domingo, 31 de julho de 2011

Oração


Senhor, 

que eu saiba escolher as palavras que governarão minha vida...

Que eu saiba a hora certa de calar e declarar amor... E, principalmente, que eu me cale quando o que eu sentir por meu irmão for diferente de amor... Puro, sincero... Pacífico...
Que eu controle meus sentimentos tantas vezes incontrolável...

Eu quero ser instrumento de paz... Eu quero sentir paz...

E sinto tanto sua falta, Pai...
Faça-se presente em minha vida... Ilumine meu caminho... Abençoa essa semana que começa agora...
Pai, que eu seja paciente pra esperar...
Que eu seja humilde pra tentar compreender...
E que eu seja forte, acima de tudo, forte...
Te amo muito.

Amém

domingo, 24 de julho de 2011

Oração


Senhor, 

Muito obrigada pela paz que é tua presença em minha vida... 
Abençoa, Senhor, nosso irmãos, pais, amigos e familiares... Ajuda-nos a sermos pessoas melhores... Confio minha vida em tuas mãos... 
Ajuda-nos a superar as dificuldades, o medo... 
Proteja nossas vidas... Perdoa nossos erros e ajuda-nos a recomeçar sempre que for necessário... 
Ajuda-nos a compreender o sentido da vida, e questionar menos os caminhos que devem ser percorridos... 
Que eu seja forte... 
Que eu supere... 
Que eu esqueça... 
Que eu não guarde sentimentos ou tente esconder de mim mesma... 
Não nos abandona, Senhor... 
É o que te pedimos em nome de Jesus... 
Amém

sábado, 23 de julho de 2011

Comentários vazios sobre a morte...


A dor profunda de perder alguém... 
Difícil dizer se ela seria o fim da vida ou o começo dela... O fato é que esta carrega um enorme sentimento de culpa entre aqueles que ficam: "tudo poderia ter sido diferente"... "A gente poderia ter convivido mais"... "Se ele não tivesse saído"... 
O mais estranho, no entanto, é a visão que se tem da morte. 
O espiritismo fala em vida após a morte. Morre o corpo, vive o espírito. 
Os católicos não crêem em vida após a morte, mas rezam sempre para que seus entes falecidos "peguem" o caminho de luz... 
Os evangélicos crêem que com a morte do corpo acaba a vida... O espírito perde a mémória, fica surdo e cego e vai pra junto do Pai... Outros ainda, dizem que o espírito jaz junto com o corpo, até que Jesus volte e o chame, assim como chamou Lázaro, para a abertura do grande livro... 
No fim, a crença é a mesma: vive-se direitinho em vida pra se dar bem na morte. 
E sua morte sempre vai depender do que você fez em vida... Ou melhor, a sua vida com Deus (pra algumas religiões, com o capeta... Afinal, se tu num for bonzinho tu vai é pro inferno...) dependerá de suas boas ações na terra.
Engraçado (eu acabei achando) foi um comentário de uma pikena no facebook... Eu faço campanhas de doação de orgãos, sangue e medula (cê reparou?)... E, numa divulgação #doeorgaos uma pikena veio me falar que ela não doaria porque ela não queria chegar lá (num sei onde) oca...
Ok, calei... Cada um vai com o conteúdo que lhe agrada, né?
Dá pra perceber que eu simpatizo mais com a visão de morte dos espíritas... Na verdade creio dessa forma desde a novela “A viagem”, eu acho... 
Sempre achei estranho as pessoas falando que não creem dessa forma... Porque a maioria das pessoas que fala que não acreditam que haja vida após a morte tem medo de espíritos... Estranho, né? Eles tem medo de algo que nem acreditam! 
Eu tenho medo, mas eu acredito, eis a diferença.... 
Eu não choro, mas fico travada... fico mal... é estranho... 
Todos falam “nossa, tu tá tão estranho, diferente, distante...”... Eu não consigo ter as mesmas reações... É estranho mesmo... É como se eu já não morasse mais em mim. 
Até escrever, algo tão simples como o que eu escrevo aqui no blog se torna algo extremamente difícil (tanto que nos últimos dias eu venho postando coisas de emails, e outros blogs...)... 
Imagem: Trocistas

terça-feira, 12 de julho de 2011

O amor é uma droga...

Eu tava assistindo agora Comer, rezar e amar enquanto jantava e a Liz (Júlia Roberts) começou a falar de algo que faz total sentido pra mim. Uma coisa sobre a qual eu sempre falei pro Nando... No começo ele me mimava, me fez crer que a vida toda seria daquele modo e cá estou eu hoje tendo que me acostumar com uma nova realidade. Realidade em que eu não o vejo todo dia, ele não me liga só pra ouvir minha voz, ele não me enche de mensagens, ele nem me chama mais de amor... Òooooooooooooooooooh!
Segue o texto....


"O vício é a marca de toda história de amor baseada na obsessão. Tudo começa quando o objeto de sua adoração lhe dá uma dose generosa, alucinante de algo que você nunca ousou admitir que queria - um explosivo coquetel emocional, talvez feito de amor estrondoso e louca excitação. Logo você começa a precisar dessa atenção intensa com a obsessão faminta de qualquer viciado. Quando a droga é retirada, você imediatamente adoece louco e em crise de abistinência (sem falar no ressentimento para com o traficante que incentivou você a adquirir seu vício, mas que agora se recusa a descolar o bagulho bom - apesar de você saber que ele tem algum escondido em algum lugar, caramba, ( porque ele antes lhe dava de graça)."
"No amor desesperado é sempre assim. No amor desesperado nós sempre inventamos os personagens dos nossos parceiros, exigindo que eles sejam o que precisamos que sejam, e depois ficamos arrasada quando eles se recusam a desempenhar o papel que nós mesmas criamos."
"Você faz parte do universo. Você é um pedaço dele e tem todo direito de participar das ações do universo, e de deixar claros os seus sentimentos. Então diga a sua opinião. Defenda o seu ponto de vista. Acredite em si. No mínimo isso tudo vai ser levado em consideração."

Do livro: Comer, rezar e amar
Imagem: Anderson Weiser

domingo, 10 de julho de 2011

Oração


Senhor, 

muito obrigada por estar em minha vida.

Muito obrigada por guiar meus passos e por pôr em minha vida pessoas tão especiais como minha família, meu namorado e meus amigos...
Abençoe nossas vidas... abençoe essa semana que começa agora. 

Ilumina nossos passos, guia-nos em nossas escolhas, livra-nos de todo mal...
É o que te pedimos hoje e sempre,

Amém!

sábado, 9 de julho de 2011

A história de amor de meus cachorros...

Essa é a história dos meus cachorros que contei pra Berredo pelo msn e achei tão bonitinha que resolvi postar pro blog... Salvei em meu computador e só hoje tive coragem de editar.... 
Bolinha foi o primeiro a ir lá pra casa...

Esse é o falecido Bó... O cachorro mais perigoso da minha casa...

Luck é irmão do Bolinha, que faleceu já tem um tempo.

Luck, o loiro charmoso que conquistou o coração de Tina

Bolinha era a fim de Tina, mas não sabia como chegar nela... ele era baixinho, gordo e zangado... 

Tina, a ladra de corações... <3

Tina é alta, magra... metida a sangue azul... 
Tina sempre foi a fim de Luck! 
Quando Bolinha morreu, ficou mais fácil pra eles dois, pois quando eles tavam juntos Bolinha sempre mostrava os dentes pra Luck. 
Aí, com a morte de Bó, Ti deixou Lu subir nela... e de prima eles fizeram 4 filhos: Abelardo, Preta Maria, João Paulo e Mel Lecka Secca. 
Aberlardo fugiu de casa. 

Abelardo, o fugitivo...

Preta tá morando na Vila Nova 

Preta Maria, a atentada...

João Paulo hoje se chama Logan e mora num sei onde...

João Paulo (Logan), a cópia de Tina... (Xuaum! Xuaum...)

Sobrou Mel... Que acaba de sair no tapa com os pais por um pedaço de carne... Mel foi pra casa de uma amigo do meu irmão, mas chorava todo dia pra voltar pra casa... Ela dormia desde pequena no rabo da mãe...

Mel, no tempo que ela era gente...

Mel sabe o que uma câmera faz com a gente... a gata de botas...

Hoje ainda tá com a gente Luck, Tina e Mel... 

Família reunida... Briga!!!

FIM! <3

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Falta agradecer, né?


Deus nos dá tanta coisa bonita e legal e a gente só reclama, reclama, reclama...
Temos pequenos momentos de felicidade e olha nós lá reclamando de novo, de novo e de novo...
Tava pensando isso hoje na volta pra casa... Fazia tempos que não conversava assim comigo mesma... Algumas questões familiares não travaram apenas a minha escrita, mas minha capacidade de ter longas conversas comigo mesma...
Antigamente passava tanto tempo conversando comigo que achava até meus pensamentos dignos de nota, passei a escrever em uma agenda...
Minha agenda na verdade eram longas cartas pra mim mesma... Meu sonho sempre foi guardar todas as minhas agendas, ler quando tivesse 100 anos e sentir saudade... Não me arrepender...
Aí a gente volta pra falta de agradecimentos que deu título ao post...
Hoje peguei um ônibus, passei 5 minutos, no máximo, em pé... Vim o resto da viagem dormindo no colo do Nando... em algum momento o ônibus lotou, mas eu não vi... E quando eu desci, eu olhei pra trás e vi um outro ônibus, da mesma linha, mas mais vazio... O que eu fiz? Lamentei!
Não quero que meu futuro seja carregado de lamentações... Coisas tristes acontecem com a gente o tempo todo, mas Deus sempre nos reserva alguma recompensa... Precisamos abrir nossos olhinhos pra perceber isso...
Falo sempre pro Nando não reclamar tanto, mas agradecer mais... acredito que passamos tempo demais reclamando de nossa vida e fazemos tão pouco para melhorar...
Agradecer é muito bom... É gostoso, saudável...
Parar de lamentar as coisas pequenas e agradecer os pequenos milagres, essa é a lei!

domingo, 3 de julho de 2011

Oração


Senhor,
ensina-nos a orar sem esquecer o trabalho,
a dar sem olhar a quem,
a servir sem perguntar até quando,
a sofrer sem magoar seja a quem for,
a progredir sem perder a simplicidade,
a semear o bem sem pensar nos resultados,
a desculpar sem condições ,
a marchar para a frente sem contar os obstáculos,
a ver sem malicia,
a escutar sem corromper os assuntos,
a falar sem ferir,
a compreender o próximo sem exigir entendimento,
a respeitar os semelhantes sem reclamar consideração,
a dar o melhor de nos,além da execução do próprio dever
sem cobrar taxas de reconhecimento.
Senhor,
fortalece em nos a paciência para com as dificuldades
dos outros, assim como precisamos da paciência dos outros
para com as nossas próprias dificuldades.
Ajuda-nos para que a ninguém façamos aquilo
que não desejamos para nós.
Auxilia-nos sobretudo a reconhecer que a nossa
felicidade mais alta será invariavelmente 
àquela de cumprir os desígnios ,onde e
como queiras ,hoje, agora e sempre 
( Emmanuel )
Mensagem psicografada por Chico Xavier
FONTE: Rua das Flores