Páginas

O certo, o errado e a gente

Fonte de imagem: BRGag
Há o errado
Há o certo
E há nós dois...

Entre encontros e desencontros
Apenas um desejo
Pequeno e sincero
Amor.

Há o certo
Há o errado
E a gente

Escondidos numa multidão de atrasos
Escondidos em pequenas desistências
Escondidos atrás de nosso orgulho
Escondidos atrás de um medo do básico...

Há o certo
Há o errado
E nosso amor.

Por que ignorar o último?
Pode dar certo!

Por que eu o amaria?


Mil vezes ele me pergunta porque eu o amo... E eu sou apenas capaz de dizer que o amo porque amo mesmo.
Poderia dizer que eu o amo por ter o coração mais vagabundo do mundo batendo nesse peito... Poderia falar o quanto ele me faz bem e o quanto curto cada segundo de sua companhia... Poderia falar que cada segundo sem ele parece eterno e cada horinha que passamos juntos parece tão pouco...
Queria poder convencê-lo de meu amor apenas com as demonstrações gratuitas do que sinto... Mas para ele parece tão pouco.
As palavras quando escritas parecem não valer... As ações, que dizem que vale mais do que palavras, também não... Cadê a fala? Cadê tua voz, Soraya?
Por que ama hoje uma pessoa tão cricri?
Por que ama um cara tão chaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaato que só aceita as coisas se forem do seu jeito?
Por que ama?
Por que amar outra vez quem te ignora?

Silêncios escandalosos

Fonte de imagem: Menina Arteira 
"Vamos abaixar a cabeça e ficar em silêncio em sinal de reverência a nosso Salvador"
(Pastor do CASL)
Como já contei aqui várias vezes, estudei metade da minha vida em uma Escola Adventista, e isso me influenciou e influencia de várias formas. Até hoje tenho um pouco de dificuldade em aceitar usar maquiagem, pintar as unhas... Até hoje acho errado saia curta demais e nunca dificilmente vou à Igreja de ombro de fora... Mas, com certeza, a maior das influências que recebi da Escola Adventista foi o silêncio nas orações.
Estava conversando sobre isso dia desses com um padre... Falei que me sentia esquisita de ver todos batendo palma, cantando, gritando, chorando... Enquanto eu ficava simplesmente de cabeça baixa e em silêncio.  E ele me falou uma coisa que fez com que eu me sentisse bem melhor...
Há pessoas que gritam, mas seus corações estão frios, calados... E há pessoas que silenciam, mas tem o coração em festa, em brasa, escandalosos... Minha preocupação não deve ser como a oração está sendo feita, mas se meu coração está nela e se a minha fé faz com que ela chegue à Deus.
Desde esse dia, eu parei de me perturbar com o fato de que eu não sou pontual na repetição de frases e nas respostas da missa. Parei de me preocupar se o resto do mundo gritava, ria, chorava... Porque em minha oração silenciosa está o meu coração. E o Deus onisciente que eu acredito ouve e atende minhas orações da mesma forma que atende as orações daqueles que gritam.
Por que você repara no cisco que está no olho do seu irmão, e não se dá conta da viga que está em seu próprio olho? (Mateus 7:3)
Hoje uma senhorinha estava reclamando comigo pela inquietação de algumas pessoas na missa, reclamava pelo que ela achava ser burrice de muitos (não saber responder, não saber a hora de sentar e levantar, etc.). Eu me calei por respeito a idade dela, mas, por dentro aquilo me perturbou, sabe? Como é que alguém, estando na presença de Deus, pode se perturbar tanto com o que faz ou deixa de fazer o próximo? Acho que se ela estivesse fazendo certo, como ela julgava estar, a última coisa que ela veria seria o que faz o irmão ali do lado.
Eu posso ser louca de muitas formas, mas jamais questionaria a fé de alguém baseada apenas na sua capacidade de responder orações, repetir palavras, fazer determinados gestos... Quem sou eu para questionar a fé de alguém se a minha mesmo muitas vezes se abala?
Só queria hoje ter minha fé respeitada na forma que ela se manifesta... Só eu sei o grito que calo por reverência. Só eu sei a fé que carrego em meu peito... Minha relação com Deus é de intimidade e é quase secreta.
Senhor,
não permita que eu mude ou abale minha fé em ti baseada na opinião de terceiros... As regras da adoração foram criadas pelos homens e para os homens. Que eu nunca esqueça disso, Pai... Que eu nunca esqueça que tu não se afasta de mim se o meu amor por ti não é gritado... Que eu não esqueça que Tu me acompanha, me protege e me guia... Que eu nunca esqueça da doçura de tuas respostas e do calor que sinto quando me envolve em nossos papos particulares.
Sejas sempre minha força, minha luz...
Amém.

Desconfio...

Fonte de imagem: Paixão Abrupta
Desconfio que meu coração não foi feito para amar... Há tanta bagunça nele, tanto fio desencapado... Tanta necessidade de alguma coisa que parece que ninguém será capaz de me dar...
O pior é a sensação de que o que eu quero é pouco... E junto vem a sensação de que eu mereço bem mais do que eu quero.
Mas, por não receber o que eu mereço e nem o mínimo que quero... Fico perdida, sabe?
Me acho hoje tão velha...
Desconfio que passei do ponto em que deveria levar em conta o que faz o coração bater e deveria procurar alguém de acordo com meu juízo... Mas que juízo eu tenho?
Estou tão cansada...
Cansada de entender errado, cansada de sonhar com uma coisa tão boba como um beijo...
Tenho sonhado mais com um beijo do que aquela garotinha de 17 anos que foi apostada na escola e se fechou.
Estou tão cansada...
De ver as coisas mais simples sendo complicadas... Estou cansada de sonhar!

As coisas que a gente aprende com... ferida na mão!


No começo do mês eu machuquei a mão feio... Foi uma queda humilhante, então prefiro dizer que cai do skate e sai arrastando no chão... FOI HORRÍVEL!
Mas, como toda ferida, essa veio com alguns ensinamentos...
Posso contar o que eu aprendi?

  • Band-aid da Hello Kitty são extremamente necessários... 
Você pode ter um corpo enorme, duas mãos... Mas as pessoas sempre vão bater, apertar, e querer usar sua mão machucada. Minha mãe brigava muito por causa do meu band-aid da Hello Kitty (eu tenho 27 anos), mas, sem eles, o povo sempre esquecia minha mão machucada.
  • Você tem que ser forte e lavar a ferida...
Acho que a minha ferida custou a sarar porque eu, simplesmente, evitava molhar ela. Banhava de luvas, só lavava a mão até onde não tava inflamado... Por isso custou a sarar. Quando eu resolvi ser macho e lavar com água e sabão todos os dias, ficou mais fácil sarar.
  • Creme vaginal é um ótimo cicatrizante...
Eu tomava anti-inflamatório, passava também, tomava um bando de coisas e usava um monte de pomadas específicas... Mas foi uma moça do face que disse "passa creme vaginal" e eu passei e começou a cicatrizar. Descobri, depois disso, que esses cremes são ótimos pra espinha e rachaduras no pé.

  • Num dá pra namorar com a mão ferida!
Parece que a mão ferida torna as coisas mais simples bem complicadas. Você sente falta da mão no beijo, você abraça esquisito por causa da mão machucada...

  • Cataflan ajuda com a dor...
A tendência de inflamar é maior do que em qualquer outro lugar do corpo (não é científico, é conclusão minha). No segundo dia ao ferimento, a dor estava insuportável. Um moço lá do interior espirrou cataflan (spray) no ferimento e melhorou muito da dor (até fica bem sequinho o ferimento). Mas o cataflan não é para ferimentos abertos, é para dores musculares. E o recomendado é que você espirre em um pano e passe no local. Eu espirrava diretamente na ferida... Não sarou, mas aliviava a dor demais! 


Mô'Zá


Dizem que amigos são os irmãos que a gente escolheu (e vâmo confessar, quão erradas são nossas escolhas, muitas vezes).
Mas e o que dizer dos irmãos que temos?
O que falar da perfeição da escolha Divina?
Mas acho que eu tava lá, junto de Deus quando eu apontei pra ela (pra ti também Ni, não chora)... Acho que eu disse pra Deus: "eu quero aquela pequenininha ali, Pai! Faz Download dela pá eu que eu quero uma irmãzinha pra brincar.
Assim nasceu Mô'Zá...
Linda, pequenininha e sempre imitando todas as minhas ideias mais loucas... Acordar as 5h da manhã pra tomar banho pra ir pra um colégio que ficava bem na esquina de casa... Assistir Fofão e Bandeira 2 enquanto a água (que a gente pegava da geladeira) ficava mais morninha pra banhar, mexer 10 vezes o nescau porque ficava mais gostoso... Comer calda de bolo de cenoura com biscoito água e sal... Tirar todas as abinhas da pipoca pra comer só a bolinha depois... Tentando lembrar alguma besteira minha que tu nunca imitou! rrsrsrsrs
Cadê a Isaura que queria desbancar a Sandy e cantar com o Júnior???? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Te amo, minha pequena.... Por tudo!
Pelas grandes coisas e as mais pequenas... como você! rsrsrsr 

________________________
¹ Foto meramente ilustrativa... A gente é mais bonita que isso, só não tem foto junto.

Eu quero é namorar...

Fonte de imagem: Abrigo
Estou saindo com um moço que está fugindo de mim... Mas a companhia dele me despertou um desejo que há muito tempo eu não sentia... A saudade das miudezas do namoro.
A nossa relação parece um namoro, mas pra ele não pode ser, então, cabe a mim o conformismo e a busca por quem queira o que, por culpa dele, hoje eu quero.
O beijo de despedida, as mãos dadas durante todo o caminho e o colinho durante a conversa...
Sinto falta de beijos!
Beijos curtos, longos, rápidos, demorados, secos, molhados...
Sinto falta das brincadeiras idiotas, da companhia, de ter com quem conversar!
Sinto falta, tanta falta... De não querer o que eu só quero com ele. De não querer o que por culpa dele, hoje eu quero.

[Cartas em garrafas] Nada não.

Fonte de imagem: Deusas no divã
São Luís, 4 de junho de 2014

Olá, estranho...

Em primeiro lugar eu queria lamentar ter excluído o seu número do meu celular e não tê-lo guardado na memória... Mas agir por impulso tem sido um defeito com o qual tenho convivido nos últimos 27 anos, não sei controlar isso...
Quero te pedir desculpas também por todas as vezes que eu te ignorei, pelo simples fato de que tenho medo de amar de novo... Estavas certo quando falou que não sou a primeira pessoa no mundo que passou por um sofrimento, uma decepção amorosa... Mas dá uma revolta saber que quando, finalmente, resolvi me lançar e me arriscar, você me virou as costas.
Você acha legal a pessoa te incentivar a voar pra depois te dar um tiro no peito e te jogar ao chão de novo?
Nas últimas 48 horas tenho pensado nisso, tenho tentado, em vão, entender o que se passava na sua cabeça quando me incentivou a viver de novo, a sonhar... E depois fez o que fez.
Compreendo que talvez na primeira investida você só quisesse, sei lá... Nem sei mais o que pensar... 48 horas atrás eu era cheia de certezas que foram-me tiradas com um simples "seria bom que pensasse que isso é um fora".
Eu gostei de viver os últimos 15 dias... Gostei de desejar te encontrar a qualquer momento, esperar que fosse você abrindo a porta da sala, esperar que você viesse falar comigo, porque ainda me sinto insegura demais pra falar com você... E hoje vejo que tinha meus motivos pra temer, né?
Eu não queria entregar meu coração tão fácil como entreguei agora...
Estou levando bronca de todos, porque simplesmente nas últimas 48 horas não tenho pensado em outra coisa, não tenho feito nada além de questionar o que foi que eu fiz. E eu fiz algo?
Honestamente, não vejo nada além de uma boba que saiu por aí distribuindo foras achando que tinha encontrado um novo amor, um homem maduro...
Enfim...
Nada não.

Fica com Deus.

Sua Yaya.
____________________________
* Públicado em Cartas em garrafas

Dica de leitura - Como ler o livro de Eclesiástico (Ivo Storniolo)

O começo do livro é bem chato, confesso... Custei a lê-lo por causa disso.
Mas quando chegamos a um capítulo em que Jesus de Sirac começa a dar conselhos baseado em sua vivência, eu despertei pra leitura, fiquei mais interessada.
Eu achava o livro de eclesiástico lindo antes desse livro, mas depois de conhecer um pouco sobre o autor dele (Jesus, Filho de Sirac)... Um cara cheio de preconceitos e que em muitos momentos parece um paspalho invejoso.... Eu meio que mudei de opinião.
O cara tem um discurso cheio de coitadismo sobre a diferença entre ricos e pobres, o cara fala mal de mulheres... Mas até que o cara fala umas coisas interessantes...
O livro vale a pena por explicar o contexto, a época e os valores, sob o qual o livro foi escrito.
E... Só destaque a uma nota que eu achei válida...
"A intimidade é sagrada, e só deve ser partilhada na horizontal, com as pessoas que tenham igual chance de ganhar ou perder" (p. 34).
SINOPSE (via Skoob)
Introdução e análise de cinco temas no livro do Eclesiástico (A sabedoria de Israel, O conflito social, A verdadeira religião, Jesus filho de Sirac e a mulher, Os heróis do povo). Destaque contínuo no tema da identidade cultural do povo.

