Páginas

Compras de Black Friday!

O dia mais esperado do ano chegou... E entre reclamações e deboches de amigos, eu consegui fazer um bom aproveitamento das ofertas!
Comprei 10 livros pra mim de presente por ter sido uma boa moça no ano que passou.
kkkkkkkkkk
5 livros de estudo Bíblico (investimento) para me auxiliar a entender melhor a palavra de Deus e aproveitar melhor a Eucaricrisma (acho que esses livros não estavam na promoção... Mas aproveitei pra comprar porque eu preciso mesmo!.
  • Como Ler O Livro do Eclesiástico - A Identidade de Um Povo
  • Como Ler O Livro das Lamentações - Não Existe Sofrimento Estranho
  • Como Ler A Primeira Carta aos Coríntios
  • Como Ler O Livro dos Provérbios - A Sabedoria ao Povo
  • Como Ler O Livro do Gênesis - Origem da Vida e aa História
1 livro de culinária que eu sempre quis ter (já tinha comprado o mesmo livro pra minha ex-sogra e fiquei de comprar pra mim depois... Esse dia chegou!).
  • Dona Benta - Comer Bem 
1 livro de aventura, porque sou invejosa e na última reunião da Liga dos voluntários as meninas passaram a reunião toda falando de As Crônicas de Nárnia e eu boiei! 
  • As Crônicas de Nárnia - Volume Único
E, claro, o que nunca falta... 3 Chik Lits!
  • Bridget Jones: Louca Pelo Garoto
  • Questões do coração
  • Uma Prova De Amor
Lamento pelas pessoas que  não conseguiram fazer uma boa compra, para aqueles que reclamaram por inveja de estar sem dinheiro... A dica que dou é a de sempre: pesquise, economize e espere o momento certo para fazer suas compras!
Beijo de luz!

Retalho cotidiano - Churrasco de cão e gato.

Fonte de imagem: Speedbeer
Aconteceu uma coisa bizarra enquanto eu esperava Uema-ipase mais cedo.
Uma senhora estava se encolhendo toda na parada com medo de um desses cachorros que ficam soltos na Uema.
Veio uma menina dar ração pra eles e ela começou a dizer que a menina estava alimentando os cachorros pro governo ganhar mais dinheiro. Nunca ouvi teoria mais maluca, acho que a mulher bebeu, sei lá!
Aí ela disse que na Rua da Estrela, no Centro, as pessoas alimentavam os cachorros e gatos de rua pra depois fazer churrasquinho e vender pros gringos no reviver. Segundo a mesma, era por isso que os gringos adoeciam.
A fome faz com que as pessoas elaborarem cada teoria absurda!
E ela disse mais, hein?
Ela disse que tem gente que fica alimentando um monte de gato só pra comer depois. Por isso um monte de gato GORDO fica bagunçando o telhado da casa alheia...
Poxa, gente, e eu achando que os gatos subiam no telhado lá de casa só pra transar... Snif, os coitados só não querem virar churrasquinho... Snif...

[Dica de App] Bíblia Católica


Há alguns dias eu dei a dica do App da Bíblia Ave Maria.
Retiro o que disse... O App não é tão bom!
Tive alguns problemas com ele, como versículos incompletos, trava, erros de digitação e a referência a Deus em letras minúsculas!
Agora estou usando o Bíblia Católica... Até agora nenhuma reclamação dele.
O Bíblia Católica é uma versão revisada da Bíblia Ave Maria.

DESCRIÇÃO
  • A Bíblia Católica. Tradução Ave Maria, - Revisado.
  • Textos 100 % Off-Line. 
  • Compartilhamento via Rede Social de versículos Bíblicos.
  • Fácil utilização.
  • Com índice de livros e capítulos facilitados.
  • Com MultSeleção de Versículos.
  • Com possibilidade de criação de anotações nos próprios versículos.
  • Compartilhe suas anotações de capítulos e versículos nas Redes Sociais.
  • Com opção de salvar os seus versículos favoritos.
  • Com ajuste do tamanho da fonte.
  • Com Temas - Black e White.
  • Ajuste de Fonte
  • Compatível com Smartfone e Tablet.
Quando clica em um versículo, abre a janela para compartilhar em rede social, salvar em favoritas e comentar.

Os livros estão dispostos em menu suspenso. Não há divisão entre novo e velho testamento. 

Versão Black... Ideal pra ler no escuro.

Onde está o amor?


Nos últimos dias se aproximaram de mim homens querendo de tudo... Mas eu não vi amor... e eu sinto falta de poder acreditar que ele exista.
Aparecem pra mim pessoas falando de sexo, mostrando suas peledezas, pedindo a minha... É tudo tão louco que fico me questionando que imagem passo hoje para essas pessoas para que ninguém fale de amor pra mim...
Sinto falta de ser tratada com respeito, sinto falta de receber palavras de carinho... Sinto falta de tanta coisa que se perdeu... Não sei se por meu jeito aberto de falar do que sinto, não sei se pela minha loucura, minhas brincadeiras...
O fato é que eu sinto falta de sentir que existe amor, carinho, respeito... Eu sinto falta dos valores que existiam em mim e que sumiram! Ao mesmo tempo que não sou respeita, sinto que hoje não me respeito também, sabe?
Passei dos limites com minhas escolhas, me arrependi e quero muito desfazer erros que já foram cometidos.
Confuso, né?
Imagina como isso tudo está na minha cabeça!
Meus valores e crenças se perderam quando me desiludi com um amor... Porque cresci acreditando que só se pode amar uma pessoa e só pra ela devemos... sei lá! Tudo se perdeu de tal forma que nem explicar o que vivo e sinto hoje sou capaz!
Me salva!
Me ensina a amar de novo!
Onde está o amor?

Pensamentos soltos - O tempo dos outros

Fonte de imagem: Nunca fui Santo
"Você não fez isso, não fez isso, não fez isso...."
Quando as pessoas vão perceber que eu tenho me dividido em mil pedacinhos pra cumprir compromissos que eu nunca quis assumir?
Quando você fala "não" pra alguém, você se queima.
Só que o que o outro não percebe é que o "não" é uma tentativa de evitar uma decepção maior.
Eu assumir que não posso fazer algo, faz (ou pelo menos deveria fazer) a pessoa procurar outras fontes, outras pessoas que REALMENTE podem ajudar.
Não sou do tipo que no último minuto diz: "não posso".
O chato é que ninguém entende isso... E fica com raiva a toa, sem saber que a recusa pode ser uma ajuda.
Acho que a coisa mais decente que uma pessoa pode fazer pela outra é não roubar seu tempo.
Assumir coisa básicas.
"Eu não sei", "eu não posso", "não vai dar", "não quero", "não te amo".
Parece cruel dizer pra alguém "eu não te quero", "eu não te amo"...
Só que não é mais cruel viver do lado de alguém sem amar? Não é mais cruel roubar do outro a oportunidade de saber o que é ser amado de verdade?

Eu apoio! - VIII Trote Solidário CCSA-UEMA


O Centro de Ciências Sociais Aplicadas, por meio da Sala de Estudos Renato Barcelar e com o apoio dos alunos do 1º período de Administração, Ciências Sociais, CFO e Direito está realizando sua VIII Campanha. Deixe sua doação na sala de estudos do CCSA de segunda a sexta, das 7:30 às 21 horas. 
Faça sua doação ate sexta feira dia 29 de novembro de 2013:
Doe brinquedos, alimentos, roupas, sapatos, chinelos, material de higiene (creme dental, sabonete, papel higiênico, absorvente, fraldas, sabão em barra, sabão em pó, shampoo)

AGRADECEMOS A SUA DOAÇÃO!!!!

Pensamentos soltos - Amizade, educação e outra coisa

Tava no meu computador faz tempo.
Se alguém tiver a fonte, por favor, me envia.
Eu tenho um amigo que só tem o fim de semana livre (como eu), mas que só me vê se a namorada viaja.
Já aconteceu várias vezes da gente marcar e ele ligar desmarcando porque a menina não viajou.
Semana passada ele resolveu marcar comigo e tá injuriado porque eu disse que só o encontraria se não tivesse coisa melhor pra fazer.
Acho que a única diferença entre o que eu falei e o que ele faz é que eu apenas falei, enquanto ele faz!
Mas parece que ideias expostas de forma clara chateiam muito mais do que as ações que expressam essa ideia.
Tipo, se eu demonstrar com ações que você não é importante... beleza!
Talvez você nem sinta.
Mas aí eu falo que uma pessoa que eu conheci ontem é mais importante.... choque!
Mesmo que minhas ações demostrem o contrário... parece que as palavras afetam mais.
Tem tanta coisa que não faz sentido...
Eu tenho amigos que dizem que sentem minha falta, mas sabem onde moro, como me encontrar, onde me encontrar... e só conseguem me procurar se precisam de algo. Aí dizem: "saudade... tu tá sumida..." 3 segundos depois, quando acham que convenceram.... o golpe!
Eu não vou em chás (panela, cozinha, casa nova, bebê)... as pessoas morrem me convidando, mas acho falso.
A pessoa nem fala contigo, aí vem com um cartãozinho, um sorriso amarelo e diz que tava morrendo de saudade.
Engraçado que você não foi lembrada nos outros eventos em que o seu bolso não era estuprado!
Olha aqueles milhares de passeios e festas expostas no facebook, nenhum aparece tua cara... eh... ela tava mal de saudade de você!
"É que se eu te chamasse, tu não ia querer ir... eu sei que não gosta dessas coisas..."
Babado pra ti: "essas coisas" incluem chás.
As pessoas reclamam que sou mal educada.
O fato é que não sei fingir que gosto do que eu não gosto. Não saio por aí abraçando gente que me causa náuseas, não sorrio para pessoas que antipatizo, não converso com gente que acho chata... não me forço ao que não me faz bem.
Meu pacote de educação veio sem falsidades, infelizmente.
Mas o mundo prefere a falsidade educada de pessoas que sorriem pra você falando mal entre os dentes... a falsidade do beijo que cospe a face...
Quando me convidam pra algo e eu falo "não tô a fim de te ver não", a pessoa fica pra ter um treco.
Mas não é isso que ela queria dizer quando disse que tava sem coragem pra sair da cama e postou fotos com as amigas e fez check in na praia?
A educação é tão automática que a pessoa já diz: "E aí, tu tá bem? Que bom!".
Nem dá oportunidade pro outro chorar as amarguras da vida... já sabe que o outro vai dizer que tá tudo ótimo porque é isso que esperam quando perguntam se tá tudo bem.
Pra vocês uma certeza: se algum dia você receber de mim um abraço espontâneo, você pode acreditar que meu sentimento por ti é sincero e que não vou deixar você sair fácil da minha vida.... (musiquinha de psicose?).

Amanhã conversaremos sobre Eu não gosto dessa pessoa x essa pessoa é recalcada.

Aquela música - Não aprendi dizer adeus (Alexandre Nero)

Fonte de imagem: Cover Brasil
Assim como o resto das pessoas, conheci essa música na voz do Leonardo na época em que morreu o irmão dele, o Leandro. Mas foi essa semana que fui reparar a letra da música e o quanto ela se encaixava a minha vida agora.
A minha irmã me apresentou o vídeo em que o Alexandre Nero se pintava e cantava a música e depois tirava toda a maquiagem (ou ele só tirava, eu fiquei confusa).
Gente, eu me vi no videoclipe, não apenas pela música cantar o que eu sentia, mas porque tantos dias passei em frente ao espelho tirando máscaras, carregando maquiagem, tirando, tentando ser outra pessoa... Foi essa a sensação que o clipe me passou, mas o que interessa agora é a letra! 
Ok, mas vou postar o clipe pra quem ficou curioso.

Não aprendi dizer adeus
Não sei se vou me acostumar
Olhando assim nos olhos teus
Sei que vai ficar nos meus
A marca desse olhar

Não tenho nada pra dizer
Só o silêncio vai falar por mim
Eu sei guardar a minha dor
Apesar de tanto amor vai ser
Melhor assim

Não aprendi dizer adeus
Mas tenho que aceitar
Que amores vêm e vão
São aves de verão
Se tens que me deixar
Que seja, então, feliz

Não aprendi dizer adeus
Mas deixo você ir
Sem lágrimas no olhar
Se adeus me machucar
O inverno vai passar
E apaga a cicatriz

Não aprendi dizer adeus
Mas tenho que aceitar
Que amores vêm e vão
São aves de verão
Se tens que me deixar
Que seja, então, feliz

Não aprendi dizer adeus
Mas deixo você ir
Sem lágrimas no olhar
Se adeus me machucar
O inverno vai passar
E apaga a cicatriz

Foto-Fato - Porque estou atrasando as postagens...

Fotos: Keila Pires Mendes

Fotos: Keila Pires Mendes
Pessoas, esse fim de ano está sendo um pouco mais complicado para atualizar blog e conversar no facebook porque meu dia é assim (olha a foto)... E quando chego em casa sento a bunda pra normalizar até a madruga... Normalizo até cair e quando caio tenho que levantar de novo porque tenho muito trabalho na biblioteca.
Academia pra quê, né?
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Academia é pros fracos!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Assim que arrumar tempinho vou atualizando...

Não gostei - Mato sem cachorro

Fonte de imagem: Adoro Cinema
Quando vi o trailer desse filme no cinema, fiquei louca pra assistir, porque achava que era O filme. Mas quando fui assistir ele essa semana, desanimei pra ir até o final. 
Achei a trilha sonora linda, mas o filme é meio rápido, mas a sensação que deu em mim foi de: "porra, quando é que esse filme acaba?".
A história não me animou tanto quanto me animou o trailer.
Acho que criei expectativas demais.

SINOPSE (Via Adoro Cinema)
Deco (Bruno Gagliasso) vive jogado no sofá de sua casa, apesar de ter bastante talento com a música. Um dia, ele encontra dois grandes amores de uma só vez: a radialista Zoé (Leandra Leal) e o cachorro Guto, que desmaia toda vez que fica muito animado. Não demora muito para que o trio viva como se fosse uma família. Só que, dois anos depois, Zoé termina o namoro, fica com a guarda de Guto e ainda por cima arranja um novo namorado (Enrique Diaz). Motivos mais do que suficientes para que Deco fique revoltado e prepare uma vingança: sequestrar Guto. Para tanto ele conta com a ajuda de seu primo Leléo (Danilo Gentili).

Feliz aniversário, meu herói!

♫Esses seus cabelos brancos, bonitos

Esse olhar cansado, profundo
Me dizendo coisas num grito
Me ensinando tanto do mundo♪
Lembro que quando era pequena eu estava assistindo Jornal Hoje com meu pai e minha mãe, e o jornal era sobre o dia dos pais. Para homenagear os pais, eles colocaram filhos falando o que tinha aprendido com seus pais... Minha mãe me perguntou: "E tu, Sosó, o que aprendeu com teu pai?", eu não soube responder... Falei dos lanches malucos que o pai inventava quando ele cuidava da gente, falei que ele me ensinou a pescar... Falei de um monte de coisas que a gente poderia muito bem aprender com qualquer pessoa.
Hoje fico olhando meu pai e seus cabelos cada dia mais branquinhos e passa um filme na minha cabeça... As lutas que eu acompanhei de perto, para que nunca nos faltasse nada. Vi (e ainda vejo) ele correndo de um lado para outro ajudando pessoas, saindo às pressas, esquecendo-se de si.
Meu pai é um exemplo de luta, de superação, de caridade, de fé, de profissionalismo... Tudo que eu sei hoje, tudo o que acredito, aprendi com ele, apenas observando um cara que não desiste de seus sonhos e que está em luta constante!
Pai, eu queria ser capaz de falar tudo o que penso de ti e não por escrito.
Queria dizer que te amo e que tu é O Cara!
Agradeço Papai do Céu diariamente por ter te posto em minha vida (até porque se ele não te colocasse aqui, onde eu estaria?), peço diariamente a Ele que me dê mais tempo contigo e que tu pare de me assustar porque esse ano tu tá demais!
Feliz aniversário, meu baixinho, meu herói.

Envelheci...

Fonte de imagem: As muitas fase da Luna
Meus olhos não enxergam tão bem como antigamente, mas hoje veem além daquilo que é apresentado. Em poucos meses envelheci muitos anos...
A visão do que é o mundo mudou... Assim como os sonhos, os medos... As certezas apareceram! E como é triste a certeza de que coisas que sonhamos nunca irão acontecer... Mas como é feliz a certeza de novos sonhos e a luta para realizá-los.
Abençoada seja a nossa velhice, que chega diariamente em forma de aprendizado... Abençoada seja a nossa visão que hoje se faz limpa e clara...
Abençoada seja a nossa capacidade de enxergar beleza nas pessoas apesar das mágoas que elas nos causaram...
Ontem eu estava em oração, pedindo pra enxergar a vida de forma mais humilde, desejando ser, o mais rápido possível, alguém que não julga, apenas recebe as pessoas, o novo... Sem desconfiança. Enquanto orávamos ontem, tentei superar meus medos, meus preconceitos... Envelheci em segundos o meu espírito, vi além do que meus olhos jovens e imaturos eram capazes de ver.
Envelheci para que a vitória chegasse mais rápido e para que a felicidade da consciência tranquila pudesse fazer morada em meu coração.

[Dica de App] Bíblia Ave Maria (Português)

Fonte de imagem:  Play Store
Hoje fui à Casa de Oração Rainha da Paz e lá o moço que tava conduzindo a celebração (Seu Luiz) falou que achava uma vergonha a gente sair de casa sem uma Bíblia. Olhei pro meu celular que tava na minha mão e decidi que quando chegasse em casa baixaria uma Bíblia. E encontrei 2 Bíblias bacanas... A Bíblia Católica e a Ave Maria (as duas são católicas, mas o nome do aplicativo é esse).
Hoje vou falar da Ave Maria. 
Até onde eu usei pra mim tava bom, porém houve uma crítica na página do aplicativo informando que alguns versículos estavam incompletos, eu verifiquei e vi que era vero. Tirando esse detalhe... Eu super indico o aplicativo.
Descrição
A Bíblia Ave Maria, agora está disponível para seu Android, faça o download e consulte qualquer livro, capítulo e versículo que queira sem ter conexão com a internet.
* Busca por livro, capítulo e versículo.
* Letras de bom tamanho.
* Fundo branco com letras pretas para melhor legibilidade.
* Fundo preto com letras brancas para economizar energia.
* Disponível para todos os seus aparelhos Android.
* Aumentar o tamanho da fonte para ler melhor o texto
* Permite mover entre os capítulos

Listagem de livros do velho testamento.

Seleção de capítulos. Os versículos ficam expostos em sequência e são apresentados em uma única página.

Você pode modificar o tamanho da fonte, deixar a visualização no  modo paisagem, compartilhar, copiar e favoritar.

Página para Download -> Google Play! 

Dica de leitura - Amores e desamores em querelas jurídicas (Rosiana Freitas da Silva)

Para que vocês entendam bem do que se trata o livro, o título com subtítulo é "Amores e desamores em querelas jurídicas - relações de gêneros em processos-crime de defloramento – São Luis (1890-1925)". O livro fala sobre os crimes de defloramento que aconteceram em uma época em que tudo o que a mulher fazia era condenável. A mulher era considerada indigna até por andar sozinha na rua.
O livro é científico, mas acaba sendo interessante porque traz fatos curiosos da minha terra (São Luís-MA) em um período muito, muito, muitooooo distante.
Uma das maiores curiosidades que o livro traz é o fato de que a maior parte dos "crimes de defloramento" aconteciam em festejos religiosos... Tipo, as meninas eram todas muito recadas, mas em época de festejo ficavam doidas, levantavam as saias e davam mesmo!... Depois procuravam a justiça pra conseguir casar pra reparar o dano, recuperar a honra...
O livro conta detalhes de São Luís nessa época (1890-1925), conta um pouco sobre a criação de alguns bairros, a forma como a mulher era tratada... Ah, e a visão de que os pobres só eram pobres porque eram preguiçosos! Tipo, eu sou pobre porque eu quero, cara! 
Enfim...
O livro é bem curtinho e tem uma linguagem boa de ler, não é uma linguagem científica chata, saca?

SINOPSE
São Luis, 1890-1925: com desdobramento de uma política nacional, vê-se disseminar uma série de discursos e práticas que pretendiam construir uma sociedade civilizada e ordeira. Nesse cenário, a família e as relações de gênero que lhe dão suporte compuseram um dos eixos alvo de discursos e técnicas normalizadoras. A questão da hora feminina e da necessidade de sua proteção toma então uma posição de destaque. Nas delegacias e nas salas de audiência judicial, mulheres “desonradas” e/ou seus familiares buscaram soluções para os conflitos nos quais se desdobram suas “histórias de amor”. São esses sujeitos envolvidos em conflitos amorosos e sexuais que esbarram nos fóruns de julgamento, objeto maior deste livro. Quem eram essas pessoas? O que queriam? Como seus interesses interagiram com o objetivo disciplinador das práticas judiciárias? Quais as implicações da classe e de raça/etnia na forma como internalizaram, filtraram e / ou rejeitaram as identidades de gênero hegemônicas defendidas pelos juristas? Respostas a algumas dessas perguntas estão presentes neste livro.
FRASES
"Deus deu ao homem um trono, para a mulher um altar. Deus concedeu o poder de subjugar ao homem, e deu bondade à mulher. O homem para iludir, a mulher para acreditar" (JUÍZO DA SEGUNDA VARA CRIMINAL DA CAPITAL, 1924)
"Foi durante o festejo de Nossa Senhora dos Remédios que Honorata, conforme argumentou, entregou-se a Francisco Ferraz [...]. Foi durante os festejos de Reis do ano de 1917 que a operária Maria José Moreira, de 19 anos, encaminhou-se para a Praia dos Remédios com Paulo Félix, 19 anos, operário, e com ele manteve relações sexuais [...]. Também durante o festejo de São Sebastião, na povoação do Anil, em 1902, Apolinária Vivência, 16 anos, se "entregou" a seu então namorado Antonio Pedro, sapateiro, 18 anos [...]". (SILVA, 2009, p. 94).

10 coisas que a gente (isso me inclui) poderia não fazer no facebook



1. Bater boca com @ amante do seu respectivo
Nada mais ridículo do que a garota jogar uma indireta pra ti e tu ir no mural dela do face, onde tá todo mundo olhando, pra se humilhar batendo boca... Cara, tu te iguala aquelas putinhas que vão pro chão brincando por causa de homem no meio da rua... Quer esculhambar ela? Faz com classe! Usa o inbox! Não te expõem.
2. Marcar uma pessoa que perdeu alguém em uma postagem sobre essa perda
Imagina que você perdeu uma pessoa... Sofreu muito por isso e depois de superado, decide distrair um pouco na rede social. Aí tu abre o bendito face e TCHARAM! Um monte de postagem de gente anunciando pro mundo que teu namorado morreu, tu mãe deixou esse mundo, tua tia bateu as botas... Tu acha que isso seria legal? Só pensa nisso antes de postar.
Quer contar pra alguém que um amigo em comum perdeu alguém importante pra sua vida e não tem crédito? Usa o inbox! Não marca a pessoa não! Não expõe a dor do outro.
3. Usar um facebook que a namorada conhece pra falar com as amantes
Tenho um amigo que tem um facebook apenas e esse face tem a namorada e TODAS as meninas que ele ficou e deu em cima... E eu fico vendo ele comentando as fotos, as postagens das meninas tudo com saliência e eu fico tentando imaginar se a menina vê toda essa palhaçada...
Todo mundo sabe que ele tem um relacionamento, acho que o mínimo que ele poderia fazer era... Fazer um perfil falso, bloquear a pobre namorada pra ela não ver tudo isso... (essa sou eu dando dica pro sem vergonho!).
4. Pedir para @ namorad@/espos@ voltar
Cara, eu fico reclamando minha dor, mas nem inbox peço pro meu ex-namorado voltar comigo! Imaginem vocês meu choque quando vi isso no mural de algumas amiguinhas de face? "Fulano, volta comigo", "Oh, não me deixe, óh, óh, óh..."... Cara, é uma situação ridícula. O detalhe é que são pessoas que falam mal de mim exatamente por eu "me expor".
5. Fotos apelativas
Sabe aquelas fotos que pedem curtidas masculinas? Fotos que não mostram nada além de peito, bunda, coxas... Às vezes a menina é seca véia, mas ela faz questão de mostrar o que nem tem... Fotos na cama que só falta ter a legenda "me coma", fotos semi nuas, da pessoa que não tem um pingo de sensualidade fazendo poses ridículas que deixam você com vergonha alheia... Tem coisas que poderíamos deixar pra intimidade do whatsapp, né?
6. Reclamar dos amigos que mandam solicitação de jogo
Acho que quando a pessoa fica postando indiretinhas assim, ela só demonstra burrice. Porque diabos ela prefere estragar amizades chamando os outros de idiota se ela mesma está sendo?
Eu já ensinei dezenas de vezes a bloquear tudo! Tem como! Para de perder amizades! Para de ser idiota! --> Aprenda aqui a bloquear a vida!
7. Fazer corrente tosca (envia pra mil amigos pra não morrer)
Ai, gente... Estamos em 2013! Vocês precisam entender que se não passar a corrente pros 3 amigos que não tem, você não vai morrer!
8. Postar fotos da sua bunda (eu juro, cara, eu não quero ver!)
Meus amigos e amigas que vão a academia... Parabéns pela disposição! Que bom que suas bundas estão durinhas e no lugar... A minha não tá, mas tu bem... Não é por inveja que peço isso, mas, cara, não me mostra mais tua bunda não? Fica estranho pra gente...

9. Se você está online, curte aí... Pápápá! Se você ama Deus, compartilha! Se você é bonito, comenta!
Ordens desnecessárias para você expor coisas óbvias... Claro que eu tô online, creio em Deus e sou bonita... Pow! Quer mostrar popularidade em cima da minha tendência a querer me aparecer, complica! kkkkkkkkkkkkkkkk
10. Falar de estudos... Aqui não é o lugar!
Estou de boa na net depois de um dia tenso de trabalho e estudo e vem neguinho querer saber de concurso, se li edital, se estudei, se vou estudar... Porra, eu tô no facebook é pra me distrair! Se eu estivesse estudando, ele não tava ligado!

Tag - Minha bolsa da Hermione

Sempre que alguém pede algo, eu puxo a minha bolsa e tiro de dentro... Daí criou-se o mito entre minhas amigas de que eu carregava a vida na minha bolsa, a minha casa! kkkkkkkkkkkkkk
Minha bolsa é bem pequena, e um dia uma amiga perguntou se essa era a bolsa da Hermione, porque ela só me via tirando coisas e mais coisas da bolsa que era tão pequena que pela lógica não devia caber nada.
No grupo "Blogueiros amigos" tínhamos uma tag chamada "O que tem dentro da tua bolsa/mochila?" e só eu respondia! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk 
Enfim...
Respondendo a perguntas de amigas sobre o que tem na minha "Bolsa da Hermione", eu resolvi fazer uma tag e desafiar todas as minhas amigas(os) a responder!
E aí, abre a bolsa! Deixa eu ver!
Na minha vai...

  • Câmera (eu tenho uma doença grave... Vivo tirando fotos de tudo que eu faço, um dia vou postar uma cagando... Aguarde!); 
  • Nariz de palhaço (a gente nunca sabe quando vai precisar de um); 
  • Copo dobrável (ganhei da minha chefa! Super útil quando vou ao shopping.. A água lá é de ouro com pedrinhas de diamente!); 
  • 2 batons (um de melancia e outro de côco... São batons da avon que eu gosto desde criança e nunca usei outra linha, outra marca); 
  • 2 brilhos labial (um de chocolate e o outro eu ganhei da Mylena... tem 2 cores e eu nunca entendi como usa); 
  • Espelho (pra tentar acertar na hora de pintar meu olho e ver de 1 em 1 minuto se não tá borrado já); 
  • Chave de casa (tem 2 chaveiros e muitas fitas!); 
  • Pente (que eu nem uso); 
  • Carregador de celular (que eu preciso o tempo todo porque esse samsung maldito não segura muito tempo); 
  • Protetor solar (que eu sempre esqueço de passar!); 
  • 2 pendrives (que eu nem uso... Os 2 não tem nadinha!); 
  • Carteira de meia passagem (sou uma pobre coitada dependente de ônibus...); 
  • Apontador (pra fazer a ponta dos meus lápis de cor e de olho...); 
  • Reparador de pontas (também sempre esqueço de passar); 
  • Lápis de olho rosa (É pra minha maquiagem de palhaço); 
  • Lápis de olho preto (viciei...); 
  • Terço (pra proteção, porque eu não sei rezar o terço); 
  • Rímel incolor (porque aquele preto me deixa toda borrada); 
  • Kit de higiene (a bolsinha ali com o papel, absorvente, lencinho úmidos, cortador de unha); 
  • Canetas (pra escrever minhas cartas!); 
  • 2 piranhas (hoje em dia eu uso meu cabelo mais solto, mas não perdi a mania de andar com prendedores de cabelo por segurança); 
  • Lenços (coisa que não pode sair da bolsa de quem tem rinite... Ando com váaaaaaaarios!); 
  • Celular (não sei nem pra quê... ninguém me liga, ninguém me ama, ninguém me quer...)
  • Carteira (aquela de guardar dinheiro, cartão de crédito...);
  • Acho que é só....

A Cynthia deu a ideia de que eu convidasse as leitoras, as amigas pra mandar o que tem na bolsa para publicar... Então, meninas, quem quiser mostrar o que vai na bolsa é só mandar a foto da bagunça e a descrição ou explicação pro meu email: solcarvalho86@gmail.com ou me marcar no facebook (https://www.facebook.com/bibliotecaria.escandalosa) que eu vou publicar aqui!
Beijo!

Dica pra ouvir - Laura Pausini

Fonte de imagem: Alpha FM
Conheci a Laura Pausini no aniversário de 15 anos da minha vizinha (ela é de 1982... Façam as contas... em 1997, muito bem!) E a música me marcou de tal forma que eu ficava sonhando com uma festa de 15 anos só pra poder fazer a entrada ao som da tal música... Ah, a música era La Solitudine.
Daquele dia em diante, eu comecei a procurar mais músicas de Laura Pausini, baixei vários CDs, e as músicas todas tem a mesma fórmula e são sucesso... A gente sempre fica com a sensação de que conhece todas as músicas da moça! (Talvez pelas versões brasileiras).
Enfim...
Essa é nossa dica de hoje!
Top 10!
#1 - La Solitudine

#2 - Strani Amori

#3 - Inesquecível

#4 - La Soledad

#5 - Seamisai

#6 - Non C'è

#7 - Le Cose Che Vivi

#8 - Un'emergenza d'amore

#9 - Gente

#10 - She

Paixões inventadas...

Fonte de imagem: Blog da Gisela Campos
Eu vivo fazendo coisas sem sentido... Uma delas é inventar paixões, contar pra todo mundo, me inspirar em cima disso pra escrever histórias, investigar a pessoa e depois tentar me aproximar das minhas vítimas... pra descobrir que eu as assustei!
Elas já perceberam as segundas intenções que, assim como as paixões, foram inventadas.
Algumas delas eu contei aqui no blog. As paixões inventadas não nascem do nada, aparecem de coincidências, troca de palavras e até de um sonho.
O primeiro passo para que eu me apaixone por alguém é que essa pessoa apareça em meus sonhos, uma vez ela lá, fica fácil inventar de uma hora para outra uma paixão que passa depois de 3 dias, infelizmente... Daí pra frente fica só a curiosidade: será que a pessoa é como eu inventei?
Minhas paixões inventadas nunca viram amizade, nunca viram namoro, nunca viram porra nenhuma além de histórias que eu invento e compartilho e aquecem o coração de pessoas que adoram uma historinha de amor...
Queria eu poder viver uma paixão de verdade, como as que eu inventei, como as que inventaram pra mim...
Me divirto apenas com a escrita delas... O garoto tímido que entrou na biblioteca e se apaixonou pela bibliotecária, o cara do ônibus que se apaixonou por minhas inquietações, o professor de informática que me conhece de outra vida, o carinha dos cabelos vermelhos e dos óculos verdes... Paixões inventadas e correspondidas apenas em meus sonhos... Paixões que distraem e inspiram.
_______________________________
♫ Corsa - Padre Marcelo Rossi

Aquela música - Amar como Jesus amou (Padre Zezinho)

Fonte de imagem: Rádio Rainha da Paz
É engraçado as pequenas coincidências do dia-a-dia...
Sábado acordei cantarolando essa música e ao chegar na Paróquia Nossa Senhora de Nazaré, adivinha que música cantamos na Crisma??? Exatamente! Amar como Jesus amou... Essa música marcou a minha infância, porque foi a primeira música católica que eu aprendi a cantar e a que me fez gostar de Padre Zezinho ao ponto de ir a um show dele sem reclamar! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk 
"Amar como Jesus amou" traz em sua letra a mais linda lição!
O Padre hoje nos deu uma lição muito lida sobre salvação e cantou essa música pra nos ensinar de uma forma linda como alcançar a nossa salvação...
Salvação = liberdade de sofrimento = felicidade...
E o que precisamos para ser feliz?
Um dia uma criança me parou
Olhou-me nos meus olhos a sorrir
Caneta e papel na sua mão
Tarefa escolar para cumprir
E perguntou no meio de um sorriso
O que é preciso para ser feliz?

Amar como Jesus amou
Sonhar como Jesus sonhou
Pensar como Jesus pensou
Viver como Jesus viveu
Sentir o que Jesus sentia
Sorrir como Jesus sorria
E ao chegar ao fim do dia
Eu sei que dormiria muito mais feliz

Ouvindo o que eu falei ela me olhou
E disse que era lindo o que eu falei
Pediu que eu repetisse, por favor
Mas não dissesse tudo de uma vez
E perguntou de novo num sorriso
O que é preciso para ser feliz?

Depois que eu terminei de repetir
Seus olhos não saíram do papel
Toquei no seu rostinho e a sorrir
Pedi que ao transmitir fosse fiel
E ela deu-me um beijo demorado
E ao meu lado foi dizendo assim

Amar como Jesus amou...

Confiança...

Fonte de imagem: Instituto Opus
Ainda pequena muitas vezes eu ouvia meu pai dizer para os amigos: "acredito e confio em todos, até que me provem que não são dignos de crédito e confiança" (não com essas palavras, mas exatamente isso)... Essa é uma filosofia que guardei comigo pelo resto da vida... Confio em todos, até que suas ações me provem que eu não devo confiar.
Claro, que quando decidimos fazer assim, e não o contrário (conhecer pra depois confiar), a gente quebra muito a cara, mas todas as nossas escolhas possuem um preço.
Algumas ações fizeram com que algumas pessoas perdessem minha confiança. E o ruim disso é que eu sou transparente. Nunca direi "eu não confio em você", porém nunca conseguirei ficar ao lado de quem não confio. Todos percebem uma convivência quando ela é forçada.
Algumas pessoas me traíram da pior forma que se pode acreditar... Mentiram, roubaram, agiram com falsidade e má fé... Aparece de tudo na minha vida!
Mas a pior parte de não confiar é perceber que sei lá... A vida é tão sem sentido quando não podemos confiar nas pessoas... Fico meio perdida de estar sempre com um pé pra trás com os outros e comecei a, por isso, agir de forma bem aberta, bem exposta... Acreditei que sendo sincera teria em troca a sinceridade das pessoas, mas não obtive isso nunca.
O preço que eu pago pela confiança que eu dou é a desconfiança e a traição... O preço por minha sinceridade? Hummm... Julgamentos, hipocrisia, inimizades...
Parece que, por mais que a gente plante coisas boas, a nossa colheita sempre será ruim... =(

Bacabeira - 19 anos de lembranças gostosas...

Fonte de imagem: Arquivo pessoal.
Hoje Bacabeira completa 19 anos... TCHARAM!!!
Lembro de meus fins de semana com meus primos no quintal da casa da minha avó... e sinto saudade da terra gelada nos pés descalços, da sombra das árvores, de carregar água da cerita até em casa (juro, eu sinto falta! Kkkk) e de me esconder com medo do gritador que passava meio-dia e 18h... kkkkkkkk
São tantas lembranças gostosas que Bacabeira guarda da minha infância... Esconde-esconde no quintal, macaquices em cima da árvore, banhos de açude... A chuva caindo tão linda da janela da casa da minha avó...
Os encontros com meus medos! Algumas paixonites de adolescência, troca de cartas...  Eu lembro que eu gostava de um cara que usava óculos verde e tinha o cabelo vermelho e sempre que o encontrava eu ficava toda desconsertada! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk As histórias que minha prima inventava pra mim sobre ele, sobre assombrações na velha construção da igreja que nunca ficava pronta e hoje está... Odeio ela até hoje! kkkkkkkkkkkkkkkkk
Bacabeira que me inspirou a escrever muitas histórias... Entre Sambás e o Paraíso eu escrevi pensando em Bacabeira! (Era justamente sobre esse moço do cabelo vermelho e de óculos verdes, detalhes... O desenho até sou eu e ele kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk É uma história engraçada que eu volto essa semana pra contar. O resumo de tudo é que: eu nunca falei com esse cara).
Sinto saudade de tudo isso... Da simplicidade, da vida descomplicada que era antes de inventarem pra essa mocinha que ela devia crescer.

Dica de leitura - A filha da minha mãe e eu (Maria Fernanda Guerreiro)


Todos aqui sabem que eu não sou muito fã de literatura brasileira... Peguei o livro cheia de preconceitos: Ah, mais um livro brasileiro dramático...
E, de fato, a leitura no começo é bem dramática... Só que do meio pro fim do livro, a história ganha um temperinho mais gostoso.
Não tem nenhuma parte que tenha me levado aos risos, mas a história conseguiu me deixar com aquela carinha boba de identificação... Caramba, tem momentos que a Helena é tão minha mãe e eu sou tão a Mariana... Acho que é uma história com a qual toda mulher se identifica um pouco (não conheço nenhuma mulher que não tenha tido problemas com a mãe).
Enfim...
Pra não falar demais, porque a história tem um pouco de mistério... Deixo vocês com a sinopse!
Beijo!

SINOPSE (via Skoob)
Sensível e tão real a ponto de fazer você se sentir parte da família, A filha da minha mãe e eu conta a história do difícil relacionamento entre Helena e sua filha, Mariana. A história começa quando Mariana descobre que está grávida e se dá conta de que, antes de se tornar mãe, é preciso rever seu papel como filha, tentar compreender o de Helena e, principalmente, perdoar a ambas. Inicia-se, então, uma revisão do passado – processo doloroso, mas imensamente revelador, pautado por situações comoventes, personagens complexos e pequenas verdades que contêm a história de cada um.
E foi assim, entre tantos desencontros, que descobri que existiam duas Marianas: a filha da minha mãe e eu
Muitas vezes não é o que se diz que magoa, mas o tom com que se fala que faz toda a diferença.
Quando vi as duas listras azuis no teste de gravidez, tive uma certeza: preciso me sentir filha antes de me tornar mãe.
Com um irmão quase da mesma idade, era difícil ter um dia inteiro de paz dentro de casa. A gente competia o tempo todo.
Apesar dela fazer, emocionalmente, diferença entre mim e meu irmão, no resto, era tudo igual: o que um tinha, o outro tinha também. E isso para o bem ou para o mal. Se um ganhava um presente, o outro ganhava também.

Dica pra ouvir - Pedra Letícia

Fonte de imagem: Respirando Música
Praticamente desde que conheci Natyara Carvalho ela me manda ouvir Pedra Letícia...
Nem sei o que eu imaginava na banda, mas nunca quis ouvir... Até que teve um dia que eu postei a música do Reginaldo Rossi e ela falou que era Pedra Letícia... Aí eu resolvi ouvir a versão do Pedra Letícia no youtube... Acabei assistindo o DVD inteiro.
Não sei o que acontece comigo, mas quando assisto um ao vivo de uma banda, eu tenho tendência a me apaixonar meeeeeeeeeeeeeesmo... Com o Pedra Letícia não foi diferente!
Então, nossa dica de hoje é... TCHARAM! PEDRA LETÍCIA!!!!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Vamos para o Top 10 que é praticamente todas as músicas que eu conheço!
kkkkkkk
#1 - Em plena lua de mel

#2 - Libertas Quæ Sera Tamen

#3 - Que você se

#4 - Se essa culpa fosse minha

#5 - Anos atrás

#6 - Teorema de Carlão

#7 - Resolução

#8 - Baba Baby

#9 - Me provoca

#10 - Eu não toco Raul

Ando meio assim...

Fontes de imagens: Pensamentos que voam
As pessoas tem me perguntado o motivo do sumiço das postagens do blog que antigamente eram diárias e sagradas... Eu ando meio assim... Sempre tento compensar no meu tempo livro com postagens não tão a flor da pele, quando estou mais calma.
Sou transparente demais e quando começo a digitar acabo contando coisas que não deveria estar contando... Coisas que deveria já ter superado... Coisas que mudam o comportamento das pessoas comigo.
Tenho evitado escrever quando o sentimento tá muito aflorado, espero a calmaria, escrevo pra alguém... Me escondo inbox, em desabafos longos que ninguém aguenta mais ouvir...
Tenho procurado as melhores formas de dar sentido a minha vida, e volta e meia venho aqui soltar coisas que faço, leio, escuto, assisto... tenho evitado falar o que sinto... E evitarei por muito tempo.
Todas as vezes que resolvo me soltar um pouco, me ferro com alguém...
Peço que me perdoem por estar tentando me esconder um pouco... Mas assim que a tormenta passar dentro de mim, prometo voltar a ser o que antes fui.
Beijo e paz!

Projeto 6X6: Novembro


Esse projeto consiste em 6 blogs postarem 6 fotos no dia 6 de cada mês!
Aproveitem para ver as fotos dos outros participantes:

Esse mês foi de muito trabalho... Muito registro de livros, muito envio de livros para o interior... O dedinho é para aqueles que pensam que eu tô em casa sem fazer nada! Estou trabalhando muito e aprendendo sempre!
Saudade do Ruan.... Com a correria do trabalho a gente quase não se vê mais!!!
Comprei um computador novo e tive que me despedir do meu azulão... No começo estranhei muito. O novo computador é grande demais, o teclado é diferente e o windows 8 é cheio de frescura... Mas tô me saindo bem.
O Guii veio aqui em casa e me surpreendeu por fingir que lê... Tá homenzinho!
Conheci, finalmente, a Emily May! kkkkkkkkkkkkkkk Depois de vários desencontros!!!
Mês de outubro foi mês de Círio! Nossa Senhora de Nazaré que tem fortalecido diariamente minha fé....

[Retalhos do facebook] Uma história de amor de minha infância não tão distante...

Fonte de imagem: Travessia
Gente, compartilhei essa semana em pequenas postagens no facebook a minha história de amor platônico pelo meu melhor amigo... As postagens receberam muitos elogios, muitas curtidas... Perdi muitos amigos! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Resolvi juntar tudo aqui!
Espero que vocês gostem.
É uma história de amor antiga que eu tenho liberdade pra contar porque NUNCA troquei saliva com o cara e ele é meu melhor amigo...
Não reparem nos erros de digitação porque esse é um celular fresco e eu não tenho paciência pra corrigir.
Enfim, conheci o Guii em 2000, no Colégio Adventista de São Luís (CASL). Fazíamos a 7 série (atual 8 ano?). E tinhamos algumas coisas em comum... o interesse por livros e a mania de matar aula de religião, capela e educação física além do recreio pra ficar na biblioteca.
Nosso comportamento juntos deixavam todos com a pulga atrás da orelha... teve um dia até em que o monitor veio brigar com a gente (morrendo de rir) porque não podia ficar andando de mãos dadas pela escola.
Eu gostava muito do Guii, mas era apaixonada de verdade pelo Jonas. O Jonas era um menino do 1 ano (do ensino médio) que ficou famoso pelo fato de que eu gostava dele.
Um dia uma menina veio me dizer que deu um fora no coitado em respeito a minha figura.
O povo achou desumilde eu dizer que o Jonas ficou famoso por ser o menino que eu gostava... Mas todo mundo conhecia a história de amor da menina sem pescoço da 7ª série pelo narigudo do 1º ano.
Em todos os meus livros estava riscado "Sol & Jonas", "Jonas & Sol"... Algumas amigas, na certeza de que não daria certo escreviam "Jonas X Sol". kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Enfim, conheci o Guii na 7ª série... Estudei com esse ser até a 8ª série e ele sumiu da minha vida.
Um dia de 2005 estava vendo se uma amiga tinha passado pra biologia e vi o nome do Guii (e da minha amiga não, tadinha...).
Pensa na felicidade da pessoa!
Não via o Guii desde 2001 quando ele subiu naquele Bequimão São Francisco cantando "uhuh, Vassoraia! Me livrei de vocÊ!".
Só que eu não passei no PSG e não prestei vestibular nem em 2005, nem em 2006... (Problemas financeiros, saca?).
Em 2007 passei pra biblioteconomia e adivinha qual foi meu primeiro ato?
TCHARAAAAM! Procurar onde ficava a biologia!
Eu ia na biologia TOOOOOODOOOOOS os dias!
Nunca encontrava o bendito Guii... Quando eu tava no segundo período já, vi um menino que era muito parecido com o Guii, mas tinha o cabelo cumprido. Eu falava pra minhas amigas: "Parece o Guii, mas de forma nenhuma é o Guii.. Guii nunca deixaria o cabelo dele crescer desse jeito". Encontrei esse menino várias vezes, sempre no mesmo horário no ônibus. Como não tinha Spotted UFMA, eu escrevi uma carta pra ele, mas nunca o encontrei pra entregar a carta... Mas ela ficou guardada nas minhas coisas e todo mundo lia, ria e dizia que eu PRECISAVA entregar a tal carta.
Um dia sai pra andar a toa pela UFMA, tava chateada, muito triste com alguns problemas pessoais... Encontrei um grupo de meninas com a camisa da Biologia e fui perguntar se elas conheciam um menino pequenininho chamado Guii que fazia biologia desde 2005.
Elas falaram que conheciam 2 baixinhos... E um deles tava vindo e elas chamaram ele de Guilherme e ele veio.
O Guii tava com o cabelo do mesmo jeito que eu o conheci... E eu respirei aliviada porque ele não era louco de deixar o cabelo grande, então era o mesmo Guii que eu conhecia!
Aí, contei pra ele rindo: "eu vi um menino no ônibus que era a tua cara, mas tinha cabelo grande! Quase entreguei uma carta pra ele, olha a doida!".
Aí ele disse que era ele, ele tinha acabado de cortar o cabelo. ¬¬'
Então, reencontrei o Guii em 2007 e de 2007 até 2009 eu o perseguia como aquela garota da música "Macaé" (Clarisse Falcão)... Gente, eu e o Guii não usávamos telefone. Mas eu sabia os horários de aula dele... Quando ele ia pra casa almoçar, eu dava um jeito de ter uma coincidência e encontrava ele no prédio da biblioteca e fazia cara de inocência: "nossa, Guii, você por aqui! Que coincidência! Tá indo embora? Peraí, que eu vou com vocÊ".
Eu passo mal em ônibus, mas fazia questão de pegar Tropical São Francisco só pra passar mais tempo conversando com ele.
Quando ele só tinha aula a tarde, eu inventava trabalhos pra fazer... Não almoçava, ficava até 17h esperando a aula dele acabar e o encontrava de novo por acaso!
O "destino" me ajudava muito a encontrar o Guii... Era doentio.
Indo atrás do Guii, fiz muitos amigos... Até conheci meu ex-namorado indo atrás do Guii!
Eu passava tanto tempo na biologia, que o povo da biologia achava que eu fazia biologia e ficavam espantados de saber que eu era da biblioteconomia e que eu ia no sol quente em qualquer intervalo só pra falar com o Guii.
Cara, estou contando isso e me sinto doente...
Lembrei agora que na minha primeira conversa com o Guii, no ônibus indo pra casa, eu disse o número do telefone da casa dele e perguntei se era o mesmo.

ELE: É sim... E por que tu nunca me ligou?
EU: As coisas seriam mais fáceis, né?
Meu amor pelo Guii foi muito intenso... tenho textos enormes que escrevi pra ele e sobre ele em agendas, cartas... Um dia em 2009 eu me espantei e vi que não amava mais o Guii... E aí comecei a ver o Nando de outra forma... E a gente começou a namorar. Mas essa história todo mundo conhece porque ela começou junto com o blog.
No blog contei pouco minha história com o Guii porque eu namorava já e achava que deveria esquecer o passado, mas é tão gostoso lembrar do meu amor de infância...
Como eu disse de manhã, a gente nunca trocou saliva kkkkkkkkkkkk... Mas eram tão gostosos e engraçados nossos diálogos...
Ainda são gostosos e engraçados... Mas não tem aquele temperinho de amor infantil de antes.
Eu e o Guii nos vemos com frequência... Apesar de eu não estar mais na UFMA, viver aqui na UEMA...
Quando ele não tá com a namorada (sim, ele tem namorada), eu dou um jeito de roubar ele um pouquinho...
Quando a TIM deixa, a gente passa horas conversando... E fala de tudo, tudo mesmo...
Ele me acha nojenta.