Páginas

[Dica de Leitura] Após a tempestade - Karen White

Fonte de imagem: Skoob
Ganhei esse livro em um sorteio e não dei a ele o devido valor... Na verdade, até a página 100, achei o livro um porre, uma história sem sentido, cheia de mimimi... Mas aí o livro tomou a forma de um mistério muito envolvente.... E eu fui querendo saber o que aconteceu com a tal da Aimée.
Eu nunca li nada da autora, então já comecei a leitura cheia de receios. "E se for uma dessas meninas chatas que tiveram uma boa nota na redação e se iludiram de ser boa escritora?". Sempre penso assim quando vou ler o livro de uma autora que não conheço. Não li sinopse, nem críticas sobre o livro, comecei e fiz a leitura totalmente alheia sobre quem era a mulher por trás do livro, e, na verdade, não tive nem a curiosidade de ver a foto nela no fim do livro (eu sempre faço isso... Quando li Marley e Eu, passei o tempo todo olhando a foto de John Grogan pra aceitar que aquele cara estranho era o dono do cachorro e das palavras cativantes).
Enfim... Resumindo, o livro foi uma grande surpresa pra mim. E, com certeza, será para os amigos que o lerão. Principalmente os amigos que julgam o livro pela capa e que pensam que esse é um livro de auto-ajuda. kkkkkkkkkkkkkkkk.

SINOPSE (via Skoob)

Quando Julie tinha 12 anos, sua irmã mais nova desapareceu e nunca mais foi encontrada. Uma perda que corroeu os laços familiares e deixou sua mãe obcecada pela busca da irmã.
Já adulta e com um prestigiado emprego, Julie conhece Monica, que a faz lembrar muito de sua irmã desaparecida há 17 anos. Elas se tornam melhores amigas, uma amizade que começa como um processo de cura para Julie.
No entanto, uma fatalidade abate a amizade e Julie se vê responsável pelo filho de Monica. Ela decide levar o menino para Biloxi, Mississippi, para encontrar a família que ele não conhecera.
A partir dessa viagem, Julie descobrirá segredos que estão ligados a sua família e seu passado...
Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Sobre a louca que escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas me chamam de Sol! Tenho 31 anos, estou tentando me reapaixonar por tudo o que escolho... Sou formada em Biblioteconomia, recém-convertida católica (ainda que batizada desde 1995), estou aprendendo a lidar com a ansiedade e tenho pensado em tentar falar sobre a luta e o aprendizado diário... Viver requer paciência, e eu não tenho.

Nenhum comentário: