sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Retrô 2010

Eu poderia fazer uma retrospectiva ENORME de tudo que me acontece em cada horinha desses 365 dias... Mas, como eu sou boazinha, eu vou apenas destacar algumas coisinhas... Vâmo tipo premiação!!! 
  • O mico do ano! 
Meu celular tocou no meio de uma reunião da revista (tava no volume máximo!!!) e eu sai correndo feito loucaaaaaaaaaaa... Por que o “Camarão com pão” ia ficando mais alto a cada segundo. 
  • A felicidade do ano! 
Trabalho reconhecido! Fui homenageada no lançamento da revista!!! O departamento do meu curso ficou sabendo e eu passei a ter mais respeito entre os meus... kkkkkkkkkkkk (e minha bolsa aumentou!!)
  • Tistin do ano 
O Nando terminou comigo na véspera do dia dos namorados... 
  • Piada do ano 
O NANDO TERMINOU COMIGO PRA NÃO ME DAR PRESENTE!!! 
  • Amigos do ano (pessoas que eu conheci em 2010) 
Muitos blogueiros!!! Yullia, Evandro, Laura, Tiozão das batatas, a doida do Blábláblá... Tuiteiros!!! Pietro, Daniel, Teylane, Kercylia, e Khetury... Telefoneiros (kkkkkkkkkkkk)!!! Hérika!!! 
  • O aprendizado do ano 
São suas ações que definem o tipo de amigo que você terá, e não apenas as ações deles. 
  • O milagre do ano 
Eu e o Nando sobrevivemos ao ano!!! 
  • Música do ano 
Quelqu’um m’a dit 
  • Filme do ano 
Orgulho e Preconceito 
  • Livro do ano 
Melancia 
  • Recorde do Escandalosa 
O Rei Leão Biblicamente escandaloso 
  • Prêmio revelação amizade escandalosa de ouro (kkkk) 
Mayanna Sousa Nogueira ( e o cabrão) 
  • Frase chata do ano 
Eu quero ter um bebêeeeeeeeeeeeeeee...

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Devia ser direito de toda mulher...


  • O carinho no dia seguinte a loucuras; 
  • Um ursinho de pelúcia pra abraçar na ausência; 
  • Chocolate pra engolir em momentos de tristeza e na TPM; 
  • Comer sem engordar; 
  • Receber carinho a todo momento e sem motivo nenhum; 
  • Ter o seu tempo de paz e descanso merecido; 
  • PRIVACIDADE; 
  • Não precisar raspar a perna, mas tê-las sempre lisinha; 
  • Não ter espinhas, cravos, varizes, celulite ou estrias; 
  • Ter um namorado fiel de verdade; 
  • Poder gritar uma vez no mês sem encarar consequências; 
  • Música pra esquecer, música pra lembrar, música pra curar, música pra inspirar; 
  • Ser um pouco de Clarice Linspector e Florbela Espanca; 
  • Ter um pouco da loucura de Manuel Du Bucage; 
  • Ter um homem lindo feito Rupert Everett; 
  • Ter um amigo gay (porque eu tenho e recomendo!!!); 
  • Ter um amigo hetero (porque eu tenho e ele é tão bacana quanto o gay!!!); 
  • Ter uma amiga de verdade (isso a gente descobre com o tempo... Mas, vai que existe...); 
  • Sorrir, amar, viver e ser feliz...

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Ai, EREBD... Passa logo!!!

Nunca pensei que fosse dizer isso, mas eu não quero que esse EREBD chegue, eu quero que ele passe!!! 
Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk 
Eu não vou ter férias por culpa do EREBD! 
Eu tô sem namorar por culpa do EREBD! 
Eu tô sem ver meus amigos por culpa do EREBD! 
Eu tô sem ler um bom livro por culpa do EREBD! 
Eu tô sem escrever e desenhar por culpa do EREBD! 
Eu tô sem dormir por culpa do EREBD! 
Eu tô comendo (comida, almoço, janta... esse tipo de coisa) mal por culpa do EREBD! 
Eu tô garrando ódio e dando unfollow em neguinho por causa do EREBD (pow, tem gente que vem falar comigo só pra ver se arranca informação, vão se catar!!!)! 
Enfim... E ainda há tanto pra se fazer...

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Orando com Deus do lado...

Querido Pai que está ao meu lado...
Sei que estás perto por isso não levantarei meus olhos para o céu hoje. Apenas os fecharei, mostrando-lhe minha confiança e entrega total no momento... Ou... Não sei, Senhor... (pensamentos confusos o.O)
Há tanto pra ser falado e tão poucas palavras para usar... Esse ano foi marcado por dúvidas e questionamentos violentos. Peço perdão por cada palavra usada contra Ti.
Fora os questionamentos, posso falar das muitas dores que senti: a dor de perder, de temer perder, de duvidar, de ter medo, de não confiar, de me afastar, de trair, de ser traída, de ser impotente... A dor de ser tão pequena e de suportar dores tão grandes... A dor de te querer por perto e de duvidar da tua presença e até mesmo da tua existência...
Obrigada por pôr pessoas tão bacanas em minha vida. Mais que isso, obrigada pela confiança depositada e pela aceitação para que eu entrasse em suas vidas...
Obrigada pelas respostas às dúvidas, por estar ao meu lado, por me curar de todas as dores!
Te amo muito!
Amém!
Em: 24/12/08

domingo, 26 de dezembro de 2010

Cadê a gratidão, coisa de pouca fé!

E falamos que devemos ser gratos a Deus, mas reclamamos todo instante dos pequenos milagres: não nos conformamos com o que temos.
E falamos que o que importa é o que somos por dentro, mas ignoramos todos os sistemas e falamos mal de cada ruguinha que aparece na face de quem ta por perto ( e, é lógico, dos nunca ignorados, dos que estão distantes!).
E falamos que não devemos dar importância ao dinheiro, mas ainda assim ele nos é cobrado... E reclamado a todo instante em lugares onde deveríamos esquecê-lo, onde deveríamos apenas agradecer a Deus e conversar com Ele.
E falamos do amor ao próximo, mas esse amor é demonstrado apenas quando o próximo está distante ou ao lado de outra pessoa... Na verdade, após tantas traduções da Bíblia, algumas religiões deixam claro que DEPENDE DE QUEM É, DO QUE FAZ E O QUE TEM O PRÓXIMO.
E pedimos, ordenamos, suplicamos, desejamos que aquele que nos aponta cuide apenas uma vez de sua vida, mas nem isso fazemos! E a gente grita hinos maravilhosos sobre o “eu não me importo”, “faço apenas meu trabalho”, “cuido apenas da minha vida”, “não dou valor ao que tem, mas quem é”, “o que vale é a beleza interior”, “sou grata a Deus”... Apenas pra não ser julgados pelos outros...

Escrito em: 09.08.09

sábado, 25 de dezembro de 2010

#FELIZNATAL



Antes que eu esqueça....
Queridos amigos...
Que magia do Natal (kkkkkkkkkkkkkkkk) desperte em vocês a força e a coragem para enfrentar medos e realizar sonhos.
Que sejamos mais do que pingos de luz em meio a escuridão... Que possamos ser Sol e iluminar a vida de mais pessoas além da nossa...
#DOESANGUE
#DOEMEDULA
#DOEVIDA
Ame a vida e segue...
FELIZ NATAL!!!!

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Dias estressantes

Dias estressantes vêm, passam e virão...
Assim tem sido nossa campanha... Estamos além de nossos limites, rompendo barreiras, enfrentando e superando grandes desafios...
"Dai-nos força, Pai"... Assim peço diariamente...
Porque o medo e a vontade de desistir muitas vezes esteve presente no coração de cada um de nós...
E assim, simplesmente pela vontade de fazer algo bem feito, deixamos nossas casas, ganhamos a rua, enfrentamos leões, fofocas e todo tipo de merda...
No fim... Dias estressantes passarão... E as lembranças serão doces... O dia será claro... E enxergaremos melhor tudo porque passamos pra chegar onde chegamos....

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Feliz aniversário, seu chato!!!

|Fonte de imagem: Os libânios
Hoje é aniversário do meu irmão querido...
Não lembro quando tu chegou em minha vida, até porque tu chegou primeiro!!!
Mas, desde que tomei consciência da tua existência, tu virou (VIROU????) alguémmm... Especial.... pra mim...
Apesar do excesso de cuidados: "Sai do meio da rua, otária!", "Olha o carro, idiota", "Presta atenção, pequena burra!"....
Apesar de todo o carinho desinteressado: "me dá 1 real aí.... 50, 50!!!.... cinquentinha..."
De tanta desconfiança inexplicável: "Ihhhhhhhhhhh... tu é otária????"
EU TE AMO, PORRA!!!!
Feliz aniversário!!! =P

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Hoje confio...

Hoje entrego minha vida a Ti sem medo...
Hoje te quero do meu lado mais que sempre...
Hoje creio em tua companhia...
Hoje sei que estás ao meu lado...
Hoje sei que me guia, socorre e ama...
Estou no DCPG/PPPG/UFMA (ufa!), e mais uma vez entrego minha vida e pensamentos no único que podemos confiar em momentos como esse... Em dias chuvosos e difíceis como os de agora.
Ainda não sei quem sou, mas agora tenho definido em minha cabeça o que quero e, principalmente o que não quero.
Tenho sonhos esquisitos diariamente... Sonho como que não creio ser possível, sonho com pessoas que não conheço.
Diariamente baixo minha cabeça e elevo meu pensamento a Deus. Alguém em quem acredito, sem mesmo ter visto, mas tenho certeza que existe.
Hoje sou grata por cada dia. Hoje sou feliz por Ele existir.
Em: 22/01/09

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Em decisão...

A verdade é que desisti dessa coisa de minha vida encostar-se à vida de alguém.
Isso é tão complicado...
É como esperar que gotas de chuva fossem de chocolate e etc..
Penso em desistir até dos meus amigos... Ora, se você perceber todos os esforços para que possamos nos ver partemE da minha pessoa! O que pode significar que... Meu Deus! Eu estou forçando a barra!
Mas o que fazer se amo esse povo?
Tô confusa...
Ontem estava pensando nas horas (é muito poético! Quando não penso em horas, é em vento, tempo... eu! {risos})... Num sei... Não pensei nas horas como tempo, como algo oferecido pelo relógio ou coisas do tipo... Pensei nas horas como algo precioso... Como o que compõe o dia, como o que perco por ficar aqui pensando... Gotas pequenas de felicidade que perco por ficar em dúvida...
Talvez vocês estejam certos... Não consigo separar a hora do tempo... Sou igual a todos: confusa!
Confusa... Louca!
Em: 15/01/09
p.s: Amor, eu escrevi isso na agenda em uma de nossas zilhões de primeiras brigas antes de começar a namorar...

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Vendo cooooooisas...

Ok...
Hoje acordei assustada... Havia um “corpo” ao pé da minha cama, e cada vez mais perto de mim... No susto, baixei minhas pernas, e ele sumiu... Levantei, e ele apareceu... Baixei e ele sumiu...
Olhando bem, percebi que aquela coisa branca e brilhante eram minhas pernas...
Volto depois...
Vamos falar do que me faz feliz no momento... Ai, ai, ai...
Tenho medo de me arrepender das palavras, como tantas vezes me arrependi aqui...
Foi necessária uma semana de afastamento para me dar conta de que NUNCA quis me afastar, mas eu sempre tive medo.
Sua presença representa dependência. Faz-me ver que não o quero afastado de mim, por que necessito de suas palavras, de suas mãos, dos seus carinhos, do seu abraço e, mais que isso, que desejo seus beijos.
Eu estou apaixonada!!!!!
Seu abraço me conforta, me deixa segura e dependente por demais (por demais????? o.O)
Falo ainda com medo de me arrepender... Falo por que... Sei lá! Falo por que sinto!
Wuo-ai-ni!!!!!!
Em: 26/01/09

domingo, 19 de dezembro de 2010

Oração...

Senhor, sinto-me só...
Estou longe daquela menininha que tinha um sorriso encantador, mas oco. Deixei de disfarçar a tristeza que habita neste ser. Deixei a máscara cair e me vejo só.
Não tenho nada, além disso, pra dizer neste momento... Ok, sinto falta do teu abraço, falta dos momentos de paz que sentia quando me entregava em oração.
Nem isso consigo mais...
Sinto falta da tua companhia. Embora todos digam que estás ao meu lado, eu não te sinto aqui...
Quem és Tu, Senhor?
Onde estás?
O que aconteceu comigo? Por que me sinto tão só se, teoricamente, estás ao meu lado?
Devolva-me a paz que preciso pra viver.
Devolva-me a alegria, o sorriso.
Fica ao meu lado nesse momento, não me deixa só!!!!!
Faz-me companhia esta noite...
Livra-me das dúvidas, do medo... Defende-me das palavras maldosas daqueles que não me respeitam e não desejam o meu bem. Cuida daqueles que amo e que precisam de Ti tanto quanto eu...
Amém!
Em: 07/07/08

sábado, 18 de dezembro de 2010

De armas na mão...

De armas na mão eu sigo a luta!
A luta para ficar de pé, para caminhar, para buscar compreensão... Uma compreensão que vai além das palavras, além do “contrato de amizade” assinado. Enquanto isso não existir, não posso mostrar o que escondo com sorrisos débeis.
Meu sorriso esconde muita coisa. Mistérios desvendados por poucos. É um sorriso de desespero de alguém que não encontra sentido nas próprias palavras... Nas regras quase gritadas em pensamentos confusos.
É um sorriso obscuro. Apenas mais um entre tantos sorrisos falsos, que tentam apenas ser... Gentil? Talvez essa não seja a palavra correta posto que... Tá, talvez seja, de fato, gentil, nobre esconder o que sentimos. Passamos o tempo todo fazendo isso! Um amigo me disse que certas coisas, como demonstrar o que sentimos, são chatas. É chato admitir, mas, às vezes, os homens acertam...
É chato falar o que sentimos, principalmente se o que sentimos não é correspondido pelo “objeto” sentido [risos]. Joguinho de palavras perigoso... Isso ainda vai me causar problemas. Muitos podem se ofender com minhas palavras. Mas elas são verdadeiras, eu as sinto!
Não as busco cegamente como quem abre o dicionário e diz: “Uau, ficará perfeeeeeeeeeita com aquela!”. As sinto e ponho no papel sem nenhum tipo de raciocínio... Eu “vomito palavras”, como disse o Aécyo.
Saudades do Aécyo e da confusão que causamos nas mentes das pessoas. Por que tão poucos conseguem compreender nossa amizade? Por que muitas a julgam irreal, falsa...? Cabe na cabeça de poucos o que sentimos... Tá bom, direi apenas para não contrarias vocês: o que sinto!
Sinto falta de tanta coisa...
Sinto falta do Guii, de voltar pra casa com ele, de pegar Tropical e de ter minha cabeça “torrada” pelo sol. Sinto falta dos meus pais, da comida da minha mãe, das brigas das minhas irmãs, da minha casa, de ficar hooooooras olhando pro teto deitada na minha cama de pernas pro ar até dormir... Sinto falta do Aécyo, de ficar horas abraçada com ele, ouvindo-o cantar “I say a litlle prayer” ...
Sinto saudades de saber o que eu sinto, saudades de poder gritar isso sem encarar julgamentos...
Terríveis julgamentos...
Queria fazer com que, de alguma forma, eu não fosse ridicularizada pelo simples fato de ter a coragem que poucos possuem para dizer o que sentem.
Queria também não ter essa coragem de dizer... De certa forma encorajei muitos a fazer o mesmo, mesmo expondo sempre o lado negativo. Será que o lado negativo não ficou tão claro assim???? Será que não falei apenas da felicidade e do alívio que era??? Será que eu não falei do clima desagradável que ficava entre “as partes”??? [risos] acho que essa última colocação vai pegar muito mal, mas enfim...
Há poucos dias eu fiz uma declaração. Foi horrível [risos]!!!!!! Mas, essa foi a primeira vez que não usei a frase clichê de todos os românticos: “ EU TE AMO, “PIIIIIIIIIIIIIIIIIII”.
Isso deve significar alguma coisa. Sei lá, deve ser pura carência. Desejo de, simplesmente, ter alguém ao meu lado. Alguém que me dê um abraço em um momento como este, onde me sinto confusa e muito sozinha.
Acaba aí.
É a primeira vez que sinto apenas isso.
É a primeira vez que posso dizer que estou muito feliz por sentir apenas isso...
Ai, ai, ai...
Eu não estou amando, eu simplesmente me apaixonei. Isso descomplica toda uma história que poderia desdobrar-se em um emaranhado de confusões. Isso dá sentido ao meu sorriso e faz com que ele tenha uma razão de ser e não seja um simples disfarce.
Isso dá sentido a um mundão de coisas e derruba muros incríveis que poderiam proteger uma grande mentira, permitindo que ela continuasse a crescer. Agora eu espero no mesmo lugar de sempre a chegada do MEU “príncipe encantado”. Permaneço sentada no lugar marcado sabendo que ele não virá, mas mesmo assim espero. Esperando pacientemente que o sonho se torne real... Que meu sorriso possa ser tão sincero quanto o que ele me oferece. Encanto que só acontece nos poucos momentos que passamos juntos, da forma que aceitamos que seria...
Em: 02/07/08

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Enlouquecendo...

As velhas vozes...
Os velhos medos...
Um sonho antigo: não ouvi-las.
Cansada de ouvir vozes gritando em minha cabeça o quanto sou egoísta e covarde, o quanto eu sou irritante e idiota...
Queria deixar de ouvi-las por um minuto... Ter paz...
Esse é o meu maior desejo: não ouvir os gritos da minha própria consciência. Não ouvir as mentiras que sou capaz de me contar...
Em: 19/07/08

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Hoje o dia é de chuva...

Hoje o dia é de chuva...
E, embora tudo pareça perdido, dentro de mim queima a chama da esperança...
Dores são amenizadas...
Deus está vivo!
Mais forte do que qualquer medo, mais visível do que o próprio sol... Que hoje se esconde...
Rsrsrsrs
Enfim, Ele está aqui!
Ele me oferece o abraço que tanto reclamei não ter...
Ele me faz companhia... A companhia que tanto reclamei, desejei, pedi...
Hoje acordei em paz!
Hoje acordei mais forte!
Hoje acordei com Deus!
Rsrsrsrs
Tem tanta gente mandando a gente dormir com Deus... Deviam mandar acordar com Ele!
Ah, é muito melhor!

À Deus: Obrigada pela companhia, obrigada pelo amor, obrigada pelo abraço, obrigada pela certeza de que o impossível não existe!
Amém!

Em: 21/01/09

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Ninho crescimento fortificado...

Fui cruel de novo...
Sou cruel sempre...
Separo o meu mundo do mundo de quem amo...
Eu quero recomeçar...
Quero ser Nova criatura, como diz aquela música!
Quero voltar a sentir a paz que eu sentia em minhas orações... Quero me resgatar!
Tornei-me um ser egoísta e nojento... Cara, só falo água (pra não dizer “merda” mesmo)!
Gente eu preciso crescer!
Eu preciso me tornar adulta!
Hummm...
Tchau!
Em: 13/09/08

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Parada, mas não esperando...

Hoje estou parada... Não parada como quem gostaria de ficar parada, mas parada como alguém que espera o amanhã chegar, e com ele o cumprimento de muitas promessas feitas ao longo da semana.
Tudo acontecerá amanhã...
Eu só acordarei amanhã e levantarei no ponto de colher os frutos que há muito foram plantados.
Amanhã será dia novo.
Tempo de colheita...
Mas, e se os frutos já estiverem podres?
E se, por passar tanto tempo dormindo eu não vi que o tempo da colheita já chegou e passou... E eu to aqui esperando por algo que nunca virá!
O medo sempre me perturbou...
Hoje, agora... Talvez amanhã... Parece que nunca será de outra forma... Ainda que a promessa de ontem fosse um hoje diferente... Mesmo que hoje a promessa seja de um amanhã melhor... Ou que amanhã prometa um dia seguinte feliz...
Minhas dúvidas são sempre as mesmas.
Meu medo é sempre maior. A esperança definha diante de tanto crescimento negativo...
Em: 11/01/09

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Feliz aniversário Tia Rubens!!!!

Tia Rubenita pagando de gatinha...

Eu queria muito fazer uma homenagem pra tia Rubenita... Maaaaaaaaaaaaaaaaaas... Fica bem difícil fazer sem um computador que preste... Sei lá....
Some toda a inspiração!
No fim... A gente apenas grita: FELIZ ANIVERSÁRIO, TIA RU!!!!
Que Papai do Céu te proteja e guie...
Que te dê juízo, muito paz, amor, saúde...
E, principalmente, te dê forças e micos pra gente postar no Escandalosa!!!!

Ouço vozes...

E elas falam de mim... Dizem que não sou uma pessoa boa, que sou falsa e que sou cheia de “cri-cris”... Falam de falta de paciência, e que eu sempre estrago tudo...
Mas eu não quero ouvir...
Eu não quero pensar nisso agora...
Meus esforços são em vão... Não adianta levantar se vou cair de novo, de novo e de novo e sempre.
Eu uso máscaras.
Eu sou humana. Tão humana quanto esses que me julgam e me condenam a ouvi-los agora e sempre.
Perder-me em sonhos... Foi o tudo o que fiz durante toda a minha vida. Isso fez de mim uma pessoa fraca.
Caraca, já reparou que eu não consigo mais escrever coisas boas, bonitas e alegres? Já reparou que agora eu dei pra fazer todas essas coisas condenáveis... coisas que pelo menos eu condeno!
Uau!
Tõ entendendo por que raios as pessoas se afastam...
Em: 31/03/08

domingo, 12 de dezembro de 2010

Querido Pai...

Sei que me encontro distante, apesar de sua onipresença...
Sei que choro baixinho e inconscientemente te culpo por tudo que eu sinto e por sofrer as consequências de meus atos... Mas, agora só te peço: Dai-me paciência!
Sei que é difícil ser você... ver todo mundo te culpando por tudo e tal... Mas, tá difícil viver isso aqui embaixo...
O Senhor tá aí em cima... Se tapar os ouvidos, garanto!
Eu só quero a alegria de tua companhia... A paz e o toque suave que sentia em meus momentos de oração... Quero sentir a paz do sono sem culpa... Quero a liberdade e felicidade que tinha... E perdi...
Te quero agora, mais presente que nunca...
Amém...

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Bibliotecária em depressão...

Essa semana acordei mei agoniada com o curso, com a pressão dos tios e... me desesperei no twitter...
Fez sucesso... Vou repetir aqui as tiradas depressivas da Biblioteconomia...

  • Os seminários sobre mídias digitais sempre terminam em alguém falando do fim do livro, da biblioteca, do bibliotecário. 
  • Seus professores pregam a importância de não deixar usuário sem resposta. E não respondem emails. 
  • Seus professores te enchem de trabalho justamente no final do semestre. Passaram o semestre todo em Congresso, viajando.
  • Quando professores falam em atrair o usuário para a biblioteca, você se questiona se o pó é suficiente para a demanda.
  • 99% da sua turma acha que estará empregado quando terminar o curso. Você tem certeza que não. 
  • Há na turma quem diz que ama o curso. Mas sempre presta vestibular de novo!
  • Seus colegas só querem ver seu trabalho por 2 motivos: xerocar e criticar a normalização.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Novas cores...

E tudo ganha nova cor, mesmo perdendo-as...
O céu pode estar lindo ainda que nublado...
Tudo vai depender de um ponto de vista. Depende do que acreditamos, depende do que queremos ver.
Uma pessoa pode estar falando sozinha para alguns, mas para quem crê ela fala com Deus. Uma pessoa pode estar rindo feito louca sozinha, mas pra quem crê... Pode ser simplesmente agradecimento por uma benção alcançada, felicidade por algo bom ter acontecido e que não está entre as “grandes” visões de quem vê apenas com os olhos (bem redundante).
É preciso crer às vezes...
Crer não é apenas um ato... É... Sei lá! Abrir os olhos para aquilo que, quem vê apenas, acha impossível.
Crer é tornar possível, e concreto, tudo o que desejamos.
Para alguns é mais fácil crer em coisas ruins, acabam concretizando isso. Para mim é mais fácil crer em coisas boas acontecendo, que tudo pode dar certo, que sempre existe uma saída...
Bom... Eu creio em 1 milhão de dólares na minha conta agora!
Rrsrsrsrs
Em: 15/01/09

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Feridas abertas

Tarde demais para fechar feridas que foram abertas. Um pouco tarde para tentar consertar o que foi quebrado. É inútil utilizar palavras doces, não pode me falar tudo o que eu desejo ouvir agora... Isso não vai amenizar a dor. Isso não vai apagar o dia e ontem.
Esse dia ia chegar de qualquer forma. Falou apenas o que vinha engasgado na garganta de muitos que não tinham coragem de vir até mim e calar minha voz.
O velho sonho de criança morreu...
Quem está aqui na tua frente não é a mesma que esteve na semana passada, nem poder ser comparada a de um mês atrás...
Quem está aqui não é nem a sombra daquela que foi morta há um mês. Aquela garota não existe mais.
Conforme-se!
Não foi apenas acordada de um sonho, ela foi atirada na realidade e está aprendendo a respirar esse ar mais pesado.
Não existe mais aquele brilho nos olhos, então, não tentem ver além do que existe.
Ela fará o mesmo.
Em: 16/05/08

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

I am ET!!!!!!!!!

I am ET!!!!!!!!!
I am ET!!!!!!!!!
I am ET!!!!!!!!!
I am ET!!!!!!!!!
Tá, vâmo parar de dizer besteiras...
Eu sou ET!!!!!!!!!
Eu sou ET!!!!!!!!!
Eu sou ET!!!!!!!!!
Eu sou ET!!!!!!!!!
Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Sei que seria mais econômico ficar mudinha... Mas, minha falta do que fazer me impede de proceder desta forma. Eu preciso gritar, lembrar ao mundo quem eu sou (mesmo que isso signifique “I am ET!!!!!!!!!”...).
Fora isso, resta-me pouco... Gritar que amo as pessoas que amo já foi feito por toda a minha vida...
Dizer que não consigo mais viver sem mim... Bom, eu faço isso de vez em quando...
São pensamentos soltos e confusos de uma pessoa que se sente livre e feliz no momento, independente da sua total falta do que fazer. Quero dizer, existe uma coisa que muito me incomoda no momento, mas “eu vou rasgar a minha garganta e derramar o meu veneno”!
Em: 07/08/08

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Olhando a luz...

Minha vida parece estar... Correndo muito depressa. Hoje eu acordei e vi que já tinha 21 aninhos. E o que eu fiz? O que eu vivi? Que grande descoberta eu fiz pro mundo? Eu nunca nem mudei a vida de alguém!
Esse fim de semana eu vi a luz!
Foram 72 horas olhando para a lâmpada do meu quarto, tentando entender quem eu sou. É verdade, a lâmpada não me respondeu!
Fechei os olhos (não pra ser romântica, mas por que estava ficando tonta demais para mantê-los abertos) e fiquei pensando... Lembrei o dia em que uma pessoa me disse que parecia que eu vivia pra nada e por nada... Eu fiquei muito chateada na época...
Engraçado como a gente é... Quando é um elogio, beleza! Se for uma crítica a gente já fecha os olhos pro fato de que é esse tipo de coisa que nos faz crescer.
Tornei-me infantil, cara... Fútil...
Enquanto o mundo enlouquece, eu to aqui...
Enquanto todos estudam, eu escrevo besteira durante a aula...
Céus, eu tenho 21 anos!
Na minha idade as pessoas já são avós!
Eu preciso de um sentido!
Eu preciso de uma luz!
Em: 25/03/08

domingo, 5 de dezembro de 2010

A merda, o monstro, a bruxa... Tudo sou eu!

