sábado, 31 de maio de 2014

Aquele poema - Todas as cartas de amor são ridículas (Fernando Pessoa)

Fonte de imagem: As facetas
Todas as cartas de amor são 
Ridículas. 
Não seriam cartas de amor se não fossem 
Ridículas. 

Também escrevi em meu tempo cartas de amor, 
Como as outras, 
Ridículas. 

As cartas de amor, se há amor, 
Têm de ser 
Ridículas. 

Mas, afinal, 
Só as criaturas que nunca escreveram 
Cartas de amor 
É que são 
Ridículas. 

Quem me dera no tempo em que escrevia 
Sem dar por isso 
Cartas de amor 
Ridículas. 

A verdade é que hoje 
As minhas memórias 
Dessas cartas de amor 
É que são 
Ridículas. 

(Todas as palavras esdrúxulas, 
Como os sentimentos esdrúxulos, 
São naturalmente 
Ridículas.) 

Álvaro de Campos, in "Poemas" 
Heterónimo de Fernando Pessoa

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Enquanto há greve...


Cara, eu não aguento mais ficar em casa!
Pra distrair, eu me pintei, me emperuquei, tirei fotos...
Já terminei todos os trabalhos pendentes!
Eu poderia estar estudando pra concurso, mas não aguento mais estar presa em casa... Fazer todo dia tudo igual... Tá cansativo pra caramba não fazer nada... E eu não consigo me concentrar...
E foi em meio a essa loucura que hoje eu enlouqueci (nooooosssa...).
Seguem as algumas fotos.








quinta-feira, 29 de maio de 2014

Eu não vou rimar pra você.

Fonte de imagem: Diário de reflexão
De repente descobri que você me consolava...
Não com palavras doces
Não com carinhos...
Não com presentes...
Mas apenas sendo você.

De repente descobri que o teu sorriso me preenchia
Ainda que não fosse pra mim que você sorria...
Ainda que não fosse por mim que o fizesse...
Ainda que fosse de mim, e apenas desse jeito.

De repente descobri que queria teu abraço
Sabe aquele abraço que me forçou a dar?
Sim, esse hoje eu desejo... 

Que estranho....
Como esse poema sem rima alguma.

De repente descobri que sem você eu não vivia.
E nessa hora eu morri de saudade.
Só isso.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

[Dica de filme] Idas e vindas do amor

Fonte de imagem: Adoro Cinema
Tava aqui de bobis curtindo minha greve.... Opa, dos rodoviários... Trabalhos terminados, nada pra fazer e esse filme aí passando na TV.
Sempre evitei assistir esse filme porque a sinopse não é o tipo de sinopse que me atrai.... Começa falando que o filme se passa no Dia dos namorados, uma data que eu não suporto (o único dia dos namorados que eu passei com namorado foi no ano em que ele terminou comigo, cara!). Enfim...
Comecei a assistir... o que me fez ficar pra ver o filme TODO foi um guri querendo perder a virgindade com a namorada... Aí ele vai pra casa dela, tira a roupa e fica lá esperando ela de boa, peladão, ensaiando com o violão... Não foi sexy, foi cômico.
O filme é muito bom... Conta a história de vários núcleos no dia dos namorados e tem de tudo... Um cara apaixonado pela amiga de infância, um cara que tem a mulher e a amante pra dar atenção, o casal virgem já citado, casal de idosos, casal de gay, o gurizinho apaixonado pela professora e, claro, o pessoal que odeia o dia dos namorados...
A única coisa que não fez sentido pra mim foi o núcleo daquele lobo de Crepúsculo... Tipo, o que ele fez nesse filme? Correu, deu cambalhotas e beijou uma menina. PONTO PRA ELE! MERECE O OSCAR ESSA PORRA!
Enfim...


SINOPSE (via Adoro Cinema)

Los Angeles, Dia dos Namorados. Reed Bennett (Ashton Kutcher) trabalha em uma floricultura e tem muito trabalho pela frente, já que este é um dos dias mais agitados na loja. Entretanto, antes de sair, ele pede sua namorada Morley Clarkson (Jessica Alba) em casamento. Ela aceita, o que deixa Reed eufórico. Ele logo deseja contar a novidade para Julia Fitzpatrick (Jennifer Garner), sua melhor amiga, que está apaixonada pelo médico Harrison Copeland (Patrick Dempsey). Julia trabalha como professora de uma escola, onde estuda Edison (Bryce Robinson). Ele também foi atingido pelo cupido e compra, na loja de Reed, um buquê de flores e um cartão musical a ser entregue para sua namorada. Edison mora com os avós, Estelle (Shirley MacLaine) e Edgar (Hector Elizondo), e tem Grace (Emma Roberts) como babá. Grace tem planos para perder a virgindade neste dia com seu namorado Alex (Carter Jenkins). O casal Willy (Taylor Lautner) e Felicia (Taylor Swift), amigos de Grace e Alex, estão apaixonados e demonstram isto para todos à sua volta. Liz (Anne Hathaway) é uma jovem secretária que está envolvida com Jason (Topher Grace), que apesar de gostar dela ainda tem receios sobre o que sente devido ao pouco tempo de namoro. Ambos trabalham para Paula Thomas (Queen Latifah), poderosa empresária que cuida da carreira de Sean Jackson (Eric Dane), um quaterback veterano. Kara Monahan (Jessica Biel) é a assessora de imprensa de Sean e detesta o Dia dos Namorados, já que sempre está sozinha nesta data. Em um avião estão Holden Bristow (Bradley Cooper) e Kate Hazeltine (Julia Roberts), que se conheceram em pleno voo e enfrentaram uma viagem de 14 horas para que estejam em Los Angeles exatamente neste dia. Em meio a todas estas histórias perambula Kelvin Moore (Jamie Foxx), um ambicioso repórter esportivo que foi designado por sua emissora de TV a cobrir o Dia dos Namorados.

terça-feira, 27 de maio de 2014

Não gostei! - Como ler o Livro das Lamentações (Luiz Alexandre Solano Rossi)


Eu não gostei desse livro por um  motivo muito simples... O livro se propõe a facilitar a leitura do Livro de Lamentações fornecendo explicações sobre o livro para nos direcionar ao entendimento do mesmo.
Mas, o livro não conseguiu me fazer entender o Livro de lamentações. Achei que o autor foi confuso em muitos pontos, a linguagem dele é muito cansativa... E olha que o livro é fininho, tem só 50 páginas...
Enfim... Gosto pra leitura é uma coisa bem pessoal, mas vim aqui declarar que não fiquei fã desse... Talvez seja porque o meu momento não esteja "casando" com o livro, ou... sei lá...

SINOPSE
Lamentações é o livro que fala de dor e oração de tragédia e de gestação da esperança. Ele tem por objetivo descobrir o significado dos acontecimentos e descobrir a face de Deus em meio à dor. Lamentações talvez possua a maior densidade de catástrofe e de dor em toda a Bíblia. É como se estivesse presente uma atmosfera de morte e decomposição. É dor que provoca gemidos. Mas não qualquer gemido. São gritos lancinantes de dor. Gritos, clamores que estão por todos os lados. Todavia, são gritos de libertação. Afinal, quem sente dor também clama. De certa forma, poderíamos dizer que Lamentações contém um clamor que liberta. E, por isso, é também texto pedagógico, ou seja, ensina que quem não sabe gritar a sua dor perde a capacidade de lutar com Deus e de exercitar a própria fé.

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Rosa, chocolate e poema de Drummond


Hoje fui surpreendida com a entrega de uma rosa no trabalho.
Quando vi, pensei em mil pessoas que poderiam ter enviado a rosa (com um botão de chocolate *-*), mas foi um detalhe no envelope que me fez ligar imediatamente a rosa a... Humm... O nome dele não é da conta de vocês!
A cruz (incompleta) é a mesma que ele fez no meu cartão da 1ª Eucaristia... A cruz de São Bento, conforme ele me explicou em um dia desses em que ele ficou me esperando pra me acompanhar no buzu.
E o poema.... 


Já havia um tempo que esse senhor me ameaçava com a leitura de um poema em cima de uma cadeira... Todas as vezes que ele ia à biblioteca e eu lhe recusava um favor, lá vinha ele com aquele olhar ameaçador de "eu vou ler o poema... Olha que eu leio!". A mesma ameaça foi feita no nosso encontro, ele queria ler o poema no meio do supermercado (sim, a gente teve um encontro no supermercado kkkkkkkk... Brincadeira), mas Deus é bom e ele não leu!
Eu sempre tive grande curiosidade de saber que poema de Drummond era esse que ele queria ler, que, segundo ele, era perfeito pra mim... Li quase todos os poemas de Drummond disponíveis na internet, muitos eu até compartilhei em nota... Conhecia um texto ou outro do cara, mas me amarrei ainda mais... Só que eu não achei o tal poema que era minha cara...
Enfim... o poema veio no envelope (veja segunda foto)... Agora ele acha que eu tenho obrigação de olhar a rosa e ler o poema todo dia... Só matando..
Deixa pra lá...
O que mais me impressionou, cara, não foi nem a rosa, nem o botão de chocolate... Foi um detalhe que eu demorei a sacar...
O poema foi escrito numa folha de agenda, mas não em uma página qualquer... o cara pegou a data do meu aniversário... Loucura, né?
Tem nem um mês que a gente se conhece, nos falamos pouco, nunca mencionei meu aniversário e o cara escreve um poema na página do meu aniversário e ainda circula pra mostrar que ele sabe o que tá fazendo...


Passei horas olhando pro nada e rindo... As pessoas falavam comigo e eu só conseguia rir... Pra alguns meu ataque de risos pode parecer normal (afinal, segundo César Castro [2008], eu pareço uma emaconhada), mas é que... Eu nunca recebi uma flor, nunca ganhei chocolate, nunca escreveram nada pra mim que não fosse sob pressão... E nunca alguém demonstrou tanto carinho e atenção como ele demonstrou nesse simples círculo no 28 de agosto.

domingo, 25 de maio de 2014

Aquela música - Tudo posso (Celina Borges)

Fonte de imagem: JUSAC
Uma das letras mais lindas e completas que eu conheci na Igreja Católica... "Tudo posso" é uma música que agarra a gente, coloca pra refletir, nos faz acreditar em recomeços e na vitória.
Ouvi essa música (e gritei) em um dos momentos mais difíceis da minha vida e ainda hoje canto (mais grito do que canto)... Porque é uma música que representa a luzinha ali no fim do túnel, a esperança... É um grito de fé!
Posso, tudo posso naquele que me fortalece
Nada e ninguém no mundo vai me fazer desistir
Quero, tudo quero, sem medo entregar meus projetos
Deixar-me guiar nos caminhos que Deus desejou para mim
E ali estar

Vou perseguir tudo aquilo que Deus já escolheu pra mim
Vou persistir, e mesmo nas marcas daquela dor
Do que ficou, vou me lembrar
E realizar o sonho mais lindo que Deus sonhou

Em meu lugar estar à espera de um novo que vai chegar
Vou persistir, continuar a esperar e crer
E mesmo quando a visão se turva e o coração só chora
Mas na alma, há certeza da vitória

Eu vou sofrendo
Mas seguindo enquanto tantos não entendem
Vou cantando minha história, profetizando
Que eu posso, tudo posso em Jesus

sábado, 24 de maio de 2014

Mim não te quer...

Fonte de imagem: Where the dreams comes true
História baseada em fatos reais...

Eu gostava muito do namorado de uma amiga e não conseguia entender porque raios ela terminou com ele... Ela explicou e achei tão engraçado que eu resolvi publicar...
Ai, amiga... um pesadelo!
Ele vivia dizendo: "mim fazer", "mim falar", "mim pensar"...
Quando eu cheguei pra ele dizendo que tava a fim de transar com ele, ele solta: "Tá querendo mim comer, safadinha!".
Brochei... Não aguentei! Não quis mais!
Não há chá de &¨%# grosso que aguente... 
Disse logo pra ele: mim não te quer! Mim cansou de índio burro manso!

sexta-feira, 23 de maio de 2014

A mais linda flor...


Hoje é o aniversário da minha mais linda flor...
Que o Pai Eterno conserve esse sorriso ao meu lado por muitos e muitos anos... Porque esse sorriso é a luz da minha vida e a razão da minha existência.
Te amo, gataaaaaaaaa!!! *-*

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Fim de uma carta confusa...

Fonte de imagem: Meio autista
E... Porque tu não me chama de “amor da minha vida”? Sério, pra quem dizia no começo que não conseguiria ficar sem me chamar de “amor”, até que tu tá te saindo muito bem, viu? 
Peraê... ops... 
Peraí, Clark Kent! 
Foi você quem começou a não ser tão franco assim... E nem me pergunte o porquê, pois eu não lembro! 
Soooooooono... 
Vergonha... 
Vou já dormir... Amanhã será um novo dia... Vou já encher minha bolsa com biscoitos... Não posso esquecer minha escova de dente... Droga! Eu não comprei escova de dente! 
E agora? (quem poderá defender o mundo de meu bafo??) 
<< Fugindo da carta... Meu irmão tá com um perfume de bebê que tá me dando inveja... Acho que é mamãe bebê de laranjeira...>> 
Bom, pra terminar << Diabéticos, saiam da sala>>... 
Eu queria dizer que os 8 meses que passei do seu lado foram os melhores da minha vida... Independente das confusões mentais... Eu amo cada segundo que passamos juntos... Independente do que acontecer, da forma que terminarmos... Sei lá, eu quero ser tua amiga... Eu gosto de você, te amo mesmo... Talvez a gente se dê muito bem na cama... Enfim! Talvez como casal a gente não dê certo, mas eu quero ser tua amiga sempre, e eu vou infernizar tua vida se não quiser! 
Eu sou feliz do teu lado... independente do meu estado físico (dormindo, doente, com o rosto inchado e roxo...), do estado espiritual e psicológico (lê-se louca da cabeça!!!)... 
Não, eu não estou terminando... E o fato de eu te pedir pra terminar e de esperar você aceitar que terminamos é a prova de que eu não (Lê-se: NÃO!) quero terminar mesmo. Se eu quisesse já o teria feito... Eu tenho apenas medo por ti... Tenho medo de que não termine por vergonha... 
E outra moço, as amizades que você fez com o nosso namoro não devem acabar com ele. Que é? Vai me impedir de ir a tua casa?? << Me impedir de comer os salgadinhos de sua mãe???>> Qual é a tua? Não vou parar de falar com tua família porque tu é tosco e esquisito... Sim, talvez eles não me queiram mais por perto quando conhecerem sua futura esposa... Mas aí, eu posso criar vergonha na minha cara... 
Meu braço dói... 
Enfim... Com essa carta espero ter transformado em pó todas as tuas dúvidas << lendo, a Mann disse que as dúvidas dele devem ter aumentado! Kkkkkkkkkkkkkk>>, e espero também ter te ensinado o que é uma carta decente (no mínimo 4 laudas, menos que isso é bilhete!)... Só queria dizer que eu te amo... E que você me fez ver meus sonhos como coisas possíveis (era difícil imaginar 5 filhos, 1 cachorro e 1 quintal enorme sem ninguém pra cuidar... O_O)! 
Tião!!! 
Beijo! 
Soraya Carvalho 
Em: 04/10/09, às 20hs 59min

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Outra parte da carta perdida