Pensamentos soltos... A flor na pedra, amizades estranhas e etc.

Fonte de imagem: Tibet
Aprendi desde criança que todas as pessoas são confiáveis, até que elas provem o contrário.
Nisso quebrei muito a cara, é claro.
Abri minha vida e me entreguei a amizades que não tinham valor algum... Confiei em pessoas erradas, tive o coração partido em pedacinhos miúdos em vários momentos da vida, tive bens roubados, me meti em muuitaaa confusão...
Não me arrependo!
Aprendi muito com todas as pessoas que passaram por minha vida. E aprendi, com as que ficaram, que a confiança que depositei nelas valeu muito a pena. E sigo confiando...
Não interessa quantas pessoas passaram por minha vida (as redes sociais e meu trabalho trouxeram muitas... boas e ruins)... O importante é a lição que elas deixam, o importante é que muitas ficaram também. O importante é que, pro bem ou pro mal, todas me modificaram e me ensinaram alguma coisa.
Não gosto quando amigos dizem pra não confiar em alguém ou pra deixar de falar porque não gostam da pessoa. Nem mesmo gosto que falem mal de quem não conheço, não gosto que alimentem pré-conceitos sobre pessoas que eu posso muito bem conhecer e gostar. Não gosto de ouvir ou falar de outras pessoas, a não ser que suas qualidades sejam o destaque da conversa.
Solicitações de amizade chegam pra mim diariamente e eu nem vejo se temos ou quem são nossos amigos em comum.
Nem pergunto porque raios me add... dou oportunidade e crédito para uma nova amizade.
Tenho hoje amizades que nasceram assim... do nada.
Hoje sou amiga dos melhores amigos de pessoas que não me suportam... Sou amiga pelo simples fato de que eu acreditei na sinceridade da oferta. 
Tcharam!
Uma vez vi na Bacabeira uma flor que nasceu de uma pedra. Achei estranho, fiquei olhando todos os ângulos tentando entender... a flor era linda e parecia bem forte.
Acho que amizades são assim... as mais fortes e lindas nascem dos lugares mais improváveis e em terrenos que julgamos inférteis.
Sabe-se lá quais os planos de Deus pra isso, né?
Vâmo experimentar pra saber...
Somos todos moldados pelas coisas boas e ruins que acontecem em nossas vidas... mas o bom é confortável demais! Se está bom, se deu certo, não enxergamos que há mais pra aprender e fazer.
Acho que é por isso que as coisas não dão certo às vezes... é cedo demais para cegar, para parar...
Já parou pra pensar quantas amizades você perdeu porque fulana é amiga de alguém que tu não gosta ou Beltrana é inimiga mortal de tua best?
Nos roubamos a chance de conhecer pessoas especiais por influência de terceiros, cara!
Depois tu descobre que tua best que é cobra!
Sério, eu sou amiga de várias pessoas que não se suportam.
E tem um monte que fala mal de uma delas, mas elas nunca falaram mal de ninguém!!! Na verdade, nunca nem falaram desse povo que se importa com sua vida.
(Pelo menos não pra mim).
O povo cai matando em uma pessoa, dizem que essa não merecesse sua confiança e amizade. E não percebem que dão a entender que eles, falando de alguém indiferente a sua existência, são menos dignos de confiança e amizade do que o outro que nem liga pra existência desses que falam mal.
Quem foi que disse que pessoas grandes falam de coisas e pessoas pequenas falam de outras pessoas???
Acho que se eu tivesse conseguido fazer tudo o que me propus... eu não estaria na cama de mamãe, curtindo minha gripe, grudada num celular falando mal de meus amigos...
Dai-me força e coragem pra levantar dessa cama, varrer essa casa, tomar um banho e normalizar... amém.

Feliz aniversário, Amanda!

19 de junho de 2000...
Eu tinha 13 anos... Mas em 2 meses completaria 14 anos, a idade que ela completa hoje.
Lembro o dia em que ela nasceu... Lembro que todos viemos pra São Luís correndo (estávamos em Bacabeira) , lembro que não tinha energia e lembro, principalmente, que não tinha celular e era tenso ficar esperando o telefone de casa tocar com notícias.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Todo mundo dizia que ela era linda e gordinha... que era cabeludinha... Só não nos alertaram que ela tinha barba e bigode já.
Lembro da bolinha de pelos que chegou em nossa casa dias depois... uma bolinha de pelos vesga, que quase não se mexia... Mas sempre seguia o meu dedo... e foi assim que eu a hipnotizei. 
Por vingança, quando seus dentes começaram a nascer, ela me mordia... e mordia forte... Tão forte que um dia eu jurei que a mataria se chegasse perto de mim de novo.
Estranho ela ainda estar viva, porque continuou me mordendo depois da ameaça...
E como cresceu!
Antigamente eu tinha que olhar pra baixo pra falar com ela, e falava alto porque podia, né? Hoje eu olho pra cima (o tanto que minha falta de pescoço permite) e falo baixo... Claro, olha o tamanho da mulher! Medo de apanhar é grande, fiii...
E o que ela é pra mim?
Bem... Algumas vezes digo que é minha prima, outras falo que é minha irmã, muitas vezes digo que é minha sobrinha... E quando a loucura bate feio, digo a todos que é minha filha.
A verdade é que, independente do tamanho, ela sempre será meu bebezão gigante... e apenas isso.
(lógico... será também o Jacob de crepúsculo).

Te amo, gatona!
Feliz aniversário!

Catoliquices - Corpus Christi

Fonte de imagem: CORPUS CHRISTI - Paróquia Nossa Senhora de Nazaré - Cohatrac - 2013
                         Foto de Fernando Augusto (Legionário de Maria)
Olá, pessoas...
Bom, esse ano fui chamada pela Crisma pra ajudar na confecção do tapete de Corpus Christi... Como estava cansada no dia e era muito tarde (fora a minha mão que ainda tava muito inflamada), acabei não indo. 
A confecção do tapete é uma tradição na minha igreja. Todo ano a comunidade se junta na madrugada para fazer esse belíssimo trabalho para Jesus. O tapete é confeccionado com materiais recicláveis, além de sal, café, tinta, serragem, flores, etc. Nos desenhos há a expressão da fé católica e cada grupo, movimento e pastoral escolhe um tema e juntos desenvolvem o projeto.
Veja o vídeo do trabalho do ano passado:


É um momento lindo... Em que toda a comunidade da igreja se confraterniza, um momento em que eles podem se conhecer mais, interagir e tal... Um momento que eu perdi como todos os anos perco... =(
Enfim... Vocês podem ver as fotos da confecção do tapete na página da paróquia. <Clique aqui para ver as fotos da confecção do tapete nas ruas do Cohatrac>
Corpus Christi é a festa do Corpo de Cristo. É o único dia em que o santíssimo sacramento sai pelas ruas em uma procissão belíssima...  <Clique aqui para ver as fotos da missa e da procissão da Paróquia Nossa Senhora de Nazaré>.
Na imagem, Padre André Luís leva o Corpo de Cristo em Procissão pelas ruas do Cohatrac.

ORIGEM DE CORPUS CHRISTI (via News Rondônia)
A origem da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo começou no Século XIII, em 1269. A Igreja Católica sentiu a necessidade de que as pessoas sentissem a presença real de Cristo.
Conta a história, que existia um sacerdote chamado Pedro de Praga, que vivia angustiado por dúvidas sobre a presença de Cristo na Eucaristia. Decidiu então ir em peregrinação ao túmulo dos apóstolos Pedro e Paulo em Roma, para pedir o dom da fé. Ao passar por Bolsena, na Itália, enquanto celebrava a Santa Missa, foi novamente acometido da dúvida. Na hora da Consagração veio-lhe a resposta em forma de milagre: a hóstia branca transformou-se em carne viva, respingando sangue, manchando seu corpo, os sanguíneos e as toalhas do altar sem no entanto manchar as mãos do sacerdote, pois, a parte da hóstia que estava entre seus dedos, conservou as mesmas características.
O Papa Urbano IV, pediu que os objetos fossem levado para Orviedo em uma grande procissão, e foi nesse momento que a festa de Corpus Christi foi decretada.

Dica de leitura - A vez da minha vida (Cecelia Ahern)

"A verdade por mais que doa é a melhor forma de seguir em frente e fazer com que as coisas aconteçam, ser verdadeiro consigo mesmo e com os outros lhe faz uma pessoa melhor e lhe trás coisas positivas."
Lucy terminou um namoro de 5 anos e ficou perdida... Tão perdida em uma teia de mentiras sobre o fim de seu relacionamento que ela acabou recebendo uma visita inesperada.
Simplesmente a vida de Lucy entra em contato com ela disposto a resolver todas as questões.
Gente, eu terminei o livro sem entender se a vida de Lucy era um anjo, um ET, um fantasma... Porque ele tinha informações até dos pensamentos dos outros. Coisas tão pequenas que fica difícil crer que ele seja simplesmente humano.
Em alguns momentos, a autora fala que é tipo uma alma gêmea... Tudo o que a Lucy sente acaba refletido na vida dela (tem essa questão metafórica também que deixa o livro bem interessante).
O que eu mais gostei da Lucy é que ela conta as mentiras de uma forma tão natural que acaba te convencendo, mas aí ela solta: pena que não é assim... Ah, a história é toda narrada em primeira pessoa, pela própria Lucy.
Outra coisa muito engraçada, é que ela diz que ela não mente, apenas modifica um pouco a versão verdadeira da história.
Tipo: o namoro dela acabou e ela conta pra todos que ela que deixou o cara. É uma mentira, mas não muda o fato de que eles não estão mais juntos. Outra, ela perdeu o emprego, mas conta para todos que se demitiu porque não aguentava mais.
Em um trecho, a Lucy dá um fora num cara dizendo que ela vai encontrar o namorado dela, no capítulo seguinte ela começa falando sobre o programa dele que ela está assistindo. E ela narra de um modo que faz você pensar que eles estão juntos e acabaram de transar, quando na verdade ele apenas terminou uma aventura no programa dele.
O livro é todo louquinho... Principalmente a parte em que ela conversa com um estranho por mensagem (pelo modo como as mensagens são enviadas, com foto e tal... Parece até que é whatsapp... Daí eu me identifiquei porque estava de trelelê com um cara assim quando tava lendo o livro).
Enfim... 
Cecelia arrasou no livro, embora essa parte da vida tenha sido bem confusa pra mim... Mas os diálogos de Lucy com a tal Vida são perfeitos... Super cheios de ironias e cortes bacanas... Vale a pena.

SINOPSE (via Skoob)
Certo dia, quando Lucy Silchester volta do trabalho, há um envelope de ouro no tapete. E um convite dentro dele para se encontrar com a Vida. Sua vida. Pode soar peculiar, mas Lucy leu sobre isso em uma revista. De qualquer forma, ela não pode ir ao encontro: está muito ocupada desprezando seu emprego, fugindo de seus amigos e evitando sua família. Mas a vida de Lucy não é o que parece. Algumas das escolhas que fez — e histórias que contou — também não são o que parecem. Desde o momento em que ela conhece o homem que se apresenta como sua vida, suas meias-verdades são reveladas totalmente — a não ser que ela aprenda a dizer a verdade sobre o que realmente importa. Lucy Silchester tem um compromisso com sua vida — e ela terá de cumpri-lo.

[Não gostei] Minha noiva de mentira

Fonte de imagem: Adoro cinema
Eu juro que só assisti esse filme por causa da "Sabrina" (Melissa Joan Hart, a Aprendiz de feiticeira). O primeiro diálogo do filme já mostra o quanto o filme é tosco e sem lógica.  O casal é totalmente sem sal... E a coisa toda rola em menos de 20 dias. Ou seja, em menos de 20 dias o cara para de ser fútil, desiste da jogatina e se apaixona pela personagem...
E aquela relação dele com o pai?
Que porra é aquela?
A Melissa, embora já trintona no filme, conserva aquele ar de adolescente da Sabrina, aprendiz de feiticeira. E o ator (Joseph Lawrence) não convence como galã.... Ele é feio e vingaria melhor se o par dele fosse outro homem.
Enfim... Assista se tiver coragem... Achei uma porcaria.

SINOPSE (via Adoro Cinema)
Jennifer (Melissa Joan Hart) acaba de perder todos os seus objetos pessoais quando conhece Vince (Joseph Lawrence). Apesar de uma certa antipatia inicial, ela faz uma proposta que pode resolver os problemas de ambos. Para ganhar dinheiro e presentes, eles começam os preparativos para um casamento falso. Com a farsa, eles esperam sair do aperto, mas os dois vão ganhar muito mais do que esperavam...

Quase a perfeição... ou é ela, quem sabe?

Fonte de imagem: (En)Cena
Não sei se a perfeição existe, mas acho que quase alcancei ela no dia de hoje.
Que dia lindo! Que dia abençoado, Senhor! Que dia feliz!
Deus tem trabalhado em mim o dom da paciência... Paciência, confiança, amor cego...
Deus tem me devolvido, aos poucos, os dons que eu julgava ter perdido. E o momento agora é de entrega... Seja lá o que Ele queira, que seja feita a sua vontade.
Se a fé é cega, eu me cego. Se a fé é cega, cega eu me faço, me recrio e renasço... 
Nunca desejei tanto ser diferente como hoje... Nunca desejei tanto seu amor que infinitamente belo e perfeito...
Sei que o dia de hoje foi apenas um pedaço do muito que tens a me oferecer, Senhor... E eu aceito.

Équistranhu

Fonte de imagem:O poder do blush
Tive um dia tão lindo ontem e nunca vou entender porque as coisas na minha vida não podem ser sempre assim... Perfeitas como um abraço em praça pública. Estranho para os de fora, mas para os envolvidos apenas um pedaço isolado do céu... Como se o resto do mundo não existisse, como se estivéssemos em nossa pequena nuvem particular... nosso pedacinho do paraíso. 
Queria que o resto da minha vida fosse como o abraço de ontem... Tão lindo e sincero que o resto do mundo não ganha importância e até mesmo deixa de existir... =) 
Existe um ser estranho que vem tomando posse da minha vida aos poucos... E eu queria muito poder dividir aqui a felicidade que é ter encontrado alguém me fizesse inteira em cada encontro. Ainda que distante, muitas vezes.... Ainda que com toda a estranheza de um dia me querer intensamente, como ontem, e no dia seguinte não querer nada... Como hoje. 
Talvez um amor de dias alternados seja o que eu preciso agora... Mas há a certeza de que é ele que eu QUERO. 
Com toda a sua estranheza, com os excessos de amor de hoje, que não terei amanhã... Com as conversas da madrugada que me deixam feliz, em dias alternados... Algumas vezes a estranheza me faz chorar... Mas não me vejo agora sem ela... Não me vejo longe dele.

Dei fim ao Ask.fm


Já tinha um tempo que eu queria excluir o Ask.fm. Porém, por ter feito amizade com um anônimo massa, eu o mantive aberto. Por ter colocado o Ask.fm como meio para os amigos fazerem perguntas e os leitores tirarem dúvidas, optei por seguir com ele... até onde dava, né?
Acontece que essa semana eu descobri que uma pessoa o usava de uma forma ruim. Com provocações, xingamentos desnecessários, perguntas idiotas, insinuando que as coisas que ele escrevia eram enviadas por amigos e desafetos que ele tinha conhecimento porque eu sou idiota demais e me exponho demais também...Aquilo foi me irritando, mas eu precisava ter certeza de quem era antes de tirar o Ask.fm do ar.
A pessoa se revelou em várias conversas inbox, mas sempre negava. No Ask.fm, fui dando corda, dando corda, dando corda... Até que a pessoa confirmou minha suspeita e eu segui os conselhos de amigos e exclui o Ask.fm. 
O SAL continuará ocorrendo, porém darei um jeito de fazê-lo, sem precisar passar por certas coisas.
Enfim...
Orações pro alto e deixa a felicidade entrar... O que é do passado, lá deve ficar.
Que sejamos maduros e capazes de seguir em frente... 
O passado é insuportável... Não sejamos tontos para querer vive-lo de novo.
_________________________
♫ She will be loved - Maroon 5

Cadê o hômi, Tôinho?

Fonte de imagem: Obrigado, Santo Antonio - Blog de casamento
Ara, siô!
Marreu pedi um hômi com urgênça pra módi casá mar eu.
Cadê o hômi, Sant’onho?
Pedi cum urgênça um hômi alto, bonito, pá módi fazê um fio mazeu... Pá modi nóis casá e tê a penca de fio que tanto sonhu.
Ara, meu Sant’onho....
Cadê o hômi que pedi pá casá cum eu?
Cadê o hômi que pedi pá morar mazeu?
Cadê, meu santim, aquele moço bonito e de coração bão...
Aguardo pá brevi a chegada desse moço... Enquanto ele num vem, descança aí no meu congelador pá módi pensar um pouco no meu pedido... de cabeça fria.

Grata.

Ao cara que roubou meu coração

Fonte de imagem: Mensagem diária
Eu queria um abraço...
Talvez só ele...
Queria aquele beijo que parece que nunca vai sair também...
Talvez só isso...
Queria a sua companhia essa noite... 
Acho que mais nada...
Queria seu sorriso doce... sua voz sussurrada... Queria a raiva que sinto sempre que você esquece que eu não ouço bem e... Nada não!
De propósito!
Pra te chatear mesmo.
Queria poder te abraçar, mesmo que meu abraço nunca produza uma resposta tua...
Queria isso e só isso apenas só... =)

[Não gostei] Santo Antonio, o guerreiro de Deus

Fonte de imagem: Arq Fest Salvador
Olá, pessoas!
Hoje assisti o filme "Santo Antonio, o guerreiro de Deus" só vim dizer que não gostei.
Sei lá, esperava bem mais do filme.
Resolvi assistir o filme por 2 razões:

  1. Estou apaixonada por um cara chamado Antonio e ele tem verdadeira veneração por esse Santo... Ele é tão apaixonado por ele que eu tenho ciúmes (sacrilégio, eu sei);
  2. Estamos na semana de Santo Antonio (13 de junho) e eu queria entender porque ele é o santo casamenteiro e tal...
Bom,  eu achava que o filme traria a história completa do Santo Antonio (tipo, desde a época em que ele se chamava Fernando e tal...), mas a história já começa com ele adulto, já se chamando Antonio, já no meio do exercício de sua vocação... Talvez por isso não tenha achado tanta graça... 
Enfim... Segue sinopse... Vai que tu goste!

SINOPSE
Na Basílica de Pádua um monge se ajoelha e chora, diante de um túmulo simplório. Trata-se de Folco (Paolo De Vita), ex-criminoso que foi enviado por seus chefes para encontrar e ameaçar a vida de Santo Antonio (Jordi Mollà). Folco começa a contar uma história que tem início em 1221, através da busca de um misterioso tesouro perdido no mar, devido ao naufrágio de um navio vindo da África.
___________________________
* Para quem gosta de filmes com a biografia de santos, é só jogar o nome do santo no youtube que aparecem vários filmes. Eu já indiquei São Francisco de Assis aqui! Assiste lá! =*

Aquele Poema - Lua Adversa (Cecília Meireles)

Fonte de imagem: EMBAC 
Tenho fases, como a lua
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha.

Fases que vão e que vêm,
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso.

E roda a melancolia
seu interminável fuso!
Não me encontro com ninguém
(tenho fases, como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua...
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu... 
(Cecília Meireles)
Fonte: Casadobruxo

[Reblogando] O Rei Leão... "Biblicamente escandaloso"...


Estava eu, Dona Mann e Seu Travassos assistindo O Rei Leão e O Rei Leão 3: Hakuna Matata... Quando começou a loucura padrão de quando a gente tá assistindo filme.
A cena: Mufasa, pai do Simba, aparece entre nuvens para aconselhá-lo...


- Cara, Deus é Mufasa – preservarei a identidade da demente... 
- Deus é Mufasa? – Bom o diálogo não se seguiu desta forma... 
- Olha, a voz dele... Ele está no meio das nuvens e aparece para falar com Jesus... Que é o SIMBA! Olha a voz potente dele!
- E quem é Maria Madalena?


- Nala – Agora o diálogo ganha um tom mais explicativo pra vocês entenderem o raciocínio. Ele não se seguiu desta forma. 
- Mufasa é Deus, Jesus é Simba... Nala é Maria Madalena... 
- João Batista é o Macaco da Bunda Azul (Rafiki)! Ele batizou Simba!


- E quem é Scar? – Perguntou um terceiro retardado... 
- Scar é Satanás! – Explicou quem começou a demência...


Daí segue-se um segundo diálogo em que Diego explicava pra mim o significado de Satanás [in off: A estrela da Manhã... Que é Soraya... Se “Estrela da Manhã” é Satanás e Soraya é “Estrela da Manhã”... Meu Deus, eu sou Satanás????]

- Não, Scar pode ser Judas, que traiu Jesus (Simba) e tal... 
- Gente, mas cadê Maria?? 
- Maria é a Mãe de Simba (Sarabi) que ainda não voltou da morte! Lembra que Simba morreu e como Jesus ele voltará??? Pois é, Sarabi ainda não sabe que ele ressuscitou... Maria Madalena (Nala) foi a primeira a saber...


Nessa hora Simba aparece no Notebook (a gente tava assistindo os filmes no Notebook jogados no chão com pinta de retardados!) correndo no deserto.

- Gente, ele tá no Deserto! Jesus passou dias caminhando no Deserto! 

Acho que foi só isso... No terceiro filme da trilogia, Timão e Pumba (apóstolos de Simba) contam o Evangelho...


Amém? 
Esqueci algo, Mann?

p.s: um dia eu conto minha comparação do Genkidama a Crucificação. 
p.s. 2: segundo o Wikipédia, O Rei Leão foi inspirado na Bíblia, mas na história de José e Moisés.

[Reblogando] - Eh, gosto... Mas não deixa ninguém saber, tá?!

Fonte de imagem: Aparecida no foco
Cara, entra em site, vai em site... tudo tão linkadinho...
Essa semana tenho que fechar minha mono, e minha cabeça tá a mil, mas achei essa brincadeira pra falar de coisas que a gente gosta, mas não assume no Volta, mundo blogueiro!. Embora eu não tenha muitos segredos, resolvi assumir umas coisas...
  • Adoro quando os meus amigos me convidam pra qualquer coisa... Mesmo que eu não vá!
  • Adoro ser paquerada por outros caras, ainda que eu não curta dar foras, é sempre bom levantar a moral!
  • Gosto de jogar Super Mário, tenho quase todos no meu pen drive e jogo quando não tenho nada pra fazer (ou quando tem e eu não consigo pensar sobre)...
  • Gosto de cantarolar em inglês, mas eu não sei nem pronunciar to be!
  • Adoro cenas de sexo... E assisto no repeat!
  • Gosto de assistir futebol, mas não gosto de assumir isso porque o povo se sente a vontade pra me obrigar a assistir...
  • Gosto de dramas... Adoro ver que a vida dos outros é pior que a minha!
  • Gosto de cheirar minha meia, meu sovaco e minha calcinha antes de tirar... Eu sei que é saudável, necessário, só que eu gosto mesmo!!!
  • Gosto de economizar muito... Gosto de gastar pouco... Sou mão-de-vaca!
  • Gosto de refrigerantes baratos... E até acho o sabor da economia melhor!
  • Eu gosto de fazer caras que julgo sexy no espelho.
  • Gosto de compor músicas, mas tenho vergonha de cantá-las...
  • Gosto de montar clipes com cenas de meu passado...
  • Gosto de língua na minha orelha... É nojento, dá cócegas... Eu até disse pra todo mundo que odiava, mas eu gosto!
  • Gosto de lamber coriza e beber lágrimas...
  • Gosto de ver as fotos caseiras... Se é que cês me entendem (caiu na net e tals...)!
  • AMO HARRY POTTER!
  • Eu ainda gosto de marocar orkuts.
  • Gosto de ver todas as redes sociais das pessoas que eu sei que falam mal de mim...
  • Gosto de botar meu nome em buscas e sofrer!
  • Eu gosto de homem ligando o tempo todo, de gente perguntando como eu tô, gosto de torpedos, amo ser acordada no meio da noite pra ler um "eu te amo" ou "te queria aqui"!
  • Adoro falar com meus amigos (HOMENS) sobre sexo... Não consigo falar com as meninas como com eles...
  • Gosto de pensar que dá pra voltar no tempo, que tem conserto...
________________________________
* Publicado em 9 de agosto de 2012, para a blogagem coletiva do "Volta, mundo blogueiro!".

[Reblogagem] Eu sei que vai doer...

"Eu sei que vai doer. Mas às vezes, na vida, a gente precisa fazer a coisa certa".
(Amy Winehouse)

Quando li essa frase lembrei de dois casos básicos de dois amigos meus (dois homens, por mais estranho que pareça...) que deixaram suas namoradas por puro altruísmo.
Tipo: "eu te amo, você me ama, mas você não será feliz comigo".
Acho lindo, mas na época que ouvi a história dos dois briguei com os dois porque.... Porra! Eu acredito no amor!
Mas, vamos tentar entender cada um.
O primeiro amava uma garota e era correspondido, mas religiões diferentes tornavam o amor dos dois "impossível".
Embora, pra mim, Deus está onde nós estamos, e não ficar com alguém por causa da porra de uma religião (lê-se: RELIGIÃO  e não DEUS) é besteira (por mim, ele largava a dele que é cheia de caminhos tortos e ficava com a dela, que não é a minha, mas tá num caminho mais perto da fé e da caridade, principalmente...).
Foi um batimento de boca sem tamanho, cês não tem idéia... Se ele tivesse perto eu daria uns cascudos nele e faria ele aprender o que é amor e que Deus não castiga.
No segundo, o  cara amava uma mulher, sua noiva, a gente acredita, mas não ficava com ela por que não queria casar exatamente agora... Tipo, ele tem 36 anos, mas queria casar só com 40... E a namorada que tem quase a mesma idade que ele queria casar agora, porque pra ela tá mais do que na hora de ser mãe... Como ele "não podia" ser pai, terminou o namoro...
No fim, altruísmo puro, cara...
Nenhum dos dois queria obrigar a outra pessoa a seguir suas idéias...
Ama e liberta esse tipo de coisa....
Aí, você me pergunta: "Sol, mas eles acabaram por essa bobagem e cada um seguiu suas vidas e pronto?".
Doce ilusão, caro leitor...
O primeiro perdeu uma amiga, acredito...
O segundo corre pra esquecer a namorada dele... e não esquece e corre mais...
É um puta altruísmo egoísta o desses dois...
Dói, mas não é a coisa certa.... Continua doendo e vai doer sempre porque é difícil esquecer, é impossível esquecer um amor quando ele é verdadeiro...
São dois bobos!
Eles continuam no coração delas... E dói nelas carregá-los!
Eu odiaria o cara que terminasse comigo porque me ama tanto que não pode ficar comigo... Vá se catar!
Viva o seu amor!
Amar não dói e é a única coisa certa a se fazer!
__________________________
* Publicado em 13 de setembro de 2011 para a Blogagem coletiva do Além de palavras, sentimentos.

Projeto 6X6 - Verde e amarelo


Olá, pessoas...
Devido a alguns problemas técnicos, estou postando somente hoje (22 de junho) o nosso Projeto 6X6... O tema desse mês foi inspirado na copa, então buscamos fotos com as cores verde, amarelo e azul...
Como a única coisa que eu tenho de verde e amarelo nessa casa é essa bandeira que foi pano de fundo da foto do tema, resolvi pedir ajuda a amigos e... tcharam!
Muitas colaborações...
Selecionei as 6 fotos!
Espero que gostem!

Aproveitem para ver as fotos dos outros participantes:
Own Mine - Encantos Paralelos - Estante de Cristal - La Vie d'Lee - Minha Segunda Face

Os filho da Lethícia e do Rick. 
Thaynã, azamiga e o sobrinho.
Riba (acho que não precisa de apresentação.
A filha da Rosa Maria.
Thaís, a gata da Liga dos Voluntários.

Um trecho... - "A Morte Devagar" (Martha Medeiros)

Fonte de imagem:  Fourcrazy.com
"Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito, repetindo todos os dias os mesmos trajetos, quem não muda de marca, não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece.
Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru.
Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o negro sobre o branco e os pontos sobre os “is” em detrimento de um redemoinho de emoções, justamente as que resgatam o brilho dos olhos, sorrisos dos bocejos, corações aos tropeços e sentimentos.
Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, quem não se permite pelo menos uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos.
Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não encontra graça em si mesmo.
Morre lentamente quem destrói o seu amor-próprio, quem não se deixa ajudar.
Morre lentamente, quem passa os dias queixando-se da sua má sorte ou da chuva incessante.
Morre lentamente, quem abandona um projeto antes de iniciá-lo, não pergunta sobre um assunto que desconhece ou não responde quando lhe indagam sobre algo que sabe.
Evitemos a morte em doses suaves, recordando sempre que estar vivo exige um feito muito maior que o simples fato de respirar. Somente a ardente paciência fará com que conquistemos uma esplêndida felicidade".

________________________________
Nota: Trecho da crônica "A Morte Devagar", publicada por Martha Medeiros no dia 1 de novembro de 2000. Muitos vezes é equivocadamente atribuída a Pablo Neruda. Extraído de "O Pensador".

[Dica de App] Tinder


Olá, pessoas!
Hoje vamos falar do Tinder, um app que podia ser de namoro, mas parece que é só sexo -sexo-sexo mesmo.
Eu vi esse app no trailer do filme "Os homens são de marte e é pra lá que eu vou". Daí perguntei aos meus amigos "gente, que diabos é tinder?"... Um respondeu que é app pra quem quer sexo fácil, outros falaram que é app de namoro... Quando uma amiga disse que tinha arrumado o namorado dela por lá, eu resolvi testar... Ah, um cara que eu tava querendo namorar firme mandou eu catar coquinho...
Em menos de 1 semana de uso, consegui 53 combinações... Animei, não vai faltar sexo... Só que....
Meu perfil no tal do Tinder...
Depois de 2 solicitações de sexo... Eu desisti do app e fiz esse textinho... Alguns carinhas acharam engraçadinho e me levaram a sério, outros ficaram mais safadinhos... Bloqueei, pow! Tava nojento.
Quando eu fiz o Tinder, realmente queria usar, via de um jeito romântico e tal, mas, depois de solicitações de sexo, resolvi questionar os usuários qual a intenção deles no Tinder. Alguns falaram namoro, outros falaram que sexo, outros falaram apenas que era divertido selecionar os perfis (como se fosse um joguinho... Confesso que comecei a ver assim... Vicia!)...

Combinações: as combinações acontecem quando seu perfil é selecionado por alguém que você selecionou anteriormente, ou o contrário. Se a pessoa não te seleciona, ela nunca saberá que você tentou... Relaxe!
Configurações: aqui você vai dizer qual o seu sexo, qual sexo quer ver, qual a faixa etária da vítima e o limite de distância que você quer dele. (Lembrando que a busca é feita a partir do acesso e não da sua casa).
Perfil da vítima: esse é Vagner, Vagner tem 48 anos e acha que vai pegar alguém postando a foto de um carro que nem é dele... kkkkkkkkkkkkkkkk As pessoas só vão saber de você através do nome, idade, páginas que curtiu no facebook, amigos em comum,  5 fotos e a pequena descrição que é puxada do perfil do face, mas pode ser editada. É bem superficial mesmo...
Graças a Deus! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Como funciona?
Na página inicial são apresentados perfis compatíveis com as suas configurações (sexo, idade e distância). Com base nesse perfil, você vai dizer se deseja ou não conhecer (sinônimo de transar) a pessoa (Coração = QUERO, SIM, TOPO; Xizinho = NÃO QUERO, DEUS ME LIVRE, SAI PRA LÁ! COLINAS JÁ!). A pessoa só vai saber se você deseja, se ele jogar coração pra ti também. Quando vocês combinam (os dois querem), aparece uma notificação e aparece a dica pra você puxar assunto. A maioria não puxa, pede só o whatsapp, pergunta com quem você mora e onde mora...
O que é legal no App?
Conheci uns caras legais, e até mandei convite pro face de um (coisa que nunca faço), é divertido julgar as pessoas a partir de umas fotos e tentar adivinhar como eles vão se aproximar... Acreditem: eles são bem repetitivos.
O que é chato?
Tem uns caras legais, mas você conhece também muito homem vazio, idiota. Tipo, eles não sabiam escrever, não tinham papo e sempre pediam foto ou mandavam foto sem que eu pedisse... Era estressante explicar pra eles o que eu esperava de um homem. Após ouvir um monte de asneiras sobre "esse cara não existe", eu tinha que dizer que esse cara existia e eu estava praticamente namorando com ele (se ele não fosse tão cabeça dura e parasse de coisa), mas tava testando o app... Também é triste ser tratada como uma carne de açougue... Pra vocês terem uma ideia, um cara me chamou pro sushi (imagina a animação da pessoa... Eu, toda romântica, imaginei cenas lindas!) e, quando eu falei que eu não tava querendo sexo, ele me dispensou. Fofo...
Bom, vou continuar procurando um app pra fazer amizade mesmo ou um namoro sério e depois apresento aqui pra vocês!
Beijo!

Um grito apenas

Fonte de imagem: Na rota da 245


Eu queria gritar a dor do meu peito
Um grito de raiva de um coração partido

Eu queria aliviar a dor que hoje eu sinto
E que tanto evitava encontrar outra vez

Eu hoje quero a paz de um abraço
Abraço que não tenho
Abraço que perdi

Se são eles responsáveis pelos sentimentos que provocam...

Eu hoje quero que assuma
A culpa que não é minha
Pois a coloco em ti...
E pra sempre será sua

Todos os sonhos que cultivei...

Fonte de imagem: Voz de um coração que pulsa
E eu, que por tanto tempo escondi meu coração do veneno do amor... Hoje me vejo sonhando... 
Foi um sorriso cretino que me conquistou, foram as palavras cuidadosamente calculadas, foram as horas de insistência para um encontro, para um abraço, para falar o que jamais falaria e ler o que jamais leria... 
Foram as horas que passei sonhando com seus beijos, com sua mão colada na minha... Foi eu ter conseguido imaginar uma relação sem sexo e aceitá-la assim...
Eram tantas as coisas que foram capazes de explicar que era possível, e tantas mudanças que fiz em mim em tão pouco tempo... que eu ceguei para o provável fim... Ele era lindo em suas brincadeiras, era encantador com suas piadas contadas com tanta seriedade que a dúvida sempre ficou na minha cabeça... Será que ele diz a verdade?
Mas, vacilando, meu coração se entrega, e vacilando ele se declara. É certo o que ele sente, mas e o outro? O que vai em seu peito?
Queria tanto a realidade de meus sonhos, em que seu abraço estivesse sempre ao alcance dos meus, e o seu sorriso fosse sempre consolo de um dia bom ou ruim... tanto faz. Eu o quero ao meu lado, e isso é fato. Quero aqueles olhos grudados nos meus, quero a sua companhia e as explicações pra tudo... Como se tudo pudesse ser explicado, inclusive o amor que nasce do nada, de forma improvável... Inclusive as coisas que eu amo e que não sei porque devo amar, mas amoamoamo... Como aquele outro poema de Drummond que um dia eu leria, se não tivesse acabado assim... Tão rápido e sem lógica como começou.

Editado em: 3 jun. 2014.

... e... Pra sempre?

Fonte de imagem: The way you make me feel A place to go, to create your own story.
E se o "Pra sempre" fosse agora e o depois o impossível, o improvável ou o fim?
Se na caminhada levássemos a vida tão a sério que no fim nos restasse dizer apenas "não vivi", "perdi meu tempo", "acabou"...
Histórias de amor começam e terminam todos os dias, mas cabe apenas a nós fazer durar o "pra sempre" de agora... 
E uma história com um fim tão curto, ou que completa é quase inexistente, foi a inspiração para meus piores poemas (sem rimas, carregados de sentimentos, sem voz, ofegantes, mortos, zumbis)... Mas cabe a um coração carregado daquilo que hoje sinto para dizer que são as palavras mais lindas e simples... Alguém um dia dirá que são essas palavras a maior tradução de sua alma e de seus próprios sentimentos...
Irei eu, então, olhar pra trás um dia e cuspirei em cada banalidade dita sobre o amor que um dia eu vivi e que foi curto... Violentamente abortado...
Eu engravidei de sonhos maravilhosos... E nele tudo eram sorrisos e flores, e nele cantávamos juntos ignorando o fato idiota de que nunca soubemos cantar... Nunca fomos afinados... Apenas amávamos e o amor cria ilusões malucas... Como essa criei agora de que pudesse ser pra sempre um amor tão improvável... Como se pudessem ficar juntos duas almas tão diferentes, mas que parecia até ontem tão dispostas a amar, como se fosse pra sempre, como se fosse possível.
E estou hoje carregada desse "pra sempre" que amanhã virará passado... E como foi doce vivê-lo! Como foi bom que nos permitimos tão pouco, que virou muito... porque nos amamos no breve tempo que durou o amor, antes do "pra sempre" acabar.
Lembra que bonita a poesia que havia num simples "tumtum" de nossos corações?
Lembra que era real o desejo dos dois?
Lembra que era "pra sempre" antes de ter um fim... Como tantas outras histórias que vivemos antes, não tivemos medo de dar espaço pra mais essa... E mais outra agora, e depois, e amanhã e... pra sempre....
Como tantos outros que inventamos, e quebramos a cara por inventar!
Te amo pra sempre, antes que o dia acabe e o amor chegue ao fim.
Hoje, no futuro do ontem e no passado do amanhã.

Editado em: 3 jun. 2014.