Páginas

A falta de um soneto de traição

Hoje acordei com a dor de uma punhalada. Acordei por estar dormindo ainda que acordada... Acordei sentindo falta de um soneto que exprimisse toda raiva que senti ao ver meu trabalho (tão suado e composto de noites mal dormidas) se converter em folhas assinaladas como cópias.
Acordei para o fato que deixei dormir, como aquele em que tive o meu trabalho simplesmente xerocado, e que tive essa maldita xerox entregue a mim, correndo o risco de ser estupidamente taxada de plagiadora cara-de-pau de meu próprio trabalho.
Acordei pro fato de que não posso confiar naqueles que me dão as costas quando preciso e que me abrem o sorriso quando precisam de ajuda.
Acordei pro fato de que entre cobras ainda tenho amigos, mas devo ter cuidado com o local em que piso, e com a mão que estendo.
Um beijo aqueles que merecem minha confiança.

Revolta

Algumas pessoas não entendem porque às vezes me afasto um pouco da biblioteconomia (a turma). Hoje, fui chamada atenção para um fato ridículo: copiaram meu trabalho, do início ao fim, trocando apenas o nome.
Tudo aconteceu porque a estúpida da Soraya emprestou o trabalho dela pra turma ver o modelo e neguim simplesmente copiou tudo.
Última vez que eu tento ajudar alguém, sério.
Venho sendo vítima de sacanagens mil por minha bondade, essa foi a última vez.

Ainda aqui...

Ainda aqui... Esperando que um milagre aconteça e essa preguiça toda vá embora.
Sinto muito sono, mas guardo tudo para mais tarde.
Amanhã será um dia corrido. Dentre outras coisas iniciarei um trabalho para incentivar crianças a ler, sendo que nem eu mesma ando lá muito incentivada para a leitura.
Estava aqui tentando editar mais um vídeo da minha turma, e, é incrível!
Toda vez que boto as fotos nesse computador, já Elvis... O bicho trava todo...
Vou jantar e tentar terminar um livro ali... Antes tenho que terminar o quadrinho... Falando nisso, vou voltar a pesquisar quadrinhos, mas dessa vez pesquisarei bem para que não venha a ouvir que eu nem sei o que quero de novo. Não quero me sentir fraca e burra na frente de ninguém...
Fiquei muito triste com isso... Eu dediquei os meus últimos tempos a algo que não havia sido questionado, e de repente aquilo já não faz sentido para a pessoa que eu achava que fosse me orientar.
Só você vendo pra sentir o que é mesmo isso.
Eu me senti uma retardada... Não sabia como explicar como tal coisa podia se associar a biblioteconomia... Eu não entendia porque o que faz sentido pros outros apenas após dois meses não fez mais pra ele. O mais doido é que eu traumatizei, não vou tentar nem com outros professores!
Vejam só o tamanho do meu trauma!
Rsrsrsrs
A notícia que recebi, tardiamente, é aquela que pedi em meu primeiro email, sob a forma de um “o senhor acha que tem a ver?” e que na época foi-me respondida com um “passa aqui”, seguida de um “você vai ler livro tal”.
Ou seja... Semana chata aquela que começa com a corrida de um trabalho que você não teve tempo pra fazer por causa de provas e outros trabalhos, depois a notícia de mais trabalho, de prova final e de... Uau! O seu tema nada tem a ver com o curso.
Vida chata...
Natal ta bem aí, gente! Me dá uma boa notícia!
Amo vocês!

Fim do dia... Fim de ano...

E o bom é saber que amanhã é sábado... Hoje em dia isso não é sinônimo de descanso, mas é um dia em que eu tenho a tarde livre, a noite descansada... O sono do domingo pode levar mais tempo e eu posso ser eu em curtos momentos (não me peçam para explicar tal coisa!).
Apenas ando cansada com o peso de um período todo nas costas, assim como a tristeza de ver 2 meses de pesquisa perdidos.
Terei que recomeçar minha busca por temas... Terei que ver com mais cuidado pra ter certeza do que quero, mais do que isso, pra mostrar o que quero porque apenas querer não leva a gente a lugar algum...
Sigo cansada para minha caminha hoje a noite, sigo com a esperança de que amanhã estarei com minhas forças renovadas e poderei fazê-los me entender melhor, ao invés de me afogar no desespero constante de não ser entendida.
Já não sei de nada...
Tantas perguntas gritadas na minha cabecinha cansada...
Bom fim de semana a todos... Até semana que vem....
Eu amo vocês!

Pé no chão

Agora sigo de novo na minha busca por um tema para a minha monografia que, apesar de ser daqui a 1 ano e meio, me preocupa mais do que qualquer coisa...
Pé no chão e vou seguindo... A nova onda é não ficar parada... Esquecer os estudos já feitos, todos os contatos e etc...
Rumo a outro tema...
Novas pesquisas....

Mensagem de Natal

O ano acabando e o espírito natalino está aí... Fazendo as pessoas fazerem coisas que todos sabem que só fazem no fim de ano e porque é fim de ano. Como se isso fosse fazer alguma diferença.
Algumas campanhas foram feitas para serem abraçadas durante o ano inteiro. Se existe um pouco de mim que pode ser útil à sociedade, não creio que fazê-la apenas nos festejos natalinos levará alguma alma para o céu.
Minha idéia quando me dispus a escrever essas “mal traçadas linhas”, era desejar um feliz ano novo, feliz natal e etc... Apesar de acreditar em coisas diferentes.
Duas coisas: acredito que o dia de recomeçar não seja o dito último dia do ano, mas todos os dias. Tempo de ser feliz não é apenas ano que vem, mas todo instante. Não sou capaz de dizer apenas que desejo a tua felicidade no ano que agora começa, quero-te feliz o tempo todo, criatura amiga (caro leitor?).
Feliz natal... Feliz o Nascimento de Cristo...
Deus nasce diariamente... Deus nasce no coração de alguém neste instante em que escrevo esta bendita postagem... Comemore isso agora! Não espere o Natal chegar!
Pra quê tantas luzes se no fim apenas lamentaremos o preço da conta de luz?
Pra quê tanta comida, se depois apenas lamentaremos a dor de barriga, se nem mesmo seremos capazes de comer tudo?
No fim das contas não te desejo um Feliz Natal, mas um Feliz Nascimento diário de Cristo no coração de um irmão.
Não te desejo um Feliz Ano Novo, mas uma feliz vida nova!
Feliz decisão maravilhosa de ser Feliz antes de um novo ano começar!
No fim, apenas deixo aquelas palavras que não deveriam deixar nossa boca ao encontrar ou deixar amigos, irmãos, pais, namorados (vale até pra quem tem mais de um)...
Eu amo você muito... E... Do tamanho do Universo!
(também é o toque do meu celular!)

Dormindo em pé

Quase 10 inscrições no mestrado, trabalhos de um dia pra outro, trabalho com prazos razoáveis, trabalhos com longo prazo chegando ao fim e nada feito, provas, reunião da revista chegando, emails para autores, pareceristas e normalização de artigo, e pega livro em biblioteca, e devolve, e vai pesquisar na internet, dá uma conferida no Orkut, olha o blog e apenas sente saudade por que não existe nada pra se escrever lá, e procura algo interessante pra ler entre uma conferida e outra da norma... E acorda cedo, pega ônibus lotado e estuda ali mesmo passando mal. Corre pra não chegar atrasada, mas chega... Assiste aula, mas sai... E corre ao mestrado pra deixar material, corre pro RU e almoça sozinha, e corre pra tomar banho, e corre pra não chegar atrasada no mestrado... E bota nome de autor no Google pra encontrar email sem chatear ninguém, mas chateia e recebe novos trabalhos, e pesquisa um pouco da monografia pra ler depois e não lê... E encaminha email da caixa de entrada que te distrai mais... E volta ao mundo presente e o dia tá correndo, envia emails, faz inscrições, atende telefone, normaliza artigos, trabalhos, currículos, declarações, ofícios, atende aluno, ajuda professor... E o dia vai indo... E procura algo praquele trabalho ou prova que você ainda não estudou. Quando chega o fim do dia ainda tem gente que se ofende por eu estar namorando e não estudando!

Mais uma que me aparece durante a madrugada

Ontem seria o dia em que o Nando escolheu para o nosso casamento... E é tão estranho... rsrsrs
Num sei, me sinto mais unida a ele quando chegam essas datas: mensário de namoro, dia em que nos conhecemos, mensário do 1º beijo...
Acho que sou louca ou romântica demais... Eu gosto de dar importância a essas coisas a toas, que ninguém liga! (nem mesmo ele).
Nos últimos dias eu tô sentindo tanta dor de cabeça, que acaba que em nossos encontros, momentos em que deveria estar mais ligada, e tal, eu durmo... E é tão bom dormir com a cabeça no colo ou no peito dele que eu acabo sentindo falta na hora em que vou dormir de verdade... Acabo não dormindo, acabo passando a noite pensando besteiras...
Queria voltar ao meu tempo de produtividade!
Havia um tempo que tudo era motivo pra escrever textinhos românticos. Se uma folha caia da árvore, eu ficava observando, invejando a beleza e leveza com que ela pousava no chão, e imaginava como seria se eu caísse também (eu não tenho tendência suicida, penso nisso num bom sentido).
Agora estou aqui... Fiz um relatório em menos de 3 horas ontem, não vou emprestar nem enviar pra ninguém da minha turma, pois a última vez que o fiz, fiquei muito insegura, pois todos acharam de fazer observações depois que eu tinha entregado... Sim, isso me aborrece, o momento de ajudar é antes! É quando há tempo ainda para se fazer alguma coisa!
Eu queria voltar a escrever coisas belas... Quem sabe com as férias chegando não me surja um surto de inspiração. Quem sabe eu não dê a louca e passe a escrever poemas que só poderei postar depois dos meus tão sonhados 15 dias de recesso...
Acho que vou aproveitar e escrever o quanto eu odeio natal...
Tanta gente bêbada e cheia de um sentimento lindo, pensamentos saudosistas que só aparece nesse período do ano e se acaba junto com ele.
Ok, vou poupar um pouco o nosso amado português, tão violentado cada vez que resolvo escrever...
Beijo!
Bom fim de semana!

