.
Morrestes na cruz para consolidar a paz entre Deus e os homens. 
"A Paz esteja convosco!" dissestes aos Apóstolos, no dia da ressurreição. Aos mesmos Apóstolos ordenastes: "Quando entrardes em alguma casa, dizeri: a paz esteja nesta casa".
Senhor, fazei entrar a paz em nossa família. Que haja união, compreensão e amor.
Dai-me, especialmente a mim, o espírito de humildade e paciência para com a minha esposa (ou esposo), amor e carinho para com meus pais e sogros, dedicação aos meus filhos e bondade para com todos em casa. Fazei que os irmãos se tratem como verdadeiros irmãos.
Ajudai-nos a conservar a paz na família para merecermos a paz definitiva no céu. 
Amém.

Eu queria escrever uma carta...


Eu queria escrever uma carta, mas acabei vindo parar aqui...
Oi, amor!
Saudade de nossas conversas longas e com respostas...
Saudade de te escrever e ser surpreendida com uma carta que tirava todas as minhas dúvidas...
Sinto falta de nós dois como era no começo... Mas, não sinto falta da minha confusão quanto ao que eu sentia na época, sinto falta apenas de esclarecer os fatos, de explicá-los da forma como eu realmente os via...
Há poucos dias estive confusa, queria colo...
Há poucos dias cheguei mesmo a dizer que era a fim de outro cara... Não nego a natureza apaixonante dele, mas nego agora tudo o que eu jurei que tava sentindo por ele... Porque são coisas que eu apenas sinto com você...
Talvez aquela confusão toda da minha cabeça se deveu a nossa distância e a aproximação dele...
Talvez foi só minha carência de TPM...
Talvez um simples teste pra saber se você voltaria a ser o homem que eu sempre amei e que eu quero continuar amando...
Construí em minha cabeça uma vida de sonhos e às vezes desejo profundamente vivê-la mais do que essa que vivo agora...
Queria a certeza de que não o perderei tão cedo, como sempre temo...
Poxa, amor, eu gosto tanto de tiiiiiiiiiiiiii.... <3
Esse período monográfico tá sendo um saco, mas vou tentar sobreviver e vou tentar não pensar muito pra te dar a paz que tu precisa pra dar continuidade a tua pesquisa, pra se formar e ser MEUUUUU BIÓLOGO CAREQUINHA!!!!
Vou correr pra te esquecer, mas estarei sempre te amando e do lado de cá te esperando quando tudo estiver pronto... Independente de quem eu seja no fim (sua namorada ou mais uma amiga)...
Quando precisar é só me gritar.
Te amo muito!
Te amo sempre....
Beijo!
Sozinha

Ironias do Amor

Como a maioria das pessoas que assistiram o filme, comecei achando o bicho cansativo.
Porra, a pequena só bebia e desmaiava além, claro, de ferrar com a vida do cara!
Pois bem, o filme conta a história do pobre e bonzinho Charlie Bellow, que vai pra universidade fazer administração (meu primo mala não me deixa concluir... é incrível, parece que a galera do meu msn sente quando tô escrevendo e vem cortar meu raciocínio). Ele é todo certinho e segundo o amigo dele só teve 4 namoradas em 3 anos (me senti humilhada... Eu só tive 2 e o primeiro diz que ele não conta... Então tô a quase 3 anos só com um namorado... tsc, tsc...). E numa conversa com o amigo dele sobre quem pegar e quem não pegar, ele vê Jordan Roark no parque super bêbada, aos tropeços e já se apaixona por ela...
Depois do episódio do parque, ele encontra ela no metrô, a salva de se atirar na frente do trem e ela desmaia...
Ele decide levar a moça pra casa e acaba preso...
Daí em diante só encrenca...
Até ele perceber que eles se gostam.
Só que ela, como a maioria dessas tontas de filme romântico, acredita em destino e decide que vai esperar um ano pra ver se eles podem ficar juntos de verdade. E ele, como a maioria dos tontos de filme romântico, não acredita em destino mas topa a palhaçada.
Daí, cês precisam assistir o filme, porque se eu continuar vou contar o final!
Beijo!

A musiquinha da morte



Distraída me veio uma musiquinha triste, que parece cantiga de roda... E que eu compus em minha cabeça...
kkkkkkkkkkkkk
Bom, eu não tenho idéia nenhuma de disposições poéticas... vou escrever do jeitinho que me veio a cabeça...

Tentem me explicar a morte...

E tentem me explicar a morte
Tentem me explicar perder

Tentem me explicar se é Adeus, a morte
Se ainda é triste... o que eu vou fazer?

Tentem me explicar se é Adeus, a morte
Se ainda é triste... o que eu vou fazer?

Tentem me deixar de pé
Tentem me fazer sorrir

Tentem me explicar a morte,
pois se não conseguem
Quem vai conseguir?

Tentem me explicar a morte,
pois se não conseguem
Quem vai conseguir?

Tento me manter de pé...
Tendo a vida prosseguir...

Tento esquecer a morte
Mas é tão difícil esquecer assim...
Tento esquecer a morte
Mas é tão difícil esquecer assim...

Sem cabeça pra monografar agora...

É todo um processo...
Eu não queria monografar agora... Não quero defender esse ano.
A maior parte da minha turma está desesperada por não poder defender agora, e eu tô feliz com essa possibilidade...
É muito difícil pra mim me concentrar em qualquer coisa agora...
Meu trabalho tá todo atrasado, eu não sei o que acontece...
Aqui na minha frente há livros de todos os tipos, xerox que tirei... E na minha cabeça o vazio, a necessidade de descansar e o medo do que vem depois.
Porque eu ia querer me formar agora?
Não fiz nenhum concurso que me garante que vou ter um emprego saindo daqui... Eu gosto do trabalho que faço agora e não quero deixá-lo... E vou ser obrigada a largar tudo se for defender esse ano...
Eu gosto da loucura, gosto de correr de um lado pra outro... Gosto até mais de trabalhar do que estudar!
Me encontrei no estágio, me redescobri na biblioteconomia... Mas, eu não quero me matar de estudar agora pra no fim do ano ser mais uma desempregada... Eu preciso de mais 6 meses pra me reorganizar, me matar em concursos, espalhar meu currículo... Ser contratada em algum lugar... Sei lá!
Ganhar pouco, talvez... Fazer o que gosto, com certeza!
Algumas amigas falam que não estão se matando de estudar pra ganhar pouco...
Eu não quero me matar de estudar pra ficar desempregada...
No fim, me mato de estudar pra fazer o que gosto, independente do quanto vou ganhar...
A única coisa que sei agora é que não tenho cabeça pra monografar... Não agora...

Oração dos vencedores


Eu prometo a mim mesmo
Ser tão forte que nada poderá atrapalhar minha paz de espírito.
Falar apenas de saúde, felicidade,
e prosperidade para cada pessoa que eu encontrar.
Fazer todos os meus amigos sentirem
que há algo de valor dentro deles.
Ver o lado positivo de tudo
e fazer meu otimismo se tornar real.

Pensar apenas sobre o melhor,
trabalhar apenas para o melhor
e esperar apenas o melhor.

Ser tão entusiasmado com o sucesso dos outros
quanto eu sou para o meu próprio sucesso.

Esquecer os enganos do passado
e me concentrar apenas nas maiores realizações do futuro.
Vestir uma expressão de alegria todo o tempo
e sorrir para toda criatura viva que eu encontrar.

Direcionar todo meu tempo para me melhorar
de maneira a não sobrar tempo para criticar os outros.

Ser grande demais para preocupar-se,
nobre demais para ter raiva,
forte demais para ter medo,
e feliz demais para permitir a presença de problemas.

Pensar o melhor de mim mesmo,
e anunciar isso ao mundo,
não em palavras ruidosas, mas sim em grandes ações.

Viver na fé de que o mundo inteiro está do meu lado,
à medida em que sou sincero e verdadeiro
quanto àquilo que há de melhor em mim.

Que assim seja!
 FONTE:  GRUPO ESPIRITISMO

Perdendo amigos

Um dia eles estão do seu lado e no outro simplesmente sumiram...
Um dia vocês são superamigos, no outro seres estranhos de mundos completamente diferentes...
E não dá pra forçar a barra, não dá pra cantar seremos felizes pra sempre... A amizade acabou e você já não os tem mais...
Porque devo querer depender de tais pessoas, se no fundo sei que seus destinos são iguais aos outros: eles somem quando a gente precisa... Ou simplesmente vão embora como quem não quer voltar mais....
Em alguns momentos nós os excluímos de pequenas parcelas virtuais, mas eles, neuróticos e emotivos te excluem de suas vidas...
E não importa a explicação que você queira dar depois a uma simples exclusão no face: "eu não te aguentava mais, porra.... Tu vivia enchendo meu saco quando eu tava na pior e tu tava me causando problemas maiores do que os que eu já tinha"... Eles te excluem de sua vida...

Quando a banana te decepciona....

Ela estava dourada, linda, misturada a minha farofa...
Eu pensei que fosse A banana... Eu pensei que fosse doce e gostosa...
Mas, ela carrega um gosto amargo misturado com o puro óleo de cozinha...
Assim foi parte do meu almoço... Assim são minhas amizades....

A Paty de supermercado...

(Eu sei que a imagem não tem nada a ver com o texto... Eu não tenho o dom, gente!)
Hoje percebi que ando  no supermercado com a mesma paixão que uma paty anda no shopping...
É estranho, mas supermercado é o lugar onde realmente me encontro... Não é como no shopping que eu experimento uma porrada de roupas pra tentar me encontrar e saio de lá sem mim... Com um monte de gentinha que parece que suga toda energia... Energia essa que só será reposta com um Hamburguer ou sorvete... ou pão de queijo!
Quando saio do shopping sem isso saio sugada, sem forças, triste...
Supermercado não!
No supermercado eu posso ser eu! Eu com a havaiana véia encardida e que ninguém nota porque eu estou em um supermercado, não sai pra ser vitrine, como acontece em um shopping.
O Shopping te impõe boa roupa, coisa melhor... Até porque, num shopping é fácil os seguranças pensarem que tu é bandida...
Odeio shoppings... Amo supermercado!

Feriadão-dão... Monografar-far...

Legal agora isso dedicar toda o meu tempo livre pra minha monografia... Não, não é...
Eu precisaria estar bêbada pra dizer isso, e eu não bebo...
Todo mundo fala que será só 30 minutos e depois eu pularei pra liberdade, mas... Pooooxa... Esses trinta minutos estão sugando minha vida agora...
São meus últimos segundos de UFMA e eu não posso nem aproveitar como se deve...
Essas coisinhas chatas deveriam doer menos...
Adeus feriadão...

p.s: peço desculpas pela ausência de postagens minhas e excesso de postagem alheia... É que não tá dando, gente...

Dica de filme - Meu Malvado Favorito

Acredito que esse é o melhor filme que assisti nos últimos tempos...
Ok, eu quase não venho assistindo filme... Ele concorreria com Persuasão e Uma linda mulher... Eh, não é uma competição justa...
O filme conta a história de Gru... Um velho vilão que é desbancado por um cara metido a supervilão e que é mais novo que ele... Esse cara metidão a supervilão se chama Vetorrrrrrrr, hãaaaaa...
Vetor é simplesmente o cara que roubou uma pirâmide no Egito, o roubo que desperta a inveja de Gru e que faz ele planejar aquele que seria o roubo do século, o roubo que o tornaria um supervilão famoso: o roubo da LUUUUUUUUUUA!
Só que para isso ele precisa de uma máquina pra encolher objetos (no caso, a lua), e ele consegue a máquina. Porém, Vetor descobre seus planos e rouba a máquina dele.
Após tentativas frustradas de roubar a máquina de volta... Gru vê três orfãs entrando de boa na casa de Vetor e decide adotá-las pra mais um plano....
Daí pra frente vocês entenderão o porquê do malvado ser favorito....
Mas a parte mais interessante pra mim, que sonho ser bibliotecária, é a parte em que a Agnes (foto acima) pede para Gru ler pra ela... 
Sei lá... Lembra todas aquelas campanhas que falam da importância de um adulto ler pra uma criança e tal...
É um filme muito divertido e educativo... EU RECOMENDO!!!!!!!!!!!!

Oração para serenidade


Deus, dai-me a serenidade para aceitar as coisas que eu não posso mudar, coragem para mudar as coisas que eu possa, e sabedoria para que eu saiba a diferença: vivendo um dia a cada vez, aproveitando um momento de cada vez; aceitando as dificuldades como um caminho para a paz; indagando, como fez Jesus, a este mundo pecador, não como eu teria feito; aceitando que o Senhor tornaria tudo correto se eu me submetesse à sua vontade para que eu seja razoavelmente feliz nesta vida e extremamente feliz com o Senhor para sempre no futuro.
Amém.