Fonte de imagem: Fulana Leitora
Como já deve ter percebido não tenho a menor ideia sobre qual Soraya você vai conviver mais... Mas, espero reencontrar a Soraya por quem você se apaixonou... Ela me parece ser uma pessoa legal, apesar de ter negado a própria existência desde o seu surgimento... rsrssr 
O mais estranho, ou por mais estranho que pareça... Você tem sido a pessoa em quem eu mais confio durante os últimos 8 meses (ou nos últimos 23 anos!). Mostrei pra você, falei, escrevi... Coisas de Soraya Cristina Barbosa Carvalho que ninguém nunca viu, ouviu ou leu... 
Eu te amo muito, porra!
Kkkkkkkkkkkkk
Acho que sou louca mesmo... Essa coisa de que eu quero que os outros adivinhem o que eu quero é reclamação antiga aqui em casa... O Márcio falou sobre isso pra mim outro dia... Ele disse que eu deveria falar mais e deixar você adivinhar menos, mas eu... não consigo, entende? 
Eu não sei pedir ajuda, não sei pedir favor... Eu começo, dou sinais, mas não falo nada! E... Eu confio em você!!! Deixo ler tudo o que escrevo, mostro coisas da minha vida que ninguém vê (estou falando disso mesmo Shiiiiiiiiiiiiiiiii), falo tudo o que me vem a cabeça, eu não me sinto livre assim com ninguém... Sim, eu converso sobre tudo da minha vida no Google Talk com estranhos, mas escrever é algo que faço com todo mundo! Mas, falar eu só consigo com você... E nem reclama que tu que falou que só falava comigo pessoalmente, e que de outra forma não aceitava... (aqui eu tentei convencê-lo a se acostumar a ler sobre meus problemas... Teve uma época em que eu só falava assim: tu não leu meu blog??? E em uma anterior, eu lhe dava a agenda mesmo). 
Lembra? 
Não, né... Lógico... é tudo culpa minha, né??? =P 
E, pelo amor de Deus, não duvide do que eu sinto... Mas, eu pensei, penso volta e meia, que você não é o cara certo... sei lá! Eu sempre pensei que o cara certo teria mais atitude... Parece que pra tudo você espera meu sinal, meu pedido ou qualquer coisa assim... Eu queria que, ao invés de passarmos horas falando até o ano em que eu resolvo te beijar, que você me beijasse sem que eu desse o primeiro passo sempre... Eu já te ameacei várias vezes, mas vou me levar a sério essa semana. 
Depois acha estranho quando pergunto “quié?”, quando você me beija do nada... Te toca, coisa, tu me acostumou sem isso desde o começo, mas... Se isso não mudar essa semana, vamos ter uma relação totalmente assexuada! =P 
Falei... Ufa!!! 
O fato de que botou loucura entre aspas significa que não acha que essa loucura seja realmente uma loucura??? =P

Te amo muito... Tião pra sempre.
Soraya Carvalho
Em: 04/10/09, às 20hs 28 min

terça-feira, 20 de maio de 2014

Continuação de uma carta...

Fonte de imagem: It's Love
Rsrsrsrsr
Acabo de te ligar a cobrar... A Amazônia Celular (pra vocês terem só uma ideia de quantos séculos é essa carta...) ia implantar a “mensagem a cobrar”, mas virou Oi... Aí, acabou-se o sonho de fazer os outros gastarem... O que tava falando?
Ah, lembrei...
Só queria te dizer que perdi nosso filho de novo... Mas, não fica triste, amor... A gente é jovem, saudável... Podemos tentar de novo... kkkkkkk... Brincadeira! É que tu vive perguntando da minha menstruação... E a preocupação de homem quanto à menstruação é só essa, né?
Voltando à nossa conversa... Quero te pedir que não faça perguntas sobre o que eu escrevi, escrevo ou escreverei... Se me escrever, até respondo, mas não faça isso pessoalmente... O fato de que escrevo o que eu não falo já mostra que eu não quero falar... Respeite isso e seremos felizes!
Mensageeeeeeeeem! 
Aposto 1 real que é você... Ganhei! Tá me devendo 1 real! (Sobre isso você pode falar pessoalmente!) 
No twitter não tem perfil, mas eu fiz a campanha “siga meu namorado!”. O que é a mesma coisa de ter te assumido... Não sei se tem Hotmail, mas há aquela porrada de frases que boto pra você... E todo mundo sabe que é você porque todo mundo é do meu orkut... E no meu Orkut tem um álbum chamado “quando a luz dos olhos meus e a luz dos olhos...”, cuja capa é uma foto de nossos pés juntos e que só tem fotos nossas... 
No facebook está escrito que estou em relacionamento sério com você. O badoo eu excluí porque tenho namorado. Todo mundo no GT sabe que tenho namorado um antipático e há tempos e que vivemos em pé de guerra e só não vamos pra cama por respeito ao nosso futuro... E por não termos uma cama também! 
No meu blog há varias postagens direcionadas para você (não sei como ninguém comentou isso até hoje [kikiki]), além daquela, lógico... Se colocar teu nome completo no Google aparece o Bibliotecária Escandalosa como referência com o meu voto de casamento... Alguma dúvida de que você é o oficial ou eu preciso terminar com os outros mesmo??
Te amo!
Soraya Carvalho
Em: 04/10/09, às 20hs 4 min

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Uma carta perdida...

Fonte de imagem: Educ
Oi... 
Em primeiro lugar quero manifestar o grande medo que sinto de que a Soraya risonha e feliz não exista. Talvez nunca tenha existido... Talvez tenha sido apenas alguns momentos meus. O que sinto não tenho coragem de falar, isso é fato. Sempre fui assim... Mas se queres saber, exporei isso da única forma que faço: bem vindo ao meu mundo! 
Hoje à tarde dormi... dormi muito bem por sinal... Mas acordei com um susto: a janela estava aberta. Acontece que a janela sempre está aberta quando durmo a tarde, mas eu não me toquei que estava de tarde e gritei com Ni de uma forma horrorosa... Fechei a janela de um jeito que não sei como não machucou, e gritava que ela ia me pagar, de alguma forma, por ter aberto a janela enquanto eu dormia... Fiquei muito nervosa, com raiva, cheguei a ficar sem ar por isso... Mamãe achou que alguém tava passando mal pela forma que eu gritei e bati nas coisas... 
Foi só quando fui ao banheiro, o único lugar em que fico sozinha na casa, que percebi minhas roupas. Não eram minhas roupas de dormir, eram as roupas que eu usei o dia inteiro... Não era de manhã, não tava amanhecendo... Eu senti... Eu sinto que eu estou ficando louca... 
Passei horas chorando no banheiro, assim como faço agora... Eu não tenho me comportado como uma pessoa normal, eu não faço coisas de gente normal... eu te dou as costas do nada, me aborreço com você por você estar calado... Nunca sei o que quero... 
Às vezes sinto que quando eu pergunto se você tem certeza, ou se você quer terminar, estou me referindo ao fato de que eu sinto que estou ficando louca... Eu não quero isso pra mim... Nem pra você!!!
Volto quando estiver mais calma...
Te amo muito!

Soraya Carvalho
Em: 04/10/09, às 19hs 24 min

domingo, 18 de maio de 2014

Eu e meus pretextos...

Fonte de imagem: Apenas mais uma garota apaixonada
Sou do tipo que quando gosta de uma companhia, inventa razões toscas pra ver a pessoa... Mas inventa tantas razões e não fala só "eu quero ver/falar com você", que a pessoa se enche achando que só quero vê-la por PRECISAR.
Preciso dessa pessoa apenas o resto é pretexto.
Voltar pra casa sozinha, eu volto todo dia... E vou pro ponto final, o que pra muitos é loucura, mas eu gosto de ver as estrelas pelo caminho, e gosto do cheiro da terra molhada na chuva... E daí se meu prédio é o da primeira parada? EU quero ir pra última!
Dúvidas bestas... Eu tenho o google e sou bibliotecária, cê sabe... Eu tenho como pesquisar... E sou ótima nisso!
Faz muito tempo que aprendi a ser sozinha e resolver meus problemas sem alugar ninguém... Mas, de repente, qualquer coisa que se diga é tão idiota.
Daí surgiram os pretextos... que são só isso... Desculpas inventadas pra puxar assunto, pra ter alguém por perto... Mas corro o risco de interpretações erradas... Talvez por isso, quando eu falo só "oi", o tom do outro seja de "qual o golpe".
Por isso desisti.
Chega de pretextos.
Acabaram as tentativas.

sábado, 17 de maio de 2014

Gifs - Hangout e outros trens.


Hoje, pra não escrever besteira... Vou postar umas edições automáticas do Google Plus.
São imagens de conversas em hangout, fotos que eu tiro e sincronizam e o Google acaba editando.
Espero que vocês gostem!









sexta-feira, 16 de maio de 2014

Dica de Leitura - Harry Potter e o Cálice de Fogo


Eu estou relendo os livros do Harry Potter porque eu li pela primeira vez fora de ordem... E que diferença faz ler na ordem, viu?
Na primeira vez que eu li, o "Cálice de fogo" foi meu segundo livro... Agora ele está sendo o quarto. Na primeira vez, li o livro em 3 dias... Dessa vez passei um pouco mais de 1 mês...
Mas a culpa não é de minha preguiça ou da necessidade de ver detalhes que eu possa ter perdido na primeira leitura... É que o tempo e o cansaço não colaboraram...
Enfim!
Teve tanta coisa que eu não lembrava de jeito nenhum e que se eu disser será spoiler, então me calo!
kkkkkkkkkkkkkkkkkk
A nossa dica de hoje é Harry Potter e o Cálice de Fogo... Que marca a entrada dos guris na adolescência, todo mundo interessado por alguém e tal... kkkkkkkkkkkkkk... É um dos livros que mais há mistérios que são desvendados somente nas últimas páginas, porque a autora brinca com a gente nos conduzindo a muitos erros na busca por resposta, pois também somos investigadores nessas leituras... Enfim!

SINOPSE (via Skoob)
Verão, Harry Potter, agora com 14 anos, sente sua cicatriz arder durante um sonho bastante real com Lord Voldemort, o qual não consegue esquecer; três dias depois, já em companhia da família Weasley, com quem foi passar o restante das férias, na final da Copa Mundial de Quadribol, os Comensais da Morte, seguidores de Você-Sabe-Quem, reaparecem e alguém conjura a Marca Negra – o sinal de Lord Voldemort – projetando-a no céu pela primeira vez em 13 anos, causando pânico na comunidade mágica. Será que o terrível bruxo está voltando? Tudo indica que sim...
O ano letivo já começa agitado. Harry volta para a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts para cursar a quarta série. Acontecimentos inesperados – como, por exemplo, a presença de um novo professor de Defesa contra as Artes das Trevas e um evento extraordinário promovido na escola – alvoroçam os ânimos dos estudantes. Para surpresa de todos não haverá a tradicional Copa Anual de Quadribol entre Casas. Será substituída pelo Torneio Tribuxo, uma competição amistosa entre as três maiores escolas européias de bruxaria — Hogwarts, Beauxbatons e Durmstrang — que não se realizava havia um século. A competição é dividida em tarefas, cuja finalidade é testar a coragem, o poder de dedução, a perícia em magia e a capacidade de enfrentar o perigo dos campeões. Liderados pelo professor Dumbledore, os alunos de Hogwarts terão de demonstrar todas as habilidade mágicas e não-mágicas que vêm adquirindo ao longo de suas vidas.
Apesar de alunos menores de 17 anos não poderem se inscrever no Torneio, inexplicavelmente Harry é escolhido pelo Cálice de Fogo, um grande copo de madeira toscamente talhado cheio até a borda com chamas branco-azuladas, para competir como um dos campeões de Hogwarts. Tendo a seu lado os fiéis amigos Rony Weasley, Hermione Granger e agora também o seu padrinho, o bruxo Sirius Black, que fugiu de Azkaban no ano anterior, o menino feiticeiro tentará escapar mais uma vez das armadilhas de Lord Voldemort.
Além de todos os desafios, há feitiços a serem aprendidos, poções a serem preparadas e aulas de Adivinhação, entre outras, a serem assistidas, Harry terá que lidar ainda com os problemas comuns da adolescência: amor, amizade, aceitação e rejeição.
Harry Potter é o tipo de livro que fascina, encanta, surpreende e prende a atenção até o último segundo. Uma série recomendada para todas as idades.

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Postagem de quinta - Aleatórias do facebook


  • Você já esqueceu F.?
Esquecer? Você acha possível esquecer uma pessoa importante na sua vida? Uma pessoa que significou tantas mudanças tanto com chegada, como com a permanência e saída de sua vida? Eu nunca esquecerei esse cara! Terei eterno carinho por ele e todas as histórias que vivemos juntos... Se a sua pergunta é se ainda o vejo da mesma forma, a minha resposta é não... Eu mudei completamente e ele já não está mais no pedestal. 
  • Por que você está tão sumida?
Estou sumida só do blog, porque exige um tempo maior, precisa de formatação, pesquisa de imagem e tal... E é culpa da pós, do trabalho oficial, do trabalho extra, do trabalho voluntário, do trabalho na igreja, do estudo pra concurso... 
  • Por que você resolveu ser católica?
Eu me batizei católica desde 1995. Eu apenas confirmei minha fé agora. Sempre me senti mais a vontade na igreja católica. Já fui a outras igrejas e não me senti tão a vontade... Mas continuo estudando a doutrina espírita por ter questões que eu conheço e vivi.
  • Você é fake?
Não existe nesse mundo pessoa mais fake do que eu.
  • Você está preparada para um novo relacionamento?
Eu sou muito insegura e indecisa...
Tem horas que tenho certeza do que quero e horas que eu sou toda medo de machucar alguém por não ter uma maturidade emocional.
É uma questão complicada... Eu não estou preparada, mas eu quero começar um.
  • Quando foi a última vez que você beijou na boca?
Foi antes do carnaval.
  • Sente falta de sexo?
Sinto falta de uma relação que tenha sexo... Não do sexo em si.
  • Ainda sonha em casar?
Perdi a vontade.
  • Faria sexo sem compromisso?
Já fiz... É legal na hora. Só na hora.
  • Já realizou algum sonho?
Me forme! TCHARAM!


quarta-feira, 14 de maio de 2014

Carência de...

Créditos na imagem.
Quando a gente fala que tá carente... As pessoas associam logo isso com falta de beijos e de sexo.
Carência é falta de carinho, de atenção, de companhia...
Há pessoas que com um simples olhar já supre toda a nossa necessidade de ter alguém por perto, simplesmente.
Ontem fui ao supermercado e tava pensando nisso... Uma atividade que antes eu fazia sempre acompanhada e rindo, mas que hoje eu faço com o mesmo prazer, ainda que não seja mais tão legal passar pelo setor de panelas, cama, mesa e banho e pensar que aquela garrafa de café ou aquela colcha de cama seriam perfeitas em NOSSA casa.
Não sinto falta de sexo, não sinto falta de beijo... Isso eu encontro em qualquer esquina... O que mais tem por aí é homem vazio a fim de lhe emprestar o corpo nu por algumas horas.... E de graça, viu, Riba! <piada interna>
Agora, onde estão os homens pra nos ouvir? Cadê aqueles caras que seguram nossa mão na caminhada, que nos abraçam nos momentos (e não lugares) mais escuros, que ouvem, dão conselhos, querem o teu bem a ponto de abdicar de festas, chopinhos, futebol e outras coisas porque você precisa de uma força ou um pouquinho de companhia...
Onde se escondem os caras que te encontram sem compromisso, mas com sonhos e desejos tão parecidos com os teus que impossível não crer que exista entre vocês um compromisso.
Não quero um namorado... Esse rótulo não é garantia de nada... Aprendi.
Quero um companheiro pra fazer coisas grandes e pequenas... Estudar junto para concursos, assistir TV no chão da sala num domingo...
Carência é sentir falta de coisas idiotas, talvez.

terça-feira, 13 de maio de 2014

Sobreaquele dia... - em que me declarei pro meu melhor amigo...

Fonte de imagem: Dia de brilho
"O Aécyo falou que não reconhece a amiga dele. Esta está super romântica e chata.
O Duriaux disse que eu fui "tonta" em me declarar em uma "carroça" (ônibus).
A Mônica acha que eu devo esquecer meu passado e o que sobrou dele.
O Nietzsche disse que eu devo tornar a ser o que eu era, o que sou.
O tio Will (Shakespeare) disse que eu devo acabar com o último grão de dúvida que existe em mim.
O tio Raul (Seixas) disse que ele é que não fica sentado em seu apartamento com a boca escancarada cheia de dentes esperando a morte chegar.
O tio Vinícius (de Moraes) ainda repete aquela coisa de "de repente, não mais que de repente"...
O tio Bocage... Ah! O tio Bocage... Ele diz uma coisa muito bacana: "Deus, ó Deus!... Quando à morte a luz me roube/ ganhe um momento o que perderam anos/ saiba morrer o que viver não soube."
Me sinto uma burra, idiota... Queria voltar atrás e escolher ficar calada! Queria sumir!
Agora eu sei o estrago que fiz!
Agora eu sinto que a minha alegria se foi... Talvez a amizade tenha acabado!
É verdade, para viver de sonhos é necessário abrir uma padaria....".

>>[Sol No Lenta]<<
Em: 17 abr. 2008.

segunda-feira, 12 de maio de 2014

A vilã da própria história

Fonte de imagem: Gente.Ig
"Algumas coisas me fazem pensar que sou a verdadeira vilã da minha própria história. São vários os motivos e irei listá-los.
Vamos ao primeiro: eu sempre impedi que o "mocinho" fosse feliz com a "mocinha" (essa sou eu, acredite). Sempre convenci o mocinho de que o que a mocinha sentia era apenas coisa da sua cabeça e não do coração dela.
O segundo motivo é que eu sempre vejo com péssimos olhos os hábito e comentários das minhas amigas. E estou sempre levantando a bandeira de que ser amiga de homem é menos complicado.
O terceiro motivo sempre faço a mocinha sofrer com torturas psicológicas. Sempre convenço a coitada de que ela é pior do que todo mundo.
O quarto motivo é que sempre estou tomando decisões precipitadas, falando mal daqueles coitados que me aguentam. Sou falsa, sou volúvel, sou uma pessoa totalmente podre.
O pior de tudo, o quinto motivo talvez, é que tenho uma noção exata dos meus erros, sei os meus pontos fracos e não movo uma palha pra mudar.
Já é tempo de criar juízo!
Não tenho mais a idade para chorar feito bebê de colo...".

>>[Sol No Lenta]<<
Em: 8 fev. 2008.

domingo, 11 de maio de 2014

Insegurança

Fonte de imagem: Edu no Baú
"Eu queria poder acreditar...
Não ser aquela besta que até agora me causa vergonha só de lembrar... Apenas acreditar.
Não o tipo que acredita em tudo, mas pelo menos ter mais coragem de arriscar, confiar mesmo, entende?
Na real, eu queria conhecer pessoas mais honestas, que inspirassem confiança e respeitem o que sentem.
Alguém mais fiel a seus sentimentos e aos meus. Se é que existe alguém assim... Deve existir, né?"

>>[Sol No Lenta]<< 
Em: 4 fev. 2008.

sábado, 10 de maio de 2014

O abraço

Fonte de imagem: Minha essência
"Abraço terno, protetor, seguro... O abraço que quero eternizar em cada reencontro, abraço que teimo em não dar por temer a dependência.
A 'eternidade' de que falo está além de fotografias, registros de áudio ou video que poderão um dia ser mostrado para nossos netos. A eternidade de que falo está em um momento que quero que exista pra sempre, que simplesmente não acabe...
Assusta-me esse desejo quase doentio por um abraço...
Assusta-me essa obsessão por TEU abraço".

>>[Sol No Lenta]<<
Em: 09.02.2009.

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Meme - Livros não lidos.


Achei essa TAG no Sou eu...Pri! e resolvi fazer aqui...

  • Quantos livros não lidos você possui aproximadamente?
36.
  • Quantos livros estão na sua estante Já Leu?
216.
  • Você compra mais livros do que lê?
Sim.
  • Por que acha que ainda não leu os seus livros não lidos?
Alguns falta de tempo, outros falta de entusiasmo... Comprei em algum momento da minha vida em que aquele tipo de literatura fazia sentido.
  • Você participa ou já participou de um book buyng ban? ( Quando você decide que não vai mais comprar livros por um certo período).
Nunca.
  • Você já fez algum TRB ou Book Jar para esses livros não lidos e deu certo?
Nem sei o que é isso.
  • Qual livro empacado há mais tempo na sua estante?
O diário de Nina.
  • Qual livro você olha na pilha e não entende porque comprou?
1808... Na verdade, eu insisti que ia comprar... Meu ex comprou e até hoje eu não li. Fazem 2 anos.
  • O que faz você pular um livro da meta de leitura e partir para outro que estava na fila de espera?
Geralmente é linguagem chata ou leitor que é muito cansativo na narrativa.
  • Cite cinco livros que estão empacados que você pretender ler em breve.

A menina que roubava livros, O diário de Nina, Ministério do silêncio, 1808 e Clamor.

quinta-feira, 8 de maio de 2014

[SAL] Postagem de Quinta - Ask.fm²


  • Como você mudaria o mundo se pudesse?
Acho que precisaria de mágica pra deixar o mundo como eu quero. Há muita mentira, muita maldade... Eu mesma ouço histórias sobre mim que eu não consigo acreditar que as pessoas sejam capazes de inventar. Histórias que a gente cansa de ouvir e desmentir.
Decidi mudar o mundo apenas ignorando tudo isso, mas é difícil quando já está enraizado.
É complicado viver em um mundo que as pessoas se fazem de boazinhas e pra isso pregam que o outro é mau, não presta e inventam histórias para provar que o que diz é real.

  • Você tem problema com idade mesmo ou é só brincadeira?

Eu não tenho problema nenhum com idade. Já fiquei com um guri de 21 anos... o cara mais velho que eu fiquei tinha 26.
Não é a idade que interessa. É o sentimento que o cara desperta em.mim.

  • Vc quer ter um namorado mais velho com interesse na grana dele, né?

Na verdade é pela esperança de não ter uma sogra.

  • Então vc namoraria um cara de 50 anos, se ele fizesse o seu tipo?

se ele não tivesse mãe... nas horas.
  • Fiz uma pergunta no spotted da UFMA e você não me respondeu. Quem é esse H.L. de contábeis?
Longa história...
Era uma vez um moço bonito que me enviou um convite pro meu facebook pessoal quando eu ainda estava namorando. Eu o achei muito bonito, mas não conhecia e exclui o convite. Mais tarde, quando meu namoro acabou vi o mesmo menino no spotted UEMA e ele me adc por achar que eu era o próprio spotted.
Ele demonstrou mais interesse pelo spotted do que por mim, e eu resolvi deixar pra lá...
Com o tempo, mais ou menos no fim do ano passado, a gente começou a conversar por whatsapp. Virou uma rotina a gente conversar de manhã bem cedo e eu adorava... A gente conversava sobrr tudo e ele tinha o dom de fazer com que eu me sentisse especial... mesmo não sendo.
Aí ele ficou sem whatsapp e a gente perdeu um pouco o contato, ele ficou distante e eu passei a perceber que eu não era a única, nem era especial.
Um dia brigamos por eu lançar o meu ponto de vista. Ficamos sem nos falar por algumas horas quando eu o adc no perfil pessoal. Achei que ele sacaria que eu o queria em minha vida de verdade... só que quando fiz isso, lembrei que não era a única. Aquela barrinha lateral que mostra quem os amigos add, curte e comenta só dava ele... r as interações eram.sempre com meninas... resolvi deixar easa história pra lá e o exclui pra não me machucar mais.
Falei pra ele o que sentia várias vezes, mas ele não entendia, ou fingia... sei lá.
Um dia descendo do ônibus, cruzei com ele na chuva... ele estava lindo molhado... o mesmo olhar enigmático do perfil do instagram... passei o dia com ele na cabeça e puxei papo no whatsapp.
Ele marcava de ir me ver, e nunca aparecia. Meus amigos o chamam carinhosamente de O Furão.
Um dia ele me viu na uema... Logo após um dos bolos, quando eu tentava esquecer... ele me pediu desculpas e meu coração que é de gelatina logo se derreteu...
Depois disso me declarei pra ele. Prometi que seria a última vez... ele parece ter sacado e eu o desenhei pra ter certeza de que ele entendia... Ele não levou a sério. Me pediu em namoro e eu aceitei, mas era só uma brincadeira... só eu não entendi.


Em 2013 gostei muito de "A filha da minha mãe e eu" de Maria Fernanda Guerreiro.
Em 2014 li só 7 livros por causa do acúmulo de atividades e estudo... mas gostei muito do "Kairós" de Padre Marcelo Rossi.

  • Já pensou em dizer pra ele o que sente?

Infelizmente, eu não fiquei só pensando como fiz.
Eu não sei viver as coisas caladas... Eu sinto e falo!
O pior é que a pessoa fica meio constrangida, né?
Ele só falou: "não sei nem o que dizer"... O que pra mim já foi tudo. Já deixou claro. Já me fez desistir e tentar esquecer.
Bola pra frente.
  • O que um homem precisa ter fisicamente pra te conquistar?
O que ele PRECISA ter? Bom, o equipamento báaaaaaasico, né?
  • Já que você não quer namorar, a gente podia só ficar.
olha, a coisa não funciona assim.
Nos encontramos, conversamos, se rolar o clima a gente fica.
Eu nunca sai de casa só pra ficar com alguém... tem que ter um contexto e nada de sexo!
Se vc acha que só porque eu tenho idade avançada vou transar com vc... esquece!
Se eu te pedisse em namoro, aceitaria?
Não...
Eu estou muito atolada de atividade e sem paciência pra começar um relacionamento.
Sei que não duraria.

  • Como vc se sentiu na confissão? Sempre me sinto livre, faz bem!

Eu entrei lá morrendo de medo... Mas o padre André soube me fazer falar aos poucos o que eu sentia. Foi muito mais um diálogo do que um monólogo. Ele fez observações bem pontuais sobre tudo o que eu falava.

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Pensamentos soltos - Mentiras

Fonte de imagem: Oba Oba
Às vezes a vida é tão pesada de se carregar que a gente sente vontade de se livrar um pouco da carga toda pra respirar melhor.
A cada dia que passa descubro uma nova mentira contada a meu respeito e me questiono: pra quê? Que mal fiz a essas pessoas?
E rezo para que Deus coloque juízo na cabeça delas para enxergar que certas invenções são desnecessárias e a mentira não leva a lugar algum.
Estou cansada e apenas isso.
O ruim das mentiras a nosso respeito é que aqueles que nos conhecem sabem que seriamos incapazes de fazer a loucura que inventam.
Mas os que não nos conhecem?
Ficaram a margem da mentira inventada e não avançaram para te conhecer.
Aceitaram que você é aquela mentira que lhes foi contada. Compraram aquela história, julgaram e condenaram.
Uma das coisas que mais odeio são pessoas mentirosas que acham que lhes devemos gratidão. A pior espécie é essa: as que contam mentiras, nos tornam verdadeiros vilões mexicanos, e depois querem que mostremos gratidão.
A quê?
Ser tratada com deboches não é divertido. Ter pessoas olhando feio pra gente, virando a cara, nos tratando mal sem a gente nem saber porque é insuportável...
Antes eu corria atrás, me desgraçava em explicações inúteis... Hoje eu sei que se a pessoa compra uma mentira sobre mim, ela não merece saber a verdade, me conhecer, fazer parte da minha vida.
Hoje eu sei que as pessoas que nos fazem bem, que nos querem de verdade e nos amam não são aquelas que ouvem as mentiras, se questionam ou te questionam... 
Importante mesmo é ter ao nosso lado pessoas que podem até ouvir a mentira, mas só vem até você para rir do mentiroso.
E é isso que eu amo nos meus amigos: eles sabem quem eu sou.
Eles me reconhecem em sorrisos, lágrimas, silêncios e gritarias.
Eu não preciso perder tempo com eles explicando as mentiras... mas e o resto?

terça-feira, 6 de maio de 2014

Projeto 6X6 - Flores de Maio


Olá, pessoas!
O mês de maio ficou é o mês da mãe, da mulher, da noiva... E todas inspiram flores como presente. Por estar tão presente nesse mês, esse é o tema de nosso Projeto 6X6.
Não tive tempo para tirar novas fotos de flores, então catei algumas no meu face e no meu instagram.
Simbora!

Aproveitem para ver as fotos dos outros participantes:
Foto do meu pai em Gameleira - Bacabeira (MA)
Foto minha do instagram... As flores de minha mãe
Foto do meu pai em Ramal do Abud - Bacabeira (MA)
Foto do meu pai em Rancho Papouco - Bacabeira (MA)
Foto minha do instagram... As flores de minha mãe
Foto minha do instagram... As flores de minha mãe