E mato aula pra não matar ninguém...

Sabe aqueles dias em que você acorda de um jeito meio... "não quero ver ninguém", mas o mundo te obriga a ver, por que existem atividades que te darão futuro e uma delas é ver o povo, em sala de aula... e a certeza de que... Opa, tenho uma pesquisa a fazer!
Estou matando aula por uma boa causa!
Tem um pelinho chato no meu pescoço... Só encontro quando não tem nada por perto pra arrancar.
Ah, eu não contei... Eu não tenho pescoço!
Meus olhos doem...

(SEM ASS...Alguma coisa... )

E aqui, continuo eu na minha árdua missão de trazer um pouco de sanidade pra minha vida.
E tudo o que vejo são professores loucos... Com trabalhos loucos, idéias malucas...
Acho que estou aprendendo a ser louca... Eu não sabia o que era isso antes de entrar nessa Universidade!
Tô um pouco perdida...
Tinha coisas inteligentes pra fazer (mesmo sem concordância e com ortografia incorreta..)
Eu volto logo!

Apenas vivo a desesperança de mais uma manhã

Ouvindo “Teatro mágico”, insistência do Guilherme que queria me empurrar RPM, pode? EU, Soraya Cristina, ouvindo RPM? O Guii tem cada idéia...
Semana chata a que passou, cheia dos desentendimentos sem fundamento e dos entendimentos instantâneos. Cheia de atividades e loucuras, discussões que não levam a lugar algum, pazes sendo feitas, novas brigas, afastamento, reencontro... Cheia de minha vida... Vida minha confusa...
Até que esse tal de teatro mágico é bacaninha... Gostei da poesia (ou poema, não preciso lembrar a vocês minha dificuldade em diferenciar as duas cores... Sou “daltônica” para essas coisas... rsrsrsrs) “De ontem em diante”, mais ainda da parte que diz que “todo dia de manhã é nostalgia das besteiras que fizemos ontem”... Cara... Profundo, verdadeiro... Vou procurar a coisa toda e publicar no meu blog...
Cansada de ver que o dia amanhece e meu cansaço não foi... Minha dor de cabeça apenas aguardando o momento exato em que tirarei meus fones de ouvido e voltarei a realidade do mundo cruel... real... certo? Por que não posso viver meus sonhos mais intensamente na realidade maldita desse mundo chato como vivo em sonhos? Por que tenho que acordar todo dia de manhã, justo no momento em que o calor do sol torna meu sonho mais bonito... Confortável aos meus pés que mais uma vez se afastam do chão...
Por que na realidade não posso voar com um impulso como faço dormindo?
Por que me assusto com a queda em uma buraco que não existe no meio da noite? Por que me assusto com a queda? Por que o desequilíbrio do meu pé é perceptivo?
Tô cansada... Tô ficando louca... Tô no mundo de novo... O sol me deu a luz dessa vez...

Pensando e cantando.... Sem MP4!

Impressionante a nossa dependência das tecnologias... Ok, a minha tecnologia é um pouco pré-histórica para muitos de vocês...
Mas hoje não sei sair de casa sem celular... Só quando ando sem bolsa, quando vou pra algum lugar que tem como falarem comigo, por que odeio a impressão de que pareço uma tanajura que o celular no bolso (ou qualquer coisa que vai no bolso) me causa.



Alguns segundos sem ele e parece que tô perdendo alguma coisa, mas quando chego em casa, depois de um dia longe dele descubro que é só uma sensação mesmo... O celular tá lá... do mesmo jeitinho que deixei, sem ligação, sem mensagens, sem lembretes!
Agora meu MP4 não carrega... Tá ele quer carregar quando tento botar alguma coisa, ou tirar alguma coisa dele... Hoje eu perdi uma entrevista importante que passei fome pra fazer...
Eu me sinto cansada...
Tô muito estranha... Sinto a necessidade de um pouco mais de música do que já ouço...
Tenho livros que ainda não li, mas pareço aquela criança que tá com a boca cheia de "plocs" e quer mais!



Penso em tantas coisas e em nada ao mesmo tempo... (O chato do Marquinhos tá mandando eu falar dele)...



Alguém notou que eu tô sem assunto ou é só eu????
Eu tinha algo pra falar, mas vai ficar fora de contexto... Deixo pra outra postagem....
Wuo-ai-ni!

Ando...

Ando na velocidade de uma formiga... Mas sem fôlego...
Ando quase dormindo, ou dormindo quando posso...
Ando esquecendo o que faço...
Ando ignorando minhas atividades, ignorando meus amigos...
Ando em passos pequenos, querendo chegar, mas sem vontade de andar...
Ando pedindo que acabe, mas não querendo ver o fim...
Ando devagar...
Ando devagando...
Ando sem fazer, mas já fazendo...
Ando com vontade de parar...
Ando com vontade de correr...
Ando sem chão...
Ando sem noção...
Ando afastada...
Ando sozinha...

Apenas olhando pro teto e pensando...

Uma das coisas que mais sinto falta da escola é do meu português corretinho... Saudades de saber o que eu tô escrevendo e de ter certeza de que isso combina com aquilo e nada mais... Hoje, escrevo com a insegurança de uma criança que vai apresentar o apontamento ditado pela tia... Me sinto burra...
Sinto falta do tempinho livre que tinha depois do almoço... Sabe aquele tempinho em que você não decide de uma vez se vai terminar aquela conversa agradável que rola em local proibido (biblioteca) ou se sai correndo pro seu estágio que, além de lhe render pouco toma muito do seu precioso e pequeno tempo de felicidade...
Sinto falta das fofocas, apontar pra cara daquela menina nojenta que pisou no seu pé e ainda te olhou com cara de nojo porque seu pé estava aonde deveria estar e o dela não.
Tô meio estranha...
Com medo por que percebi que tô muito apaixonada... É ridículo!
Sabe o que é você lamentar por cada segundo separado, e se aborrecer a cada separação...
Sabe o que é você sentir que aquele tempinho tão bom deveria se estender mais...
No fim, você só fica olhando pro teto e pensando, durante os fins de semana em que não pode estar junto... E quando o tempo é muito corrido, quando você se vê sem tempo pra nada e sem a chance de encontrá-lo... Você apenas deseja aquele tempinho livre para usar com o que há de mais bizarro na sua vida e que estranhamente lhe aquieta um pouco o maldito coração... Eu quero aquele tempinho livre... Quero olhar o teto e pensar.

E eu li o meu poema...

Morri de vergonha. Cheguei atrasada por n fatores... No fim, apresentei o tal poema!
Enfim... Tô chateada com algumas pessoas... Isso me faz estar inspirada? Não!
Mas devia fazer...
Tô cansada, com uma dor de cabeça enorme... Mas ainda espero o tempo passar de pé. O que não parece milagre pra ninguém, mas no fim do dia eu penso assim: é um milagre.
A semana mal começou e eu já elvis...

Falta....

Não tenho muito o que fazer... Até tenho, mas eu prefiro me distrair com coisas úteis... Agora estou conversando com uma gringa que não entende nada do que eu falo...
rsrsrs
Estou sendo auxiliada pelo Marcio Rocha... Tá bem divertido!

Referência e paciência

Cheguei à biblioteca
Fui ao balcão de referência
Onde vi minha musa
Jogando paciência

Era a minha
Era a dela
e era o jogo!

Chorava meus problemas
E via que perdia a paciência
Era a minha
Era a dela
e era o jogo!!

Tentava chamar sua atenção
E ela via paciência
Era minha?
Era a dela?
ou era o jogo?

Foi meu tempo perdido
E o fim da paciência
Era a minha
Era a dela
e era o jogo!

Falta do que fazer, né?

Hoje tô irritante... Preguiçosa... Tá, vou ser justa comigo.... Estou cansada!
Sinto que sou mais romântica quando estou chateada com alguma coisa... Vou ficar chateada com alguém....

Acompanhada...

Imaginei todos os meus sonhos despedaçados 
Imaginei o fim da linha 
E quando o encontrei de verdade vi um começo 

E tudo rodava 
Meus sonhos tomaram espaço maior do que o imaginado 
Quando acordei tudo era real 

Os beijos eram doces 
O olhar estava fixo no meu 
E suas mãos estavam nas minhas 

E tudo era real 
Melhor até do que a imaginação 
Ele estava do meu lado onde antes estava sozinha 

Nos momentos em que antes me dava as costas 
Encontrei seu abraço 
Sua mão me fez companhia 
E o silêncio estava ali 

E tudo era real 
Não me vi acordando no choque de um buraco que não existia 
Já não estava Só!

Efeito pouco tempo livre...

Desculpem o sumiço aqueles que me acompanham, mas me vi necessitada de um pouco mais de realidade.
Percebi nesses últimos dias que um abraço valia mais do que uma digitação rápida, solitária e nervosa.
“ois” seguidos de “blz?” e uns “...” pareciam chatos demais...
Fui atrás de contatos humano e encontrei.
Foi ótimo encontrar pessoas que não se importam tanto com o fato de que eu não sei fazer nenhum tipo de concordância, mas que acreditam em cada palavrinha estranha que eu invento...
Sem aquela coisa de encher a boca para falar em “Disseminação do conhecimento” sabendo que o que eu falo não é conhecimento meu, mas de alguém que conseguiu pôr suas idéias em um livro... Nada de citações maravilhosas pra dizer que sou cheia das culturas...
Eu estou cheia das culturas...
Não suporto a cultura dos outros que não tenho e nem a falta de respeito com a minha pobre e inocente aculturação (a pouco tempo descobri que aculturação não significa falta de cultura, mas o agrupamento, a junção, de várias culturas)...
Nos últimos dias eu estou mais botando idéias e músicas dos outros do que minhas idéias e minhas músicas... Eu compus uma pra minha irmã...
Eu estou perdendo a capacidade de escrever em minha agenda...
Quando tiver um tempo transcreverei o que tenho aqui pra ela, e dela "praqui"....
Kkkkkkkkkkkkk
Inventando palavras, que bonitinho...
Vou correr ali, tomar banho e dormir que amanhã tenho pesquisa de marketing pra fazer na biblioteca municipal...
O mais doido é que não tenho internet, mas fico olhando para a outra janela como se o nome de alguém fosse piscar a qualquer momento...
Tenho um... Aaaaaaaaaaaaaaai... Acabo de receber uma declaração de amor do meu biólogo-agricultor preferido! (amor, não era para isso que estavas estudando na UEMA?????????).
Vícios de Internet!
Como se já não me bastasse o twitter, Orkut, blog, 6 contas de email, MSN, Livemocha, Facebook... Tá faltando algo? Ah, o “ME ADICIONA”... Agora tenho essa tal fazenda...
O mais doido é que escrevo no Word pro meu blog.
Não, esse não é meu hábito, apenas quando tô inspirada demais faço isso (quase nunca)... Vim só imprimir uns slides e fazer uma tabela... Mas a música ta tão boa (La solitudine – Laura Pausini), que eu to repetindo pela quarta vez, fingindo que meu sono foi embora... Morrendo de sede, mas sem coragem pra ir até aqui ao lado, na cozinha, beber um copo d’agua...
Pensa em uma criatura preguiçosa!
Queria aprender Italiano...
Se bem que a tradução dessa música me decepcionou... Quando eu era guria tinha uma abertura de novela Colombiana (Maria Celeste, acho) que era com a versão brasileira dessa música... Ah, era melhor que a tradução!
Vou cuidar com minha vida...
Foi bacana escrever sem estresse... O problema é que eu não escrevi nada muito inspirado, mas talvez isso sirva de inspiração para alguém... Talvez disseminar o conhecimento não seja mostrar o nosso conhecimento, mas apresentar ao usuário uma forma dele mesmo produzir e transcrever esse conhecimento.
Valeu!
Boa noite...
Dorme com Deus aí e respeite Nossa...
Kkkkkkkkkkkk
Que sacrilégio...
Beijo!
Encerro com “Strani Amori”... Arrepiando os pelinhos... kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Tô muito romântica, né?
Dá medo...

Segredos em 6 palavras

São Luís, 13 de outubro de 2009.

Querida Denise,
Nesse fim de semana tive a infelicidade de encontrar três palavras: medo, raiva e egoísmo. São palavras que, quando juntas, e até mesmo separadas, podem destruir a felicidade de qualquer um. Peço que se sentir de algum modo que essas palavras irão cruzar o seu caminho, mude imediatamente sua rota.
Existem palavras mais bonitas a serem conhecidas e exploradas. Como dica, busque essas três palavras: amor, paciência e solidariedade. Conheço pessoas que nunca se arrependeram do seu uso. Tenho certeza de que com você não será diferente.
Que Deus continue te abençoando.
Um grande beijo,
Soraya Carvalho

Louca...

Vendo coisa que não existe...
Olhando pro nada e descobrindo coisas que só existem em minha imaginação... Talvez!
Talvez apenas lá elas estejam, mas é certo que estão vindo para minha realidade de forma cada vez mais violenta.
Agora sei que meus sonhos disso não passa...
Agora sei que minhas asas foram quebradas...
Agora sei que confundo dor com felicidade, por passar tanto tempo sentindo...
Agora sei que sou pequena demais... E que carrego comigo mais do que meu frágil corpo permite...
Agora luto, por ainda querer sonhar...
Agora vivo para tornar meus sonhos reais...
Agora corro... pra não ser pega de novo pelo medo... Engolida pelo orgulho...
Agora sou... simplesmente eu... Pequena como uma formiga...

Meio infantil...

E ela sorria... Não um sorriso de alegria e felicidade que até pouco tempo estampava o seu rosto... Desta vez, era um sorriso de menina, envergonhada por ter feito besteira de novo... De criança que não sabe como confessar seus pecados... De vergonha pela certeza de que as palavras que ouvia eram reais...
Sei que as ondas correm repetidas e que aqui não podia ser dessa forma...
O tempo não foi capaz de tapar meus ouvidos imaginários (aquele que só ouve minha perturbada e insana consciência). O tempo não foi capaz de revelar aos meus olhos, ainda cegos pelas críticas que foram-me impostas ao longo da vida, que existe uma pessoa que acredita em mim, que gosta de mim apesar das constantes mudanças de humor, do corpo deformado, da voz chorosa, do silêncio que culpa, da mania de falar palavrão...
Não nego que sou eu feliz, até o momento... Mesmo enquanto escrevo essa mensagem, que está pública, mas é para você... Mesmo depois de ter deixado aquele pedido como meu último recado...
Eu te amo... Eu tenho certeza de que é contigo que quero ficar... E eu estou tentando...
Cambaleando como uma criança que aprende andar, estou tentando ser diferente, estou tentando respeitar mais teus silêncios... Estou tentando não ver além do que me é mostrado... Estou tentando me acostumar com a idéia de que alguém gosta desta idiota que tá escrevendo esta mensagem...
Enfim...
Te amo!
Mesmo que saiba que depois falará de mim em um tom meio debochado como fez ontem... Mesmo sabendo que nunca entenderá a forma como me comporto, nem o monstro que sou...
Desculpa....

E tudo mudou...

Hoje respeito as coisas que antes criticava, e até as entendo melhor...
Vou a igreja e até reclamo quando não querem me levar...
Uso o telefone mais para ouvir o ruído de um sorriso que amo do que para falar alguma coisa...
Saio todo fim de semana ou pelo menos algum dia dele...
Fui à praia...
Fui à procissão...
Tenho planos de ir ao cinema...
Enfim, saio de casa!!!!!!!!!
O Nando operou um milagre em um ser quase sem vida!
rsrssr
Num tinha muito pra falar não...
Apenas isso mesmo...

Mais uma (10 de outubro de 2008)

Não que a vida tenha algum sentido agora...
Algumas palavras me acordaram sem me machucar.
Tenho que agradecer companhias, tenho que agradecer vidas que lutam para não serem apagadas...
Tenho que dizer tchau!
rsrsrs

Fonte: Espaço de Soraya

Estou só! (Em: 09 de maio de 2008)

Mais uma vez a vida dá a volta que eu não quis.
Volto para o mesmo buraco de anos atrás. Volto para a mesma ilusão de que algo pode dar certo e quebro a cara!
Como sempre, faltam pessoas que posso chamar de amigas, falta carinho nas despedidas, falta alguém que não fale de amor da boca para fora... Continua faltando respeito!
Ninguém me entende com deveria...

Fonte: Espaço de Soraya

Em Busca de mim... (em 17 de novembro de 2007)

Já fui de acreditar em promessas e príncipes encantados. Meu mundo já perdeu suas cores e "recoloriu" muitas vezes. Fui ao fim do poço e lá encontrei uma mola. Já sorri muito em meio ao desespero. Procurei compreensão onde não existia. Pedi abraço a alguém disposto apenas a dar a mão.
Declarei amores eternos...
Tentei me encontrar nos olhos de outros. Tentei disfarçar o brilho dos meus. Escondi muitas lágrimas. Senti muita dor...
Brinquei de boneca, pegador, esconde-esconde, tive clubinho no quintal... Sim, eu tive infância!
Tive meus sonhos despedaçados por pessoas sem valor. Já ouvi todo tipo de mentira e acreditei.
Busquei a luz no meio da escuridão e não vi nada...
Descobri que pequenos gestos não dizem nada. Tentei entender que os grandes não possuem efeito diferente.
Ouvi conselhos idiotas, do tipo “te afasta de quem você ama, ignora o que te faz feliz”, e não ignorei...
Entendi que o medo do medo do medo não me leva pra frente. Aprendi que é possível continuar caminhando, mesmo de costas.
Não suportei ma mentira de amigos. Engoli em seco minha covardia. Percebi que o defeito que aponto em outros são meus... Reinventei meu mundo pra viver em paz.
Hoje me descubro uma nova pessoa.
No fundo não sei quem sou...