Sou mais uma pessoa ruim no mundo...
Estou impressionada...
Sei que o que fiz não é o tipo da coisa que se possa achar correta.
Eu sou uma merda...
Eu sou um monstro...
Eu não vou pro céu...
Eu devia ser presa!
Fazer escolhas erradas é motivo pra prisão?
Pois deveria...
Pres´tenção, eu machuquei uma pessoa com meu egocentrismo!
Eu não presto!
Eu deveria ir pra fogueira...
Pô, pobres bruxas acabaram na panela pelo simples fato de que fizeram umas macumbinhas básicas pra curar algumas pessoas... Por que não eu???
Eu quero ir pra fogueira!!!!!!!!!
Eu não presto!!!!!!!!!!!!!!!
Em: 01/08/08

sábado, 4 de dezembro de 2010

Dar um pause...

Às vezes sinto vontade de pausar minha vida... Não encerrá-la, mas parar um pouco e ver o que está acontecendo ao meu redor. Parece loucura, né? Estou muito presa ao que eu sinto e esqueço-me de ver o que acontece.
Na base, eu tenho ignorado o fato de que estou passando por cima de muita coisa pra seguir u sonho que eu não sei qual é... Nem sei dizer se tenho sonhos...
Em: 14/09/08

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

“Eu vou desdizer aquilo tudo que eu disse antes...”

Eu sou mais fraca do que eu gostaria de acreditar...
Continuo sendo a mesma tonta de sempre, não adianta querer dar cara e cores novas ao que eu insisto em chamar de vida.
Pode parecer uma roda-gigante para alguns, mas o que eu vejo é apenas o fundo do poço. E para subir eu vou ter que passar por cima de muitas mentiras. Mentiras que, em sua maioria, foram contadas por mim.
Eu sou um ser desprezível, sim. Obrigada por lembrar-me isso a todo instante. Obrigada também pela impaciência e pela vontade de mudar-me sem, nem mesmo me indicar qual o meu erro.
E eu quero pedir a todos o favor de se afastarem de mim de uma vez. Pedir que não se entreguem ao erro de elogios e promessas fáceis e falsas.
Só quero ter ao meu lado aqueles que estão, de fato, querendo me ajudar. E peço que se afastem da minha vida os idiotas que acham que sou capaz de ler pensamento.
Não quero falsidade.
Não quero pena.
Não quero amizades educadas e de promessas. Quero apenas uma amizade sincera.
Em: 15/08/08

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Em um daqueles dias...

Eu estou em um daqueles dias que tenho muito pra falar, e pouco tempo pra escrever...
Queria tanto poder escrever com a freqüência de antes...
Queria tanto que esses dias chatos passassem depressa... Que o fim de semana chegasse logo, que o EREBD acabasse também!
São tantas cobranças e tanta dor de cabeça...
Queria apenas a paz de um sorriso sincero... Dormir com um abraço...

Descrição da noite de natal de 2008...

Eu, em meu quarto, deitada em minha cama meio tonta... Cabelos despenteados, grudenta e fedida... Nada neste mundo é capaz de levantar o meu corpo “ruliço” desta cama...
Sinto-me mais pesada e enjoada a cada segundo... Sofro no momento de um mal conhecido como “Efeito-bat”... Ou efeito do morcego (já que não tenho certeza se morcego em inglês é “bat” e morro de preguiça de ter certeza de algo que eu acho que é...). Enfim! Não me peça para explicar, é humilhante!
Carrego em mim bons sentimentos no momento... Deve ser por isso que me sinto tão pesada e enjoada: são bons sentimentos!
Acabei de ler Crepúsculo e é incrível como esse livro despertou em mim a vontade de ser uma garota normal – isso inclui ir ao cinema (pra assistir o filme) e ter um namorado vampiro! –, enfim... Sinto-me só e quero alguém do meu lado. A vantagem é que eu não estou na TPM e eu sei perfeitamente o que eu quero: não quero apelidinhos que me façam sentir... Indefesa... o.O
Em: 24/12/08

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Cá tô eu... Tra'vez....

As minhas atividades tem me impedido de publicar coisas pra vocês...
Mas, vamos às novidades!
Meu namoro tá lindo e forte... Meu namorado continua magrinho, mas meu namoro tá lindo e forte como nunca esteve! A gente adquiriu aquela capacidade de mudar as coisas no ato... Agora ele até vem me ver sem que eu pressione! Tipo... daqui a pouco ele vem me buscar! Sério!!! Ele vai se deslocar (essa palavra me lembra tanto ele) lá do Materno até a UFMA só pra me ver...
A desculpa dele: "Você está vestida de forma muito indiscreta! É bom vir vestida de forma mais decente ao longo da semana porque eu não poderei vir te buscar!".
Eu tô muito apaixonada... Muito mesmo!!!
Muito certa do que eu quero pra minha vida, pra meu futuro ( 1 casa, 2 quartos, 2 escritórios (o meu no topo, o dele no quintal...), 2 cachorros e 2 crianças... e, claro... Nós dois juntos!)...
Beijo!!!!
Eu volto em breve!!!
Espero que estejam gostando dos meus rascunhos, é uma pena que tá acabando... ='(
Em: 29/11/09

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Meu coração grita...

Meu coração grita... Um grito sufocado, um grito de socorro de quem não agüenta mais o próprio peso.
Não dá pra acreditar que as coisas podem continuar desse jeito. Não posso crer que, sabendo onde isso termina, vou seguir pela mesma estrada. É loucura andar por caminhos já conhecidos. Pior é fazê-lo quando se o conhece o fim da trajetória.
A vida é curta demais pra fazer sempre a mesma merda!
Existem coisas melhores para fazer com o tempo que resta!
Em 01/03/08

domingo, 28 de novembro de 2010

Oração

Senhor, 
Abra meus olhos de novo para o infinito... Desperta em mim os sonhos adormecidos e morre apenas o meu medo... 
Ajuda-me a ser uma pessoa melhor... 
Perdoa meus pecados... 
Ajuda-me, Pai... Preciso tanto de ti... 
Queria tanto despertar do meu sono e viver meus sonhos... Queria tanto que as coisas acontecessem mais depressa... Acalma esse coração que pede pressa e urgência... 
Liberta-me, Pai de minhas loucuras... 
Agradeço Sua paciência, amor e bondade...
Abraço prus de cima... 
Amém!

domingo, 21 de novembro de 2010

Oração - Quem és Tu?

Pai,
Quem és tu que não conheço e pra quem eu abaixo a cabeça e alteio a voz diariamente?
Quem és tu, que me acompanha, me vigia, me protege...?
Quem és tu, que se faz presente, mas invisível?
Quem és tu, que demonstra carinho e força de forma oculta, distante?
Por que não se materializa ao meu lado? Por que não se faz visível e me abraça agora?
Eu preciso de um abraço. Eu preciso do teu amor, eu preciso da tua luz...
Cubra, Senhor... Cubra minha vida de alegria e devolva-me a paz!
Mostre-me o caminho, mas não me prive da escolha.
Ajuda...
Ajuda, porque a independência que demonstro não é nada além de medo de perder, de arriscar e de ser feliz...
Perdoa, Senhor, por fraquejar sempre que precisava de mim para ajudar aqueles que duvidam da tua existência...
Não me abandone, Pai...
Amém.
Em: 19/02/08

sábado, 20 de novembro de 2010

Ao meu paipai querido...


Hoje é aniversário de meu paipai querido...
Amor de minha vida, te desejo toda a felicidade do mundo por tudo o que tem me ensinado (mesmo que distante), por todas as alegrias que me proporciou e que me proporciona...
Pelas tentativas de destraumatização! kkkkkkkkkkkkkkkk (leia aqui)
Pela preocupação, pelo carinho...
Pela alegria de ter em casa, mesmo que isso signifique que eu tenho que adiar o DVD... rsrsrsr
Pela felicidade de te ter como meu pai! Meu exemplo!
Te amo muito!

Inútil...

Queria ser capaz de expressar tudo o que sinto em pequenas palavras. Expressar ações e sentimentos maiores que minha inutilidade. Expressar algo maior que minhas fraquezas, meus medos.
Cara, eu tô ficando velha!
Tô ficando velha e não consigo melhorar como o vinho... Nenhum arqueólogo vai me querer desse jeito!
Rsrsrsrs
Não fiz nada de bom pelo mundo, sou uma filha desnaturada, uma irmã idiota e uma péssima amiga... É melhor parar de sonhar que serei uma boa mãe.
Nem sei cozinhar!
Meus guris vão morrer de fome... Talvez essa minha falha os torne forte... Talvez isso desperte neles a vontade de sobreviver e eles nasçam sabendo preparar a própria mamadeira...
Ai, falta...
Em: 25/08/08

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Perdidinha... Mas salva!

Vejo minha vida como um vazio, um buraco, um túnel sem fim...
Vejo minha vida sem cores, um ponto perdido no meio do nada...
Vejo minha vida igual, sem mudança e sem esperança de mudar...
Vejo minha vida afundando e eu nada fazendo pra tentar me salvar.
Por que eu perdi minhas armas e, com elas, a vontade lutar.
Mas, não penso em desistir da vida por um momento de tristeza e uma visão distorcida.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Doug - O Filme (kikiki)

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Sem consequências...

Existem dias em que acordamos com cada idéia boba, né?
O mais chato é quando decidimos pôr a tal idéia boba em prática. Muitos cometem esse erro. Estão com a cabeça quente, e cheia de idéias malucas, e vão lá!
“Eu vou matar Astrodolfo!”
Booooooom!... Matou!
“Se pego a Lindóia, faço picadinho dela”
Rec-rec-rec... Picou!
“Acho que vou beijar Nalberto!”
Smack... Beijou!
Ninguém pensa nos sentimentos alheio, apenas na satisfação pessoal, no prazer de brincar com algo ou alguém que é... Insignificante.
Adoro essa palavra!
Insignificante, insignificante, insignificante...
Dá pra usar com tudo!
“Merivaldo me deu um fora... Insignificante!”
“O quêeeeeeeeeeeeeeeeeee?????? O cachorro do Astrogildo casou com ‘aquelazinha’? Eles se merecem! São dois... Insignificantes!”
É legal!
É forte!
Então, é isso!
Se alguém te machuca, brinca com teus sentimentos ou simplesmente te despreza... Pensa assim, ta?
É... Insignificante!
Em: 12/03/05

domingo, 14 de novembro de 2010

Oração - seguindo...

Senhor,
Prossigo na luta...
Prossigo na busca e no sonho do reencontro. Sigo desejando te reencontrar de novo e desejo poder gritar que te encontrei.
Estou vazia.
Não entendo o que sinto e muitas vezes não vejo sentido algum na minha existência. Manda-me um sinal...
Diz-me o que devo fazer, pois fiquei cega com o que se refere a minha vida.
Não sei o que faço, Senhor!
Eu me sinto só...
Só vejo o meu umbigo, esqueci-me do próximo. Não sei o que faça para ajudá-los, se nem consigo ouvir o que eles dizem...
Perdi-me em minha própria dor.
Uma dor tão grande que sempre neguei existir... A dor da culpa por erros sempre repetidos e pelo esquecimento das lições que me são passadas.
Perdi-me em mim e me esqueci do mundo. Agora me perdi de mim e não sei quem sou.
Ajuda-me na busca!
Ajuda-me a reconhecer o encontro...

sábado, 13 de novembro de 2010

Faltam 48 dias para o fim do ano!

Faltam 48 dias para repetir a velha cena de “o que eu fiz? O que eu vou fazer?”. Para que no fim do ano que vem a velha cena se repita... Para que as lembranças de tudo o que foi superado volte... Para me dar conta de que nunca vivi de novo.
Sentimentos nos prendem..
Idéias malucas nos matam...
O medo não nos deixa seguir em frente...
As lágrimas tapam nossos olhos...
O grito nos impede de ouvir a verdade...
As mentiras nos impedem de saber a conseqüência da verdade, mas também seria chato se só vivêssemos dela.
Perdemo-nos em sonhos e nos esquecemos de viver.
Por voar demais, não conseguimos nos equilibrar no chão.
Por nos prender ao chão, não aprendemos a voar...
Somos livres, tomamos as decisões que queremos, mas esquecemos de viver apenas...
Em: 13/11/08

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

É preciso mais do que desistir da vida

É preciso mais do que desistir da vida pra deixar de viver...
É preciso enterrar sonhos: deixar morrer os seus, matar os de outras pessoas.
Existe muito egoísmo nisso tudo.
A morte voluntária nunca foi “problema seu”, é um problema do mundo. Deixar de viver, se matar mesmo, nunca foi uma atitude altruísta, pelo contrário, é o mais puro egoísmo, a mais visível derrota!
Em 20/01/08

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Soneto (kkkkkkkkkk)

Nem aqui... nem presente em qualquer momento
Estou além da presença física aqui revelada
Estou em sonhos, vivendo cada momento
Deixando a vida assim ser passada

Me entrego, de corpo, alma e pensamento
Ao desejo de te ter ao meu lado
Seria apenas coisa de momento
Ou deixamos o tempo jogar seu dado?

Não ouvir sussurros enlouquecidos
De uma mente sempre perturbada
Esperar para que nossos sonhos não sejam esquecidos

Fugir para que o medo não nos alcance
Correr para que o tempo não nos separe
Esperar até que a timidez não mais atrapalhe

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Amigo tuiteiro!

Hoje falarei um pouco, mas só um pouco do muito engasgado aqui, dos meus amigos tuiteiros (eu prefiro escrever assim)...

  • @calazans conheci o Calazans graças a confusão que ele fez do meu apelido com o nome do Funcional (que se chama Sol de verdade!). Ele me chamou de cagão, e, só nessa hora eu percebi que não havia chances de ser eu! Afinal, eu sou CAGONA e não CAGÃO! Foi ele que me deu a idéia de escrever sobre os meus amigos de twitter... (visite o blog do Calazans!)
  • @pietrosantiago Eu conheci porque sou metida, ou porque ele é metido? Oh, dúvida cruel! O fato é que a gente se falava e em algum momento dei unfollow... Juro que não foi por mal! Mas, aí... Eu descobri o que tinha feito e voltei a falar com o último pacote do EREBD... Esse aí! Mas, hoje eu garanto... Ele merece um unfollow por me deixar sempre no vácuo!
  • @Teylane Essa aí conheci porque eu conheci a Kercylia, que eu conheci porque conheci a Kethury... E enfim... Agora estamos no Orkut, no msn e no EREBD juntas! E vamos dormir também! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (visite o blog da Theylane)
  • @AnnaMerces Eu conheci essa coisa no site O teatro mágico. Adicionei ela no Orkut, no MSN e, em um belo dia descubro que ela tem twitter... Mas, ao contrário do que vocês podem pensar, nossa amizade só aconteceu no twitter, onde a gente flooda a porra da timeline alheia tendo MSN... E, estando online no MSN! 
  • @kercy_lia eu conheci alok porque conheci a Kethury... E aí, como o mundo é muito pequeno e redondo demais... descubro que Kercylia é de Biblioteconomia... E depois me revelam que ela se chama Eu Láaaaaaaaaa... 
  • @kethury_ Eu conheci quando tava fazendo campanha pro #DOEMEDULA Maranhão. Ela veio tirar umas dúvidas e a gente começou a conversar... Ela me contava dos problemas dela, eu contava os meus... E aí, hoje é só esculhambação... 
  • @marciorhoads Comecei a seguir o Marcio a partir da campanha do Bibliotecário Sem Fronteiras, bibliotecários no twitter... Aí, do twitter, passamos pro GT e do GT pro Orkut, pro facebook, pro Formspring.me, pro MSN... O cara me deu conselhos profissionais e até sexuais! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk É uma pessoa que eu admire muito e por quem eu tenho um enorme carinho! (faça uma pergunta pro Marcio!)
  • @rubenstorres Assim, como o Marcio, eu comecei a seguir o Rubens a partir da campanha Bibliotecários no Twitter. É uma pessoa maravilhosa que me ajudou de várias formas... Dando apoio pra eu chorar uma perda que eu não chorei. Dando dica pros meus estudos. Me dando vaquinhas e árvores para minha farmville... E é meu escritor preferido também! (visite meu blog preferido!)
  • @umbertolima Bibliodoceiro... Também passei a seguir a partir do “Bibliotecários no Twitter”... Mas aí, eu parei de seguir um monte de bibliotecários, inclusive ele... Depois, eu voltei a seguir de novo, e ele passou a responder quando eu falava... Daí foi só felicidade! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk E eu fico do lado de cá babando os doces que ele faz.... (visite o blog do Umberto)
  • @YulliaMarizia Blogueira fracassada como eu! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Eu encontrei ela no “Blogueiros fracassados” uma comunidade legal do Orkut... Mas, lógico que ela não é fracassada o blog dela é maravilhoso... Aí, a partir de uma visita ao blog dela, eu passei a seguir o twitter dela e descobri que ela estuda aqui na UFMA! OHhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh.... Mundo pequeno! E ela é minha mais nova “aquisição” do twitter! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk 
  • @daysisinha eu conheci pelo orkut de meu amigo Senhor Rômulo Oliveira... E no perfil dela tava o twitter. Como eu queria ser amiga dela mesmo, eu adicionei, passei a seguir e desde então a gente se fala sempre que dá! Mas, nunca pessoalmente! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk 

Lógico que tem outras pessoas, mas, por elas estarem mais na minha vida física (kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk), elas não entraram aqui. @nandobiologo (meu namorado), @patriciamann (minha melhor amiga), @dydylima (minha sumida e guerreira amiga dos tempos de escola...), @rosyannealmeida (minha tonta coordenadora geral que ama me fazer perder tempo), @amadomariana (uma louca aê do meu curso...).... A tosca da @renasq... @romulo_oliveira (que eu sempre suspeito que me bloqueou no msn...), e @annayam (que fez a conta há 2 minutos...)!
Obrigada pela companhia de toda hora!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Resumo

Sou resumo do que fui
Ainda presente no meu passado
Mas ainda um ser sem história
Sem importância, sem luz
Sou perdida
Estou perdida
Em tempos de histórias malucas
Histórias que não tenho
Histórias de alguém que nunca fui

Meu nome é medo
Mas permito que me chamem solidão
Minha vida se resume a uma frase
Mas permito ser chamada por um só nome:

Não sei se sou quem sou
Mas posso dizer que tento ser quem deveria
No fim, apenas digo:
Não sou de ninguém

Nem sou alguém
A parte de mim que interessa já morreu
Perdeu-se em ilusões
Sou uma assassina!

Mato em mim a esperança
Acabo em outros a paciência
Resumo a pó qualquer vontade de lutar
Sufoco meus sentimentos
Estraçalho corações
Destruo sonhos
Afogo minhas lágrimas no seco

Não sou chama
Não sou luz
Não sou alegria
Não sou ninguém

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Vá ao final, mas não busque o fim

Eram muitas as coisas que deveriam ser feitas, todas foram interrompidas.
Eram muitas as idéias que lhe vinha à mente, nenhuma foi posta em prática.
Eram muitas as coisas a serem ditas todas foram caladas.
Tudo perdido?
Não! Essa é a hora de ir à luta. A hora de fazer as coisas acontecerem. E talvez a chance de começar de novo.
Não desperdice seu tempo com tolices, talvez você não tenha outras chances de fazer o que é certo.
Busque dentro de si a coragem e lute contra todos os seus medos.
Enfrente seu maior pesadelo!
Em: 11/03/05

domingo, 7 de novembro de 2010

Oração

Senhor,
Peço perdão por meu egoísmo e por minha cegueira. Peço tua ajuda... Guia meus passos, ilumina meu caminho, não me deixe cegar novamente!
Agradeço-te por minhas dúvidas. Sei que, apesar de “traiçoeiras”, elas me levam a busca por respostas e a um aprendizado constante.
Agradeço por tudo que aconteceu em minha vida. Sei que estás ao meu lado e que... Nada não! Esqueci...
Senhor, quero te agradecer por minha família. Foi o maior, o melhor presente que me deu... Agradeço cada momento que passamos juntos e sei que essa é a verdadeira união. A união que segue “na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, na riqueza e na pobreza, por todos os dias de nossas vidas...”
É um vínculo sagrado!
Queria que minhas amizades fossem assim... Mas, elas se mostram insuportavelmente frágeis...
Pai, me decepcionei muito com meus amigos... Sei que não deveria esperar nada deles, mas é impossível não comparar, entende?
Perdoa-me, por ser tão injusta, egoísta, chata e... Ah! O Senhor sabe o resto!
Amém
Em: 31/01/08

sábado, 6 de novembro de 2010

Te cuida!

Não posso dividir com o mundo a minha dor, mas também não posso escondê-la. Posso até cobrir as feridas, mas isso não significará a cura ou que as dores serão amenizadas. O mundo vive dessas pequenas ilusões, vivemos disso também. O que me incomoda é que não sentimos vergonha de ter parado de crescer. Chegamos até aqui achando que passando de certa idade mais nada poderia ser feito. O problema, ou solução, é que pode.
Deixamo-nos cegar com promessas doces de um futuro melhor. Mas o que fazemos quanto a isso? Esperamos ações de terceiros para que o nosso ( eu disse “O NOSSO”) futuro mude.
É o nosso futuro que está em jogo! Está na hora de fazer com que nossos sonhos sejam verdades. Chegou a hora de mudar, crescer de fato. Perceber que o nosso crescimento nunca esteve (não está, nem estará) limitado a um tempo ou espaço.
Podemos muito, somos mais do que pensamos e precisamos agir de forma menos limitada... Levantar vôo... Não deixar as asas quebrarem por qualquer coisa. Desilusões existem, e todos nós precisamos vivê-las.
Não me conformo com a idéia de que muitos aceitam numa boa a situação atual. Não dá pra levar a vida desta forma. Não podemos tapar olhos e ouvidos para tão terrível realidade: estamos perdidos em mundos próprios, onde o outro não existe e cada um é o rei de uma terra de ninguém.
Não existe vida sem amizade, “ninguém consegue ser feliz sozinho”. Chega de desejar o topo a qualquer custo, passando por cima de quem encontrar, pois, uma vez sozinho lá em cima o seu desejo será voltar lá pra baixo, nem que pra isso você se atire!
Chega um momento em que não há volta. Ou melhor, não existe essa coisa de voltar no tempo e fazer tudo de outra forma. O tempo não volta, e por mais que achemos que seria diferente, devo lembrá-los que não haveria conhecimento do futuro, ou do agora. Portanto, não pense que fazendo o mesmo caminho e tentando fazer melhor você vai conseguir. Decisões importantes são tomadas uma única vez. Qualquer tempo que não seja agora pode ser tarde demais.
Creio que tudo isso seja confuso, mas existe um pouco de verdade em cada mentira, em tudo o que é falado e calado. Sim, não tem lógica, mas é a vida.
Existem sorrisos que lhe são oferecidos, mas ainda há tristeza. Existem lágrimas sendo derramadas, mas não podemos dizer se elas são falsas ou não. A vida não tem sentido, nós é tentamos dar alguma lógica à loucura que ela sempre foi. Imperfeito, apenas existindo em uma insignificância sem limites... Dando a isto o nome de “vida”.
Ainda somos pequenos... Porém, o nosso crescimento não tem fim. Precisamos lembrar-nos disso e fazer alguma coisa para que o tal crescimento aconteça. Chega de “ficar parado em seu apartamento com a boca escancarada cheia de dentes esperando a morte chegaaaaaaaaaaaaaar”...
Precisamos fazer alguma coisa!
É preciso lembrar-se disso diariamente: o mundo não liga pra sua dor, não ta nem aí pra sua ferida!
Enquanto choramos, o mundo dá voltas e, com a vista embaçada em lágrimas, não podemos ver as mudanças e as possibilidades de melhorar.
Te cuida!
Em: 22/09/08

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

EU PRECISO GRITAAAAAAAAAR

Eu nunca consegui demonstrar tudo o que sinto... Seria mais fácil se fosse possível transcrever meus gritos. Gritos desesperados de alguém que se perde em meio a dor, que se cansou de lutar sozinha contra tanto medo e sentimentos negativos que sou incapaz de controlar.
Eu preciso gritar!
Preciso que vocês entendam de alguma forma, tudo o que eu venho sentindo e calando... Eu deveria gritar toda a revolta e confusão que se espalhou dentro da minha cabeça... Sou incapaz de dizer tudo o que sinto e na intensidade com que sinto. Embora o caminho não seja esse, eu preciso gritar...
Cansei de ter pena...
Cansei de ser a garota boba com que todos pintam e bordam, cansei desse mundo, cansei dessa gente falsa e egoísta... não me sinto forte pra seguir ao lado dessas pessoas...
Vou seguir um caminho novo, vou tentar de outra forma, vou seguir com outras pessoas...
Em: 06/10/08

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Feliz Aniversário, meu anjo mais velho!


Hoje é aniversário de minha irmã MAIS VELHA!
E quero desejar a ela toda a felicidade do mundo, apesar de tudo que ela me faz passar... Apesar das chiadeiras pra me fazer calar a boca, dos apertos no braço pra me fazer falar, dos empurrões que eu não mereço... Das mentiras que me conta!
Enfim, ela é uma irmã MAIS VELHA como qualquer outra, não poderia esperar nada de diferente...
Brincadeira, more...
Amo-te tanto, meu amor...
Feliz Aniversário...

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Devagar... Devagando sempre...

Oi, meu nome é Soraya Carvalho, tenho 22 anos e estou tentando entender que valor é esse que tenho e que todo mundo diz que devo me dar...
Fora você, querida agenda, não sei quem está do meu lado pra valer... Sei lá... Sou louca mesmo!
Hoje fiquei horas admirando o vento. Criatura forte, agradável, querida, masssssssssss... Invisível! Sentimos o vento, mas não o vemos! E existem tantas engravidando dele!
Rsrsrsrsrs
Assim é a vida: passa por nós sempre correndo, sabemos disso, mas não percebemos isso de uma forma que despertasse o desejo de lutar... A vontade de mudar, de fazer algo, não exatamente parar você, o tempo, ou o vento.
Se bem que... Parar tem sido um desejo constante em minha vida. Não parar pra sempre... Entendam pessoas: não existe em mim o desejo de morrer!
Mas, às vezes, não sinto desejo algum de levantar-me da cama. Meus sonhos são mais doces e tão melhores que a minha realidade resumida a UFMA, UFMA, UFMA... Ufa!
Tô cansada!
Em: 12/11/08

terça-feira, 2 de novembro de 2010

De volta a velha forma...

Um dia foi borboleta, mas, mais uma vez, te tornas lagarta. Impossível entender como funciona tua mente doente e sempre rasteira, impossível conceder-lhe o perdão por tão odiosa atitude, por decisões tão cretinas.
Prossigo num jogo onde só existem culpados e todos me mandam tomar decisões. E eu as tomo sem pensar. Vou as cegas fazer o que me é mais fácil e não o que realmente desejo.
Talvez queira acabar com todos, mas no fim, só quero mesmo matar a mim. Não de “morte matada”. O que quero dizer é que quero matar a criatura falsa e vergonhosa que às vezes sou. Quero fazer morrer de vez a parte podre da história.
Deixar de viver uma vida onde o torto é o certo e o certo nunca é direito. Onde os sonhos são apenas sonhos e as idéias malucas são loucuras da nossa cabeça.
Quero nova vida.
Afinal, morte é conseqüência da vida.
Fim de uma, começo de outra.
Em: 13/10/08

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Amizade X Social

Há cinco anos eu discutia com o Aécyo sobre amizade e contato social. Eu tentava convencê-lo de que eu NUNCA falaria com alguém apenas socialmente. Eu nunca teria mais contatos sociais do que amigos, hoje eu só tenho contatos sociais.
Nada mais restou das minhas amizades eternas e verdadeiras. Deixei de me questionar da existência delas. Agora a grande questão é deixar de sonhar com elas...
Eu me sinto só por um motivo básico: eu estou só!
Tô cansada de dizer as mesmas coisas, escrever as mesmas coisas, reclamar das mesmas coisas e nunca deixar de sentir nada disso.
Eu cansei de fingir e eu sei que quero mudar, mas falta algo. Eu sei que quero mudar, mas vou mudar pra me tornar o que?
É fácil e lindo dizer que não quero mais ser quem eu sou, mas... Sei lá. Talvez o nosso futuro esteja resumido a ser o que já somos e não o que queremos ser [risos].
Não é complicado! Nunca foi complicado... É apenas desesperador!
Kkkkkkkkkkkkkkk
Em: 27/10/08

domingo, 31 de outubro de 2010

O acordar...

As máscaras caíram e a minha foi junto com as outras. A idéia de ser criado à “imagem e semelhança de Deus” é algo que só ficou nas páginas antigas da Bíblia.
Somos fracos, medrosos e falsos.
Fugimos de tudo o que é real e verdadeiro. Vivemos na “veracidade” de nossos sonhos e para torná-los cada vez mais reais.
Eu sonho com amizades verdadeiras que não existem... Mas ainda vivo por isso.
Em: 02/11/08

sábado, 30 de outubro de 2010

Sozinha = sem paz

Não posso dizer que a vida tornou-se mais difícil de suportar. O ar está mais pesado, e eu não sinto tanta vontade de ter pessoas ao meu lado. Eu não sei o que está acontecendo comigo...
O mundo nos prega peças...
Existem momentos onde nada faz sentido, onde nada faz sentido, onde percebemos que, só para variar, tropeçamos em nossas próprias palavras. É quando vemos que tudo o que jurávamos ser de outras pessoas é nosso e apenas isso.
O mundinho de sonhos derrete como algodão doce. Nossos pensamentos se perdem em meio a tantas mudanças. Não sabemos mais quem somos.
Ao invés de tentarmos novas saídas, procuramos a paz exatamente onde foi embora, então ficamos sozinhos para recuperá-la.
Somos, inocentemente, capazes de jurar que reencontraremos a paz perdida nos isolando do mundo. Só que o que acontece nos derruba cada vez mais... Nossa mente é dominada por todo tipo de pensamento e a paz não vem.
Em: 05/11/08

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Sentidos sem sentido...

O sentido que às vezes dou a minha vida não são meus, são emprestados. Isso explica porque eu o perco constantemente. Porque me some as forças, porque perco a vontade de lutar. Talvez seja um momento, mas lendo essa agenda (as postagens com data no final são notas de minha agenda) é possível ver que não é: são vários.
Estou cansada de viver de ilusões, lutar por coisas que não existem, viver em nome de pequenas alegrias que vão-se embora em momentos de distração. Cansei de ser tão pequena, cansei de passar minha vida inteira mendigando atenção. Quero que alguém repare em mim, sem que para isso eu pinte um nariz de vermelho e amarre melancias no pescoço.
Detesto a maneira cruel com que as pessoas se aproximam de mim em momentos de dor, parece que acham divertido me ver sofrer de vez em quando... Parece que desejam ardentemente ver lágrimas rolando em meu rosto... Detesto também o interesse “ingênuo” de alguns pelo meu sorriso. Na verdade, eles não querem nada além de saber o que me faz rir e, se não está dentro do “padrão de normalidade”, ou limitado no seu pouco conhecimento, ou melhor, se não é algo dentro do seu...
Enfim! Esquece...
Em: 06/11/08

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

O esquema da conquista...

Ok, me deixa ver se entendi o esquema da conquista.
Hunf-hunf...
O cara não é a fim de mim, mas eu sou a fim do cara. Ele gosta de um tipo “X”, e eu sou um tipo “Y”. Aí, para pegá-lo, eu procuro ser “X”.
Crianças, vocês não acham que a perda de identidade é um preço muito caro pra se pagar por apenas... Alguns beijos?
Sim, por que vai chegar um momento em que você notará que aquilo acabou, ou nunca existiu. Vai chegar um momento em que você verá que fez tantas mudanças que já não sabe mais quem é. Vai chegar ao ponto em que perceberá que ele não está ao seu lado por que... Por quem você é, mas por uma pessoa que você precisou se tornar. Nunca gostou de você... Fora o fato de que passará 24hs se policiando, tentando não chamar atenção dele pro fato estranho de que... Oh! Você é tudo aquilo o que ele detesta.
São apenas momentos curtos. Vai levar apenas o período em que você é outra pessoa. Um efeito cinderela... A linda princesinha desaparecerá meia-noite, mas nesse caso ele vende o sapatinho de cristal!
Hehehe
Em: 14/10/08

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

A questão do abraço...

As pessoas ainda acham esquisito o modo como me “esquivo” de um abraço. 
Mas, sei lá... 
No começo do blog (podem procurar as primeiras postagens), eu sempre falava o quanto o abraço do Nando me deixava segura. Eu não sei... Nosso primeiro abraço foi uma coisa tão natural, tão legal... 
Ainda tenho muitos amigos que ficam assustados com a minha reação a uma tentativa de abraço... Acho que meu namoro me abriu mais pro mundo, mas ainda não me sinto preparada pra sair por aí dando abraços em todo mundo... Sejam eles inocentes ou não, eu fico sem graça, tensa, nervosa... 
Abraçar é algo difícil pra mim... Envolve segurança, intimidade, sentimento... Vontade de estar junto... De ser íntimo sem ser... 
Mas, enfim... Acho que é isso... 
Abraço pra vocês!

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Reportagem sobre a Biblioteca Benedito Leite na Revista Historia da Biblioteca Nacional

Briga é cimento...

Eu e meu namorado brigamos por tudo desde o começo do nosso namoro. 
A gente briga por atrasos, traições virtuais, caras feias, TPM, ciúmes, crenças religiosas, inseguranças, tempo, dinheiro, SORVETE e até pela educação dos filhos que não temos... 
Acredito que as brigas concretizaram nosso namoro. Tornou ele mais sólido, porque a gente já teve tantas... E todas levadas com tanto respeito, com a importância que elas não deviam ter... 
Terminamos várias vezes e voltamos no mesmo dia. 
Eu não gosto de discutir a relação ( só fiz isso mesmo quando o Nando terminou comigo, que foi quando conseguimos ficar 5 dias eternos separados e já falávamos em ficar com outras pessoas... Ele me pediu apenas pra não escolher um galinha, porque não queria me ver sofrendo [e eu tô chorando agora, porque essa briga ainda é um assunto delicado pra mim... Ainda tenho em meu email uma conversa que é quase um livro em que pedia uma chance e tentava entender o que tava acontecendo... até hoje não sei direito o que aconteceu...]). Geralmente nas nossas brigas, eu apenas ficava chateada com ele, calada, evitando contato... Até me desembestar a chorar e saia andando... Nunca falando, alteamos a voz em uma briga... O nó que sentia na garganta quando elas aconteciam sempre me fez calar muita coisa... O medo de ferir... 
Hoje estamos mais tranqüilos... Ainda que ele me diga que a outra mora em Santa Catarina e que ele só não tá com ela porque está liso (como acabou de dizer por sms)... Eu amo essa porra. Não me imagino com outro ser pra olhar se tem feijão no dente e dizer “saúde” e não “como tu é porca” quando eu arrotar... Também não me imagino em outros braços, outros beijos... Onde vou encontrar uma boca grande como aquela????????????????? D=

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Te ajudando a escolher Ela

Se você está entre duas (três, quatro, cinco...) pessoas e acha que não é capaz de ficar apenas com uma porque está apaixonado(a) pelas duas (três, quatro, cinco...)... Enumerei alguns pontos que acho que te ajudarão a escolher Ela ( A pessoa)... Bom, tenho medo do Nando ler isso e descobrir que a Ela dele não sou eu, mas vâmo lá! 
  • Você se sente mais seguro pra conversar com quem? 
  • Você pensa em quem quando está precisando de um abraço? 
  • Quando algo ruim, ou bom, acontece, você liga pra quem primeiro? 
  • Quem te dá mais paz? 
  • Qual o abraço você acha mais gostoso? 
Enfim! Enumera aquilo que tu acha qualidade e vê se a pessoa (as pessoas e quem delas...) se enquadra melhor no seu estilo de pessoa perfeita. Naquilo que você realmente quer... Eu sou monogâmica! Acho que você também é capaz de ser...

domingo, 24 de outubro de 2010

Oração

Senhor, dá-nos a honra de tua companhia... 
Derrama sobre nós tua luz e teu amor 
Faça de nós nova criatura. 
Perdoa nossas falhas e ajuda-nos a seguir pelo caminho de luz. 
Ajuda-nos na nossa missão. 
Nos dê força e coragem para seguir nossa vida. 
Não nos permita atrapalhar a vida de nosso próximo. 
Livrai-nos no mal... 
Amém!

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

A gente briga muito antes do equilíbrio... Depois dele também!

Quando eu e o Nando começamos a namorar tudo foi muito louco... Acho que já falei aqui que brigamos pelo menos 5 vezes antes de resolver namorar. Antes de assumir que a gente se gostava. Acho que eu fui quem mais demorou pra assumir qualquer coisa. Falava dele como “o menino magrelo que acha que é meu namorado” (isso antes de pedir ele em namoro, que fique claro!). 
Ele era irritante. 
Me buscava todo dia par (segunda, quarta e sexta) no trabalho (nessa época eu trabalhava na PPPG)... A gente lanchava, ouvia música, conversava e ia pro Núcleo de esportes, ponto final do campus, andando pra pegar ônibus. Detalhe básico: sem necessidade alguma, pois era janeiro, a UFMA tava de férias e os ônibus estavam vazios... 
Isso prova o quanto eu canso ele hoje em dia. Ele mal me acompanha ao COLUN... 
E era com essas conversas que o nosso namoro se lascava. 
Eu sempre fui meio liberal quanto a religião e o Nando... Bom, o Nando é Legionário de Maria, é católico praticante fervoroso e chato (pardon, divo...). E a gente sempre falava de como iríamos educar nossos filhos, e isso me estressava muito. Eu ficava pensando que ele tava com a pessoa errada, e dizia que não ia mudar ( e nem vou...) e chorava adoidado... Porque queria ficar com ele, mas ele era muito chato! 
Acho que as nossas maiores brigas são só por defeitos que achamos enorme um no outro. 
Reclamo que o Nando é muito calado... Ele reclama que eu falo demais... Mas é aquela coisa: se eu calo ele se incomoda, e se ele se desembesta a falar, eu me incomodo. 
As brigas são as mesmas, de certa forma. 
Ele não gosta do meu comportamento na igreja, e eu ainda reclamo do silêncio dele...

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Amigo, amigo, não paquero tão tarde!

Ando tendo problemas com meus amigos que de repente descobriram-se gostosões. 
Sério! 
Entro no MSN, e chamo alguém pra conversar. Um cara do meu curso que eu não via faz tempo. E ele achou que eu falei com ele por estar a fim dele, pois ele fica on line toda tarde. 
“Sim, mas eu abro o MSN no email e sigo no meu trabalho, não olho quem tá online, e nem me importo quando eu tô trabalhando” – digo me defendendo... 
“Mas, é estranho, porque você passa por mim quase todo dia...” 
“Jura?” 
Eu sempre ando no corredor da biblio correndo ou por estar atrasada, ou por estar indo pra fila do RU, ou por precisar ir ao banheiro... às vezes não noto nem que pessoas importantes passam por mim... O que eu posso dizer dele? 
Francamente! 
Não há nada no mundo que eu odeie mais que garotos achando que eu estou a fim deles, ou que eu os estou paquerando, ou se afastando de mim porque arranjou uma doida pra agüentá-los... Francamente! 
Eu respeito o doido que fica comigo apesar das minhas loucuras, assim como a doida que os escolheu pra agüentá-los. Não sou nenhuma criança e apenas quero o respeito que mereço. 
Se passamos 1, 2, 3... anos em uma amizade que não foi outra coisa, o que os faz pensar que de repente, tendo namorado, vou virar pra eles e pedir um beijo na boca, ou uma trepadinha ali no beco? 
Meu namorado tem amigas e eu tenho amigos. Se esses não ultrapassam o limite do respeito, beleza... Segue a amizade. Mas, se notamos algo errado... Me pergunto porque com os outros casais não é assim? 
Me pergunto porque que não existem mais caras como Guii... Que eu paquerei por 10 anos, e que continua meu amigo (detalhe: ele tem namorada).

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

SAC – Bibliotecária Escandalosa

Recebo reclamações do meu blog por todos os meios e tentarei responder algumas questões.

Aos meninos, que reclamam que meu blog é rosa demais, interessante, mas rosa demais pra eles olharem em público. 
Sinceridade, eu não acredito que o rosado do meu blog irá fazer influenciar na orientação sexual de vocês... Mas vou providenciar mudanças essa semana. 
 Porque eu só falo de beijos?
Cara, porque eu ainda não transei. No dia em que meu hímen for pro espaço, não se preocupem, o blog ficará mais apimentado e falarei mais de sexo! Sexo! Sexo!.. 
 Bibliotecária? Mas, você não fala nada de biblioteconomia!
Cara, eu também nem bibliotecária sou. Sou estudante de biblioteconomia. O que eu acho interessante divulgar no blog, eu divulgo. O que me pedem pra divulgar, eu divulgo. Maaaaaaaaaaaaaaaaaaaas, eu não sou obrigada a falar todo dia de bibliotecas, e práticas biblioteconômicas só porque o título do blog tem a palavra “bibliotecária”. É um apelido que deram pra mim, não foi nem pro blog que era desconhecido na época. 
 Porque fala tanto do teu ex. E quem é ele?
Porque eu só tenho ele pra falar (de ex). Kkkk... Eu não sou tão rodada! Mas falo de garotos que gostei. O meu ex voltou a falar comigo agora, por isso me sinto a vontade pra falar dele. Eu não vou citar nomes. Ele sabe que ele é ele, e não reclama do que eu escrevo. Meu namorado não se incomoda de eu falar nele... Então eu falo! As postagens que o povo mais zóia são essas também, e falo de coisas que me perguntam, oras! Mas, muitas vezes um ex não é um único ex... Antes meu ex era só meu ex... Hoje meu ex é o ex dos outros ou só um guri de quem gostei.
 Porque escandalosa se o que escreve não é nada demais?
Porque é um apelido, não tem nada a ver com o conteúdo do blog. Tem mais a ver com o meu comportamento. Já perguntou pro cara lá porque o nome do livro dele é raízes do Brasil se fala de sociologia? 
O Guii ainda fala contigo? 
Desconfio, sinceramente, que não. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Claro que sim! Sempre que tá on line, sempre que eu ligo e sempre que vem aqui. Somos amigos mesmo! 
 Tu é louca, é? 
Às vezes... 
 O que Fernando fala das doidices que tu escreve?
Ele me bate e termina comigo, tenta me matar e fala até em jogar os pedaços pro cachorro... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Ele ri, me dá um beijo e diz que sabe que isso é coisa do meu passado. Porque, antes de publicar, eu falo com ele sobre o que é (parei de mandar pra ele ler antes) e ele respeita. Não há nada ali que ele não saiba. Tem muita gente que esconde o que viveu do namorado. Eu escondia muita coisa do meu ex, em 1 semana de namoro vivia dizendo que ia pra casa, que não podia ficar com ele porque não podia chegar tarde e acabava pegando o mesmo ônibus que ele na volta, mas a gente não voltava junto... Eu me sentia péssima com essa situação e procuro não fazer isso com o Nando. Ele sabe de tudo que eu vivi, vivo e pretendo viver (acho que isso me tornou sem graça pra ele) e até dos meus momentos de dúvida sobre o nosso relacionamento. Tem dado certo, por isso que tá no blog.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Tempo e mudança

Estou com o Nando há 1 ano, 8 meses e alguns dias... E tenho aprendido coisas pra caramba com aquela merda. Queria ouvir dele que ele está aprendendo muito comigo também... 
Tudo bem que não sou lá grande merda... 
E que as vezes tento desviá-lo do caminho de luz... 
Que algumas vezes me comporte como menina mimada, sendo que nem me mimar ele me mima... 
Mas, sei lá! 
É engraçado como a gente mudou ao longo dos meses... Lembro que no começo de nosso namoro apenas ele falava. Eu ficava calada, entre assustada e entediada, no meu canto. 
Hoje só eu falo. E ele passa o tempo todo tentando me convencer de que sempre foi e sempre será assim. Ele não era assim, mas se tornou insuportavelmente quieto. 
Ele me ligava o tempo inteiro, hoje só eu ligo. 
Ele me mandava email todo dia e passava horas conversando no GT, hoje a gente se limita a mensagens de texto e bônus de ligação. Sabe-se lá de onde vinha tanto assunto (que apenas ele falava)... 
Eu não era apaixonada pelo Nando quando a gente começou. E isso deixou minha cabeça bem confusa... Confusa de chorar mesmo... Eu chorava muito... 
E o pior é que eu era feliz com ele, tanto que muitas vezes achei que estivesse ficando louca. 
Hoje amo o Nando mais que tudo, e a certeza do que eu sinto somada a incerteza do que ele sente me faz chorar as vezes... De repente aquele papagaio calou a boca. De repente ele parou de me mandar emails, parou de me ligar, parou de me fazer as massagens nos pés (que ele dizia que eu tinha que me acostumar. Pois ele faria todo dia...), parou de dizer “Tião!” entre beijos e, principalmente, não me beija mais quando nos encontramos... 
Sim, a coisa parece estar esfriando... 
Apesar das ligações e mensagens nos dias que eu tava dodói... 
Tudo bem, ele está em processo de conclusão de curso... Em estágios e monografia... Estressado com problemas da vida dele, que não tem nada a ver comigo (ele me garantiu)... 
Mas, tá tudo tão diferente!