Fonte: Espaço de Soraya

Piada: Dicionário Poliglota

Alemão
* abrir a porta = destranken
* bombardeio = bombascaem
* chuva = gotascaem
* vaso = frasko

Arabe:
* metralhadora = allavai abalabalabalabala
* elevador = alicimavai
* beijo = salivavai salivavem
* necessito um banho = molhamed

Chinês:
* cabelo sujo = chin champú
* descalço = chin chinela
* escandalo sexual = clin ton
* excitado = yaminabo taduro
* cornudo = chin frudo
* naufrago = chin chen lancha
* nudista = chin calção
* pobre= chen luz chen agua chen gas
* veneno = bai gon

Francês:
* naum tenho fogo = se acabó le bic
* cão atropelado por um trem = le shu shu lé mató lé guaguau

Guarani :
* caminhar = andaré porai
* dever dinheiro = yatepagaré
* detetive = averiguaré
* enlouquecido = sepiró

Inglês:
* banheira giratória = Tina turner
* individuo de bom autocontrole = auto stop
* copie bem = copyright
* talco para caminhar = walkie talkie
* toreada homoseexual = gaytorade

Italiano:
* coraçao = mio cardio
* mosquito = il avione de'l habitazione

Japonês:
* adivinhador = komosabe
* bicicleta = kasimoto
* bebado = yochi tomo whiski
* cafe amargo = takaro azukar
* fim = saka-bo
* fraco = yono komo
* me roubaram a moto = yonovejo m'yamaha
* meia volta = ksigiro
* bar = boti kin
* piloto = popoko memato
* precavido = nokomo sinkondon
* se foi = non-ta
* acabou a gasolina = yaminhamoto nonanda
* vice campeao = kuasi-ganho
* ainda tenho sede = kiro maisagua
* W.C = akikisicaga

Português:
* árvore = eu calipitu
* calvicie = Aeroporto dos mosquitos
* diarréia = cataratas do traseiro

Russo:
* conjunto de árvores = boshke
* inseto = moshka
* cão comendo Donuts = Troski maska roska
* piloto = simecaio patatof
* prostituta = lewinsky
* sogra = estorvo

Induuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

Fim de semana tá aí e eu estou sem muita idéia do que fazer quando estiver com o tempo livre.
Estranho?
Estranho é eu ter nascido em um mundo tão louco...
rsrsrs
Estou morrendo de fome e, como todos já devem ter reparado não tenho muito a dizer...
Estou pensando muito na monografia que irei defender daqui a 1 ano... Quero falar sobre Literatura Erótica... Uma viagem pelo choque da sociedade. Ainda hoje as pessoas se assustam com isso... Há poucos minutos, falava com uma pessoa sobre o tema da minha monografia. Ela se comportou de forma estranha quanto a isso. Foi como se eu dissesse que sou uma grande tarada. Não é isso.
Vou fazer um estudo científico como qualquer outro...
Fim de papo...
Fim do dia!

Luz Dos Olhos

Ponho os meus olhos em você
Se você está
Dona dos meus olhos é você
Avião no ar
Um dia pra esses olhos sem te ver
É como chão no mar
Liga o rádio à pilha, a TV
Só pra você escutar
A nova música que eu fiz agora
Lá fora a rua vazia chora...
Pois meus olhos vidram ao te ver
São dois fãs, um par
Pus nos olhos vidros prá poder
Melhor te enxergar
Luz dos olhos para anoitecer
É só você se afastar
Pinta os lábios para escrever
A sua boca em minha...
Que a nossa música eu fiz agora
Lá fora a lua irradia a glória
E eu te chamo, eu te peço: Vem!
Diga que você me quer
Porque eu te quero também!
Faço as pazes lembrando
Passo as tardes tentando
Lhe telefonar
Cartazes te procurando
Aeronaves seguem pousando
Sem você desembarcar
Pra eu te dar a mão nessa hora
Levar as malas pro fusca lá fora...
E eu vou guiando
Eu te espero, vem...
Siga onde vão meus pés
Que eu te sigo também.
Porque eu te amo!
E eu berro: Vem!
Grita que você me quer
Porque eu te quero também!
Hei! Hei!...

(Nando Reis)

Falando de quem não ficou esquecido... Só não foi citado!

Continuando...
☼ Denise???????? Queria muito poder mostrar as fotos da mudança de Denise, mas ela me mataria... Fora a mudança de cabelo, Denise tem um comportamento estranho... Ela tá se isolando muito... Quem já não a encontrou de cabeça baixa, em uma sala isolada? Quem já não ficou horas pensando no que pode ter acontecido a essa criatura, que de uma hora pra outra não quer te ouvir, nem falar contigo??????
Quem é capaz de entender a Denise????


Gosto dessa foto por uma razão básica... Todo mundo tava bem... Cada um pensando no seu orkut...


☼ Cleudiane??????? Ela simples é estranha. A Cleu não mudou, é estranha. Tendeu?
Não?????????
Como posso explicar?
Um dia você se pega super amiga de Cleu (converte isso pra horas, às vezes funciona melhor), alguns dias depois (ou horas) ela passa a te dar cortes, e corte e cortes... Uma Coisa meio... Jack estripador mesmo!


Outro almoço que perdi... Não lembro a desculpa que eu dei... Acho que foi algo sobre ir ao médico, precisar dormir, tive piriri... Nem procura, eu não tô aí!

☼ Thayland? Thayland não era dançarina de boi, era? Bem, isso eu fiquei sabendo só em 2008... rsrsrsr
☼ Dayse? Dayse andava com saias enormes, era gordinha, mais tímida e concentrada... Não que ela não seja concentrada hoje, mas quando se chega perto dela e ela está com um livro ela já larga mais pra olhar pra tua cara enquanto você fala. Cê não entendeu?? Bom, eu sinto que ela não me ouvia quando tava estudando... Me sentia meio estranha ao falar com Dayse... Era como se eu não estivesse ali!!!!!!!!!!!!!!!!
☼ Manu? Ah, o que falar de Manu!?
Eu quase não vejo Manu... Eu quase não falo com Manu! Eu te amo, Manu!
☼ Suzana? Cara, eu sentia que a Suzana se auto-excluías-se a si mesma! Ninguém queria falar com ela por que havia aquela sensação de "não me toque" (sim, era isso mesmo... Sem ofensas!).
Hoje ela senta e fala com todo mundo. É engraçado... É estranho... A Suzana é chata (sim, você é muito chata!), mas foi legal ter mudado...
☼ Flávia... Flávia não tem mais cara de menina-do-interior-que-veio-pra-cidade-estudar! Flávia sempre falou com todo mundo, todo mundo sempre falou com a Flávia.... Flávia tá menos chata... Flávia me deixa ver as coisas do celular dela (ela não me deixava ver!)... Enfim! Nada a declarar sobre Flávia, desculpa!
☼ Jacyane! rrsrsr... rsrsrs... (eu sei que se ela ler vai fazer cara de "essa menina é louca"...). Acho que Jacy se tornou paty... Ela não era assim! Ela só vinha de saião também... Ela e Dayse se tornaram patys... Mudança radical...


Almoço no RU... No tempo em que eu achva que o RU inteiro ia levantar, apontar pra minha cara e rir por eu não saber comer elegantemente...

☼ Vanessa. Todas as fotos que procurar da turma, encontram Vanessa... É uma espécie de "onde está Wally" (alguém lembra? Acho que tô entregando minha idade...). É a baixinha querida, metida e cantora... Ela desencalhou ao longo do curso... rsrsrssr
☼ Ulysses, tido como único homem da sala... Ele era um entre tantos (Chiquinho [saudoso chiquim....], Natanael [alguém sente falta disso?], Thiago [o sobrinho da tia Aldinar] e Rubens). Hoje é o último dos moicanos... Acredito que tantos homens, com excessão do Rubens [risos], desistiram por que é muita mulher... Cada dia a TPM de alguém.... Mas, enfim, espero que sobreviva, Ulysses!

Nos primeiros dias de aula: turma lotada de madrugada... Isso não acontece hoje!


P.s: peço desculpas pelas escolhas meio fora de contexto das fotos... Era pra ser só representações da turma...
Amo vocês!
P.s do P.s... 21 hs... Estamos vendo o que vamos fazer com as fotos do orkut da nossa turma... é muita coisa!!!!!!!!!!!!!

Em apenas 2 anos...

Quando entrei na UFMA, lá no comecinho do mês de junho de 2007, as coisas eram tão diferentes do que são hoje... Pra começar, a tradicional questão: Rubenita!!!!!!!!!! (eu mudei o texto pra quem lembra do original da tarde...)



Antes


Depois

Estamos apenas dizendo que você melhorou muito!
rsrsrs
Antes ninguém trabalhava, então podíamos estudar muito e fazer bagunça adoidado... Saudade da época em que chegava em casa 17 hs, varada de fome e ia dormir...
Naquela época, a Mônica (alguém lembra da Mônica????) estava com a gente... E... Como São Paulo mudou ela... Nem email nos manda mais... Saudade da época em que não almoçava no RU por que tinha vergonha por não saber segurar o talher (não que eu tenha aprendido, foi o ruim mesmo: eu perdi a vergonha...). Hoje até de boca cheia eu falo... Outro dia assustei um com a cor que o remédio deixa nos dentes...
E todos nós assistíamos a aula do começo até o final... A gente acreditava no que o professor dizia... A gente não tinha embasamento teórico pra questionar!
E Mayanna??
Cara, a Mayanna era adulta... Assistia aula... Não beliscava e nem mordia ninguém!
Raquel??? bom, Raquel chegava aqui... Tá, dizer que Raquel chegava no horário é um exagero... Mas ela chegava em algo que se parecia mais com o horário... Raquel já me aconselhou a não mudar de curso... Raquel já puxou minha orelha por deixar de ir à aula pra estar na biologia...




A falta do que fazer no corredor

Mas ela mesma quer ser bióloga (não que eu queira ser bióloga, eu queria um biólogo....)...
Falando em biólogo....
Eu entrei aqui BV!
E, foi indo à biologia e atirando em um biólogo que acertei outro... Mas que bom que errei a mira...
Quem mais tá faltando???
Ah, lembrei!
Ludmylla.... Vítima de suas próprias observações....
Ludmylla era calada... Hoje ela parece eu se manifestando na aula de Arquivística!
Quem te viu, quem te vê....
Lydiane não anda mais taaaaaaaaaaaaaaaaaanto de preto...
Ana Lucília sumiu....
Kádila apenas ganhou um ar de debochada que antes não sentíamos com o seu silêncio constante... Eu achei que ela fosse muda...

Kádila pensando

Lara até tentou ser bibliotecária, mas descobriu-se professora.... E nos abandonou...
Jéssica... Bom, Jéssica não mudou... As Repetidas não mudaram (nem ficaram um pouquinho assim diferentes... Em 2 anos não sei quem é quem...)... Kécia tá grávida... Priscila... Bom... Acho que também não mudou...
O que podemos dizer é aquele tempo em que chegávamos cedo e sentávamos no cantinho que chamávamos de nosso (o perto da escada, subindo pro nosso corredor) ficou pra trás... Já não chegamos todos juntos bem cedinho... Já não escolhemos um menino de Direito pra chamar de nosso...
Em resumo: sinto saudade do velho, ainda que o novo tempo chegue... Dói um pouquinho saber que muito de tudo que é bom ficou perdido... Dói saber que já não sinto a mesma confiança de chegar e conversar com todo mundo como antes... Dói saber que as cobranças estão maiores do que a amizade...
E o futebol na praia que nunca aconteceu????
Enfim, saudades de vocês....


Na Feira do Livro

P.s.: Alguns não foram citados, mas haverá um retorno....
Beijo!

Transformando meus lamentos em versos...

Parei de me perder em minhas loucuras e resolvi transformar tudo que sinto em verso.
São versos loucos, mas tão meus que parece que me fiz entender... Agora ele, o cara, sabe o que sinto... Sinto que "daqui pra frente tudo vai ser diferente..."...
rsrsrsr
Parece que soltei os meus demônios há tempos guardados com a ausência dos meus escritos... Parece que muito guardei substituindo as letras pelos desenhos... Muito perdi com isso... Ainda há aquela porção Soraya Carvalho guardadinha... pouco usada, mas ainda muito viva...

Suspiros...

E andava, como se no caminho não houvesse pedras, mas estrelas... Caminhava entre as nuvens, cantava velhas canções e vivia... Vivia como se o amanhã não existisse e como se hoje fosse apenas um sonho!

É tudo novo de novo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Dia começando...
Na verdade já estamos na metade do dia...
Hoje reencontrei o Nando... Um alívio...
Tava triste viver sem ele!
rsrsrs


Poeminha para quem tá gripado


Versos Íntimos

Vês! Ninguém assistiu ao formidável
Enterro de tua última quimera.
Somente a Ingratidão - esta pantera -
Foi tua companheira inseparável!

Acostuma-te à lama que te espera!
O Homem, que, nesta terra miserável,
Mora, entre feras, sente inevitável
Necessidade de também ser fera.

Toma um fósforo. Acende teu cigarro!
O beijo, amigo, é a véspera do escarro,
A mão que afaga é a mesma que apedreja.

Se a alguém causa inda pena a tua chaga,
Apedreja essa mão vil que te afaga,
Escarra nessa boca que te beija!
(Augusto dos Anjos)

Buenas, crianças...

Dias felizes, após dias tempestuosos... Estou acostumando com essa vida hospiciosa...
Sim, caro Nando, estou acostumada com o contrário sim...
São poucos, mas acontecem e são mais fáceis de se acostumar... Hoje gripada... Meio tonta, enjoada (o que é igual, só que diferente...) e com uma dor de cabeça do cão... Mas aqui.... Leve... Escrevendo minhas loucuras em algo que senti saudade de usar!
Estou lenta....
Hoje que descobri novos comentários no meu blog... Coisas de Quilômetros atrás...
Estou louca para ir pra casa...
Amanhã tem trabalho de Marquetinguie para apresentar e prova de representação descritiva para fazer...
Dois tijolos em meu caminho....
Um minuto... Vou ver uma coisa séria...
Acho que com febre... Muito frio... Dores no corpo... Garganta fechando...
Acho que vou morrer...
Mãe, pai... Amo vocês!!!!!!!!!!!!
Hoje vi uma notícia do meu pai no Zill. Acho engraçado...
Outra aluna querendo saber se o professor deixou um trabalho que ele não deixou...
pra fazer xixi nas calças...
Vou dar uma olhada rápida no Msn...
Coisas que sempre vejo quando abro o msn:
☺O primo do meu namorado tá on line, mas num fala comigo...
☼ O meu primo tá on line, mas eu não consigo falar com ele...
♪ O Chiquinhoon line, mas eu não posso falar com ele...
► Eu estou on line, mas não posso falar com ninguém...
É a vida...
Fui na casa do Nando, e acabei pegando a gripe dele... Descobri que beijar alguém com febre é divertido, mas assustadoramente (essa palavra existe?) quente...
Já deu pra reparar que eu estou sem assunto, mas quero falar, ?
Pois é...
Acho que vou pra casa...
Meu chefe, o estagiário que trabalha comigo me liberou...
Muita febre...
Beijo!

[Sem assunto]

Dias lindos e felizes.... Tenho até medo disso... Já estou tão habituada ao contrário...
Sobre o que eu posso falar hoje, então?
Inventei dois grupos no msn para me distrair...
Ando estressada, ficando maluca... E o mais doido de tudo é que...
"O amor me pegou
Puro e verdadeiro..."

Sonhos vem... Sonhos vão... E te derrubam no meio-tempo em que estiveram presentes...

Mais uma vez, os sonhos são apagados por aquele que me incentivou a voar... O primeiro a pedir que sonhe, é o primeiro a rejeitar os sonhos que criou...

Já é comum e chato demais dormir diariamente sozinha e acordar com a certeza de que sozinha eu sonho, sozinha eu caio e, ainda sozinha, me levanto...

Sonho com o dia em que será diferente.

Sonho com o dia em que acordarei e uma mão estará ligada à minha, mostrando que desta vez não levantei o vôo sozinha...

Sonho com o dia em que as palavras ditas hoje serão realidade...

Sonho com o dia em que o medo não fará parte da minha vida... Ao contrário, em minha casa habitará apenas certezas: de que sou feliz, de que amanhã, depois e depois não será diferente!

Quero que apenas as palavras sinceras e com o propósito de virarem ação venham brotar de sua boca, para que elas não se transformem em minhas lágrimas novamente.

Quero que os dias sejam melhores e que a certeza, que agora não sinto, esteja no ar... Por que tal como o ar que respiras, ela é vital pra mim...

Vivendo a vida adoidado (porque eu nem penso em encurtar!)

Agradeço a Deus cada segundo dos meus dias, até dos pequenos problemas... É ali que aparece minha força... É quando revelo quem realmente sou...
Nada mais sinto do que o medo do vôo, e a idéia de que já estou voando me desperta pra loucura do que é minha vida... Já não sou pequena, nem grande coisa sou... Sou apenas eu... Perdida em meus próprios pensamentos, andando numa eterna busca de resposta e me assustando sempre com o fato de que não existem perguntas... Eu apenas criei os problemas!
E quanto mais rezo, mais assombrações me aparecem!
Quando falo em assombração, não falo daqueles vultos brancos que volta e meia minha visão capta... Nem das sensações estranhas que a presença me dá.... Falo do medo que se manifesta em mim através de um silêncio sem explicação, do frio terrível que me invade e da incerteza do aquecimento e das minhas escolhas....
Sinto saudade das minhas velhas amizades, que não eram confundidas com minhas falhas em trabalhos escolares e não era cobrada pelo meu desaparecimento por conta do "mocinho"... Sinto saudade do velho e bom banco da praça, do meu cachorro Luck Raymundo me seguindo por todo o bairro em minhas andanças na companhia da minha amiga Tícia... Sinto saudade de passar fome com o Aécyo, dos risos e choros que envolvia minhas conversas com a Mônica e da alegria de vê-la vindo lá longe... Sinto saudade, principalmente da sintonia perfeita que rolava entre mim e esses três elementos que agora estão distantes... Com pouca esperança de volta...
Amo vocês e aguardo o retorno!!!!!!!!

Momento "hospícioso"

E eu ando, ando e ando procurando respostas para perguntas que não tenho coragem de me fazer... Os dias estão cada vez mais corridos, e minha paciência tão pequena!!!!!!!!!
Eu tinha tanto pra dizer há alguns minutos...
Bom, estão com uma saudade terrível de algumas pessoas e já estou providenciando um reencontro... Tô com uma saudade dos tempos de praça, filme e liberdade de expressão...
Sinto falta de tudo isso e do fato contrário que não tenho idéia do que pode ser....
Tenho saudade e tenho medo da mesma coisa...
Enfim... Confusa e hospiciosa...

Email antigoooooo... (25/05/09)

Muito feliz por Ele estar de volta... Muito triste por agora saber que tu não vai voltar mesmo...
Na sexta-feira teve evento no Santa Teresa, o mais bizarro é que (além de ser chamada de tia até por pais de alunos) eu levei chapeuzinho vermelho e cinderela pra fazer xixi... Pow, eu nunca cuidei dos meus sobrinhos de verdade... Tenta imaginar o quanto eu fiquei atrapalhada!!!!!!!!!!!
rsrsrsr
O Nando tá passando por uns problemas e isso esta nos afetando um pouco...
Sinto tua falta... Eu não tenho ninguém pra conversar a respeito... A maior parte das pessoas não são de confiança e a sensação que algumas dão é que sua dor de cotovelo é tão grande que tem que doer em mim... Sabe o que é ouvir "poxa ATÉ Sol desencalhou" e se sentir mal sempre que quer falar dele, ou que o assunto o envolve.
Somos felizes... Quero dizer... Éramos...
Sinto tua falta, mas tenho que trabalhar!
Te amo muito!
Beijo!

Email antigoooooo... (04/05/09)

Bom, eu estou bem!
Notei que tu anda suuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuper preocupada comigo... Por isso estou te escrevendo pra saber como estás...
Tenho que ir.
Se conseguir vaga no laboratório te escrevo coisas decentes...
Ok, por onde coemçar?
Minha mediunidade tá me deixando louca!
Outro dia estava com o Nando em uma conversa normal e me encolhi toda de frio... Chorava que soluçava... Acho que ele pensa que sou louca... e num é por pouco, né?
Bom, os guri do Santa Teresa me adoram... Dizem que sou a tia louca! Falaram que sou legal por falar rimando...
Vou voltar pra igreja!
E não é por medo de ver o que eu tô cansando de ver...
É por necessitar mesmo... Eu quero isso agora!
Conheci os pais do Nando. São muito bacanas...
Decidi algo muito importante... Me comportar... É difícil... Requer concentração... Mas eu conseguirei!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Tardou, mas veio!
Hoje eu sinto vergonha!
Estou lendo Harry Potter e o Cálice de fogo!
Minha bolsa subiu pra 200 réis... E agora é de verdade.
Trabalho com um guri idiota que parece estar desistindo (que Deus abençoe a sua desistência... Pois ela significará a paz do mau espírito!)...
Pow, ele avacalha o MEU curso!
Isso só Eu posso fazer!

Enfim, Mônica!
Te amo muito, mas se tu não responder as porcarias dos meus emails... Eu juro que não falo mais contigo!
Beijo!
Juízo!
Saudade...

Emails enviada pra Mônica no dia 8 de março de 2009

Ei, menina, o número que me deu tá correto?
Eu te liguei e atendeu uma guria que se assustou com o grito que dei...
Aff...
Bom, aqui está tudo em paz...
As coisas andam meio loucas... se te contar o que ando fazendo, você vai perguntar o que eu ando tomando...
Comecei o estágio do Santa Teresa... è muito engraçado... O povo me chama de TIA!
Bom, outras bobagens eu te conto com a condição de que me escrevas.
Te muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!
Toma Juízo!
Dizem que é bom pra gripe!

Vim deixar um pouco de minha insanidade para vocês...

Agora me chamam de biobliotecária... Piada véia, mas antes usada com outro sentido. Que sentido?
Bom , as pessoas achavam que eu só queria ficar com biólogos por passar mais tempo na biologia do que na biblioteconomia... Preciso dizer os porquês dessa minha decisão?
Começo com o fato de que em período de aula sou criticada até por deixar de respirar o pó da biblioteca... Sim, e tem gente que nem sabe onde ficam os livros de biblioconomia e apontam o dedão na minha cara pra dizer que eu não me dedico taaaaaaaaaanto ao curso...
Aaaaah... Vai beber água de coco...
Vai ver se tô na esquina!
Pois é, foi chorando minha vontade de trancar meu curso que fiquei amiga do meu namorado... Depois mais amiga... Depois muito amiga... E depois inimiga... Muy amiga... Namorada...
Sim, bem lembrado... Tem o fato de que quando a gente tava junto eu sai pela UFMA dizendo que tava pegando ele, que era sério e que iríamos casar, ter 5 filhos e morrer juntos e felizes... Bom, foi um tempão depois disso que ele me pediu em namoro...
Droga, eu vou aprender um dia a ser menos intensa em minhas relações... Assim não vou quebrar a cara sempre....
Enfim, sobre o que estávamos falando??????
Ah, eu, biobliotecária...
Ok, eu nunca sofri... Minto eu sofro muito com meu ostracismo... me sinto mais a vontade diante de folhas de papel e computador do que diante dos olhos julgadores das pessoas....
Me sinto sufocada diante de conversas em que o foco sou eu... Falo de mim pra caramba, mas é difícil ouvir falar de mim... Hoje ouvi uma crítica que não merecia... Sim, eu não merecia....
Pow, o que dizer quando algo como você trocar uma cadeira de férias por consulta ao médico faz com que apontem a tua fuça e falem que você é irreponsável... Enfim...
Tô falando um monte de coisas sem sentindo....
Pardon...
Boa Noite!

Depoimento da Patrícia Ferreira Mann

A distância atrapalha, o tempo (às vezes) nos faz esquecer.
Mas, eu quero deixar claro, o tempo tornou nossa amizade + especial.
Não será esse tempo e essa distância capaz de acabar com o que nos esforçamos tanto pra manter.
Inevitável não citar Pooh [risos]:

“EU SEMPRE ESTAREI COM VOCÊ...”

Depoimento pro Aécyo Valério Rosas

Continua a eterna busca da felicidade escondida no fim do arco-íris...
Difícil deixar de achar defeitos onde não existe.
A busca da perfeição é eterna, eterna é, também, a busca de amigos de confiança, valor, pessoas que não se prendam à “normalidade”.
Compreender o significado da palavra ”Amizade” não é pra qualquer um.
Saber falar a verdade e deixar claro que ela não mata, só tu mesmo...Sempre esteve ao meu lado quando eu precisei,falou o que eu deveria ouvir,e não o que eu queria como todo mundo.
Sou FELIZ por ter amigos como você!!!!
P.S: Não te anima e deixa isso se perder,ou volto e conto todos os teus defeitos[risos]!!!!!!!!

Depoimento da minha Ni...........

Sei que volta e meia nos desentendemos... Mas, Ni, minha irmã querida... É a vida.
Você sabe que é especial pra mim, também sei que sou pra você...
Eu te amo, Coisa!!!
Mesmo quando me bate, me chama de Ruliça![rs]
Eu queria botar mais coisas, só que aí tu iria reclamar...
Ah, lembre-se:” sem saber que era impossível, ele foi lá e fez”

Depoimento do GiDante

Uma pessoa muito especial!!!!
Nunca vou esquecer das piadas,danças estranhas...[risos]
MESTRE E AMIGO!!!!
É assim que te vejo.É amigo que chamamos pessoas que nos tira ,temporariamente, de alguns problemas...
Wuo-ai-ni

Depoimento da Liliah... A irmã da Liliane... Agoora, põe as duas na minha frente!

A verdade é que nunca vou saber diferenciar você da sua irmã[risos]
Mas,mesmo eu enchendo o saco com essa confusão vocês nunca me trataram mal...
A paciência marca essas meninas,galera.
E...
Não tenho mais nada pra falar...
ANATOWO AISHITEIMASU!!!!

Depoimento do Mer'mão...

Literalmente Meu Irmão!!!!
Gente,mas o garoto é chato[risos]!!!
Né não...Ele é estressadinho mas é um doce,principalmente...Calma,eu não vou falar isso![risos]
Junior,você é a luz dos olhos de qualquer pessoa[kkkkkk]
TE AMO MUITO,tu não tem noção,meu irmão-galã!!!
Que PAPAI DO CÉU continue iluminando teu caminho!

Depoimento para a ... Quem é ela???????????

EEEEIIIII!!!!!
Bom,não sei diferenciar vocês duas(pô,mas já falei isso pra outra...),acredito que você seja a estressadinha[risos].Então não podemos falar de paciência.
Brincadeira!!!
Você é muito especial pra mim!!!
ANATOWO AISHITEIMASU!!!!

kkkkkkkkk... Mini-depoimento para a Luciana Ramos...

EIIIII
Eu queria escrever muito,mas o tempo vai acabar!
Você é única!
ANATOWO AISHITEIMASU!!!!

Depoimento para a guria mais desconfiada do mundo...

Lembro do medo que vc sentiu quando cheguei... Acho q pensou q eu era uma espiã ou algo do tipo[risos]...
Amiga-Doida...Cê é muito especial pra mim,nunca duvide disso!
Você é amiga em todo o sentido da palavra.
Anatowo aishiteimasu!!!!
P.S:Sinto sua falta

Depoimento para Mônica....

Problemas existem para serem solucionados... Dizem que a dor existe para que quando encontrarmos o alívio ele seja mais perceptivo. Estamos constantemente nos questionando o porquê das "injustiças"... Mas será que tudo o que vivemos é realmente injusto???
NAum me pergunte por que eu comecei teu depoimento desta forma... Só quero que saiba que estou orando pela tua recuperação(dores da alma também precisam ser curadas).
Te amo muito, Amiga!!!!

Depoimento para o Ricardo... Lima... Melo... Acertei??????

Lembra quando eu roubava o teu celular e ia pra biblioteca enviar mensagens escondido
? Doces tempos...
kkkkk
Sinto tua falta e já te falei isso tantas vezes,né???
Você foi um irmãozão, e esteve ao meu lado em momentos tão difíceis, isso não dá pra esquecer...
Lembro o dia em que eu cheguei chorando, por achar que eu tava ficando louca e você disse: É impossível ficar mais...
Tá, foi meio grosseiro... Se fosse hoje eu te matava...
Enfim!
Te AMO muito,Rick!!!

Depoimento pra minha Zá...

Não preciso dizer que te amo.
Talvez nossas brigas(Tô falando pra ficar bonito!!!!) te façam ter dúvidas disso.
Minha pequena Zá... A Zá que "só chamo quando eu preciso de ajuda"...[risos], a Zá que eu vi crescer, e tão pouco sei... Tão pouco conheço. A Zá que eu vi rir, chorar, que bagunça o que eu arrumo, que tem medo... Do quÊ???
Te Amo,Coisa!!!!

Depoimento para minha Môooooooooooooooooonica....

Acho que a maior diferença entre nós duas é que eu sempre soube que ficariamos amigas. Desde a prova do vestibular...
Foi estranho.
O fato é que desde então naum consigo desgrudar de você, e fico muito feliz quando vejo você vindo lá no fim do corredor( e quando ocorre o milagre de cê chegar antes!!!), e grito: MÔNICAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!
A tua presença se tornou essencial, no bom e nos péssimos momentos...
A amizade não é o tempo que determina, mas a intensidade com que a vivemos.
Te amo muito!

Depoimento para a antipática da Mayanna

Difícil falar da Mayanna sem dizer que essa pequena é louca!!!
May, tu invadiu meu coração sem pedir licença, sua espaçosa!!!!
Já é complicado imaginar minha vida sem tuas loucuras...
O depoimento é curto e Grosso: Anatowo Aishiteimasu!!!!

Depoimento para gêmea má... Ira!

Lembra que todo mundo achava que éramos gêmeas???
Que gente mais tosca...
Não percebem que nunca vou chegar aos pés da pessoa maravilhosa que tu é!!!
Sempre brincalhona, sorridente, estranha...[risos]
Mir'mã, não quero que o tempo e a distância estrague essa amizade que sempre foi tão...tão... Estranha!!!
Te amo muito, coisa...
Tá, eu volto quando estiver mais inspirada...

Depoimento para a Celyanne

Lembra quando eu ia pra tua casa fazer trabalho e a gente só pulava elástico o dia todo???
Lembra que um dia a gente foi banhar na chuva na calha, pra ninguém desconfiar???
Cara, são momentos como esses que ficaram registrados na minha memória e me faz perguntar: Por que o tempo passou???
Será que nunca mais vou ver aquela garotinha bacana que fazia fazer coisa que nunca faria...
Cadê essa garotinha, onde ela se esconde??Como posso encontrá-la???
Amiga, sinto tua falta!!!
Eu sei que tu amadureceu e nunca mais vai tomar banho de chuva na calha... Mas eu quero conservar isso, quero te encontrar algum dia!!!
TE amo!!!

Depoimento para o Duriaux,,,,

Amigo, irmão, louco, Griiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiingo!!!!
SEi que palavras são poucas para te descrever... Então vou usar as tuas...
Tu é Jogada show!!!!!!
Vou te guardar aqui no peito sempre!!!!
Wuo-ai-ni!!

Depoimento para a Raquéeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeell... De novo.... Ela quem mandava escrever...

O tempo é pouco e as situações estranhas...
Parece que nos conectamos a um mundo de loucuras, né???
O fato é que essas loucuras nos uniu, e hoje somos quase irmãs... Tenho medo disso...
É como se o tempo em que nos conhecemos não fosse tão curto, também parece que o tempo não passou.
Ainda lembro da tua cara meio asustada me perguntando se eu pretendia roubar tua casa... Tu é louca mesmo, eu entendo, mas... Veja o julgamento da pessoa!!!!
Essa é Raqueeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeelllllllllll!!!!!!!!!!!!!!!!!
Menina que tem medo de confiar, mas confia.
Te quero sempre em minha vida, vê se não foge, viu???
Te amo!!!!!
Melhor, ANATOWO AISHITEIMASU!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Depoimento para Mônica

Alegria é te ter com amiga.
Alegria é poder contar com sua amizade, companhia, sinceridade...
Só de saber que está ao meu lado, quando mais preciso (e quando menos também), me sinto feliz e ignoro todo momento de dor.
A certeza de que está ao meu lado me faz lutar.
Ter você em minha vida me dá força, me encoraja!
Você é minha luz, minha amiga, minha irmã.
Desculpa as asneiras ( isso sempre acontece, né?)...
Te quero em minha vida sempre!
Te amo muito!!!!

Depoimento para a Queeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeel... Quéeeeeeeeeeeeeeeel... Quél, Quél, Quél....

Pois eh, neh, RAqueeeeeel!!!
Que saudade!
Saudades do tempo de pequena em que naum te conhecia e minha vida tinha paz!
Saudade de sorrir escondido, de comer chocolate, de correr meio mundo sem nem sair do lugar!
Saudade de ti, amiga perdida que estah ao meu lado, que eu amo e que eh pura luz...
NAum vou estar contigo sempre... NAum tenho saco pra isso!!!
MAaaaaaaaaaaaaaaa, independente da "lonjura"... Eu sempre estarei com vc!
Te amu muito!
Te amu sempre!

p.s: Isso naum eh pra ti entender!
Eu estou meio louca hoje...

Depoimento para o Aécyo...

Eu te amo!!!!
Independente das coisas que vc fala ("nossa como tu tah gorda!";"Chata!";"Naum seja facil, Sol!";"Vc estah sendo facil de novo!"...). Tu eh meu amigo, meu neto querido, meu noivo... E nem pense em fugir do nosso casamento!
Te amuuuuuu muito!
Te amuuuuuuuu sempre!

Depoimento para Janaína...

"Amiga querida do meu coração
Você vai ver o bicho-papão..."
Tua companhia tem sido minha fortaleza!
Sorriso de criança e conversas de adulta!
rsrsrsrs
Te ter ao meu lado é um presente que o Altíssimo me deu... Lembra a maneira maluca que nos conhecemos???? Nunca pensei que uma conversa de banheiro fosse dar nisso: Dependência total!
Te amo muito, coisa!
Wuo-ai-ni!!!
kkkkkkk

Depoimento para Lydiane...

Ok, podem vir indecências no caminho...
Os passos que dei para escrever este depoimento foram vacilantes...
Minhas pernas dóem, eu cai!
rsrsr
Garota-luz...
Estou arrependida de coisas que disse em um passado não muito distante!
Você me conquistou com o tempo e mostrou que amizades não nascem de cara... A nossa demorou exatamente 1 ano!
Mas, valeu a pena da galinha!
Não somos as criancinhas que procuram o colo de um adulto para chorar... (Quem sabe se o adulto valer a pena...)
Te ter em minha vida está sendo um presente!
Eu quero que esta amizade cresça sempre e muito e infinito....
rsrsr
Te amuuuuuuuuuuu!
Bjos!

Depoimento para a Patrícia...

Acredito que a primeira coisa que ouvi da Mann foi: "Sua mãe não te deu educação???????"
Hoje, acredito que ela saiba bem que mamãe até tentou...
rsrsrsrs
Sinto saudade dessa garota!
Ei, pow, te amo muito!

A frase de abertura da antiga agenda... Saudade...

“As palavras me antecedem e ultrapassam, elas me tentam e me modificam, e se não tomo cuidado será tarde demais: as coisas serão ditas sem eu as ter dito. Ou pelo menos não era apenas isso. Meu enleio vem de que um tapete é feito de tantos fios que não posso me resignar a seguir um fio só; meu enredamento vem de que uma
história é feita de muitas histórias. E nem todas posso contar.”
(Clarice Lispector)

Sobre o por que terminei meu ex-namoro

Muito simples, me senti uma merda depois do beijo, por que ele parece gostar de mim e eu não posso corresponder!
Entende????
Tá tão difícil????
Não´posso tentar!
Não consigo...
E o clima tá pesado aqui...
Não consigo nem encará-lo!
É horrível!
Em: 02/08/08

Email da Tícia... Espero que ela não se zangue.... Saudades!

Pensei, fugi, parei........
Chorei, pensei, rezei..........
Novamente tentei e de novo falhei!
Então pedi ao meu Senhor que se fosse falhar na vida na carne, que ao menos tivesse alguém fiel ao meu lado, para quando não conseguisse sequer abrir os olhos............
Então, eis que ele me responde que nada poderia fazer..........
Novamente o desespero e a desesperança tomaram conta de mim!
Entretanto, contrariando todas as chancer que tinha, eis que alguém, que mal houvera superado suas dores se propôe a vir para dividir comigo o fardo que não seria nada leve!
Então, diante da negativa persistente do Senhor e da Sua proposta em enviá-la para outros mundos, pois que tal ser já poderia ascender, esse ser divino, celeste, caridoso e extremamente teimoso finge contentar-se com o não que recebera e segue suas tarefas costumeiras.
Até que um dia, quando um imprevisto leva o Senhor a afastar-se do posto em que nos encontrávamos, tal anjo de bondade não perde tempo e atira-se lá de cima....................
E assim foi o que aconteceu dois anos antes de eu reencarnar: tu nasceste para tornar a Terra mais fácil para mim e, diante de tal ato generoso, o Senhor finalmente reconhece tua bondade e estende tua missão não só a mim, mas a todos que te cercam!
Esta foi minha forma singela de dizer o quanto TE AMO E DE QUE QUERO VÊ-LA FELIZ, NÃO SÓ HJ, MAS TODOS OS DIAS DE TODAS AS TUAS VIDAS, MINHA ANJINHA DA GUARDA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
FELIZ ANIVERSÁRIO!!!!!!!!!!!!!!!
Em: 28/08/2007

Emails antigos...

Me escreve!!! (Naum....Cê ia vir me visitar[risos])
Muitas novidades, vê se manda o teu endereço!!!!!
Tá, mas como eu naum me aguento....
Pedi o Gui em casamento, lógico que ele naum aceitou,né??
Mas....kkkkk
Eu marquei com ele amanhã. Eu disse:"Gui, você naum pode me deixar envelhecer sozinha!!!"
Ele aceitou!!!
Tá, mas antes de descer do ônibus... Ele disse "Feliz Aniversário,
Vassoraia!!!"
Será que ele naum vai aparecer?????
Em28/08/2007

Soneto de Fidelidade

De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.
(Vinicius de Moraes)

Julgamentos vazios

E você julga, como se mais nada tivesse para fazer... Aponta seu dedo imundo na cara do outro e fala suas verdades, as coisas que acha certas, mas que não é capaz de fazer.
Eu sou assim...
Há poucos dias vi um menino deitado no chão do terminal integração tremendo e babando... Durante quase uma hora me perguntei e julguei as pessoas por não ajudá-lo quando me toquei que muito poderia fazer, mas saí com meus questionamentos, julgamentos e divagações poéticas.
Dizem que quando apontamos alguém, existem 3 dedos apontando pra gente... Aí, abrimos toda mão, apontamos com todos os dedos, como se isso fosse nos purificar de alguma forma... Como se isso apagasse todos os nossos pecados...
A inocência não existe mais nem em bebês de colo... Já no berço aprendemos o "dom" da manipulação, aprendemos a enganar e nos fazer de bonzinhos...
Não existem santos...
Não existem mais pessoas que pratiquem a caridade gratuitamente...
Não existem mais pessoas incapazes de pensar ou praticar o pecado, mas juízes existem aos montes...

De volta á terra

Hoje acordei vendo as cores saudáveis da vida... É como se pudesse ser bem mais que sou... É como se, de fato, fosse amada, imortal...
A morte não está próxima, enquanto não quero que chegue... E eu não quero agora...
A paz tomou conta de mim após conversa com o médico e a descoberta de que o que eu tenho não é aquilo que eu mais temia... Tive paz...
Senti todos os fantasmas indo embora e aqui estou, mais uma vez com meus sonhos, sem o medo de que a morte possa me pegar em meio a realizações...
E vivo a vida, agora sem medo das tempestades...
E vivo o meu dia de cada vez... A passos lentos... Simplesmente amando e valorizando cada segundo....

Lágrimas ocultas

Se me ponho a cismar em outras eras
Em que ri e cantei, em que era querida,
Parece-me que foi noutras esferas,
Parece-me que foi numa outra vida...

E a minha triste boca dolorida,
Que dantes tinha o rir das primaveras,
Esbate as linhas graves e severas
E cai num abandono de esquecida!

E fico, pensativa, olhando o vago...
Tomo a brandura plácida dum lago
O meu rosto de monja de marfim...

E as lágrimas que choro, branca e calma,
Ninguém as vê brotar dentro da alma!
Ninguém as vê cair dentro de mim!
(Florbela Espanca)

Os dias lembram alguém...

Estou morrendo de preguiça e saudade da minha agenda...
Nos últimos tempos meus desabafos estão sendo apenas desenhos... rsrsrsr
O bom é eu isso não significa nada para ninguém. O chato é que ás veses não significa nada nem pra mim...
Agora passo meus tempos livres fazendo o que eu faria se pudesse sempre (tendeu? nem eu...). Agora estou assistindo sakura... Ontem me escrevi num tal de badoo...
É só besteira...
Recebo um monte de idiotices.... Assim que souber como, tiro o meu do ar...
Um amigo disse que estou muito metida a besta com tantos meios de ficar on line...
Acho que isso de certa forma ajuda...
Enfim, falei muito sem nada pra dizer...
Bom dia!
E hoje o dia lembra o Guiiiiiii... Saudade das conversas longas e da falta de assunto produtiva...
kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Dias chatos, dias cheios....

Os dias correm e estou quase sem tempo...
Sem tempo pra respirar...
Sem tempo pra cortar as unhas (cortei, mas foi enquanto o sinal não abria)...
Sem tempo pra comer (espero perder uns quilinhos...)...
Sem tempo pra namorar (na verdade, pra isso quem está sem tempo é ele...)...
E aqui, cujo tempo e dedicação deveria ser inteiro para as minhas atividades, não me concentro, pelo medo dos meus resultados... Veremos na quinta...

Saudade

Saudade de Ti, meu bichinho...

É apenas um desabafo antigo...

Sábado eu tive um sonho engraçado...
Sonhei com meu primo, que mal conheço, mas que sei que está doente.
Ele tem leucemia e é mais uma entre trilhões de outros com o mesmo problema... Ele tem só 10 anos.
Sábado eu fui doar sangue pra ele e me cadastrar como doadora de medula. Desde então, "1 em 100 mil", é a frase que corre na minha cabeça... "As chances são poucas!", diz uma vozinha, "pra Deus nada é impossível!", grita a outra!
Passei o fim de semana de cama... Mais tonta do que é costume... Não durmo direito há 4 dias...
Simplesmente, meus tios deram para matar meu primo diariamente.
Entra um médico e pedem para alguém se retirar do quarto... Pronto, o Guri morreu!
Isso está desde domingo!
Num guento mais!
Vejo minha esperança morrer e ressuscitar, tal qual Lázaro...
Tento me apegar aos menores sinais... O sonho!
O sonho deve significar alguma coisa!
Enfim... Tô meio perdida!
Em: 20.01.09

Eu... E coisas pequenas que ninguém sabe...

Eu tenho necessidade de escrever... Ainda que meu português não seja correto, ainda que meu desabafo não seja entendido... Preciso expressar o que sinto de alguma forma...
Quero aliviar meu coração...
Quero deixar um pouco de mim vivo depois da morte... Quero que os próximos me conheçam como realmente fui, e não da forma que muitos contarão... Não quero ser canonizada se santa não fui em vida: não fiz milagres, nunca salvei ninguém, fui egoísta, sonhei muito e fiz pouco pelo mundo.
Eu ri a toa em momentos impróprios...
Eu desejei minha morte em muitos momentos de dor por achar que não aguentava...
Falei que não sentia para não machucar uma pessoa... e fiz o contrário também...
Pedi distância por muito tempo por conhecer meu comportamento e meus sentimentos com a aproximação...
Peço em minhas orações para não estar viva pra ver alguém da minha família morrer...
Eu sempre tive medo de estar sozinha, mas sempre desejo isso em momentos de confusão...
Tenho medo de me apegar às pessoas, mas me apego...
Choro baixinho e no escuro por dores que todos acham que não senti...
Em quase todos os meus momentos de ausência estou conversando com Deus, pois temo dormir antes de orar...
Eu O acuso, mas O amo...

É só sufocar um pouco dão valor pro ar...

Cansei de ficar fazendo joguinhos... Cansei de gente que só sente minha falta quando estou indo embora... Cansei de cobranças por coisas inalcansáveis... Cansei de morrer aos poucos, de dar voltas e voltas e não chegar a lugar algum... De ficar parada olhando meu tempo correr... De dar explicações infindáveis para coisas que nunca acontecem... Cansei das amizades falsas, das caras e bocas para o que não há explicação, dos pedidos de desculpas para erros que se repetem, do dia amanhecer sempre que meu sonho está bom... Cansei da mania de alguns de chamar atenção pra si, querer brilhar em meio a luzes apagadas...Enfim... Cansei de tudo, de mim mesma... Cansei da vida, da minha respiração... Isso acontece e está repetitivo... Cansei de ser eu mesma, de me sentir sozinha sempre que tem mil pessoas ao meu lado... Cansei de pedir atenção, desejar carinhos... Cansei de achar que pode melhorar, coisa que não acontece muitas vezes... Cansei de ficar calada sempre que há coisas para ser dita... Cansei de ficar parada, sabendo que existem lugares para ir, pessoas para conhecer e problemas pra resolver... Cansei de me perder em sonhos, de não poder falar com ninguém quando acordo de madrugada... De não ter companhia para o almoço... De não encontrar ninguém pra conversar quando chegar em casa... Cansei de tanta coisa e de nada que fico confusa... E falo coisas que não posso, não deveria falar... Falo o que não sinto em tons de brincadeira e sou levada a sério e isso me cansa... Mais do que qualquer coisa... Cansei de desejar ficar sozinha sabendo que assim estou sempre...
Desculpa aos que me acompanham... Acho que isso é solidão crônica...
Amo vocês de qualquer forma...

Aceito!

Minha cabeça anda confusa... tanto que no momento em que ouvi o que mais queria ouvir, falei o que nunca quis falar...
É sim hoje... foi sim ontem... será sim amanhã...

Somente o sol...

Sorrindo por tudo de bom que pode acontecer em menos de 24 hs...
Bom, quase morri este fim de semana...
Hoje estou muiiiiiiiiiiiiito viva, obrigada...
Ontem tive uma conversa séria com o Doutor... Resultado: aumento do respeito...
Foi maravilhoso...
De repente senti que ele é o cara com quem quero passar a madrugada conversando... O último BOA NOITE e o primeiro BOM DIA...

Atençao redobrada...

Não quero mais acordar com dor, seja dor de cabeça ou de coração...
Não quero ouvir passos que não levam a lugar algum... Quero a tranquilidade do meu leito, sem promessas...

Saudade!

Só passei pra dar um oi!

Casamento à vista

Muito feliz por ter feito uma farofa decente... Agora sei que meus filhos não passarão fome. E, Fernando, já podemos casar! Uma vez que sei preparar os 3 pratos mais importantes para uma família: miojo, mingau e farofa...

Você não entendeu meu desabafo...

Eu disse que quando você me deixa, todos fazem a mesma coisa... Já quando estás comigo eles vêm e dizem que eu os abandono para ficar de agarramentos...
Num guento mais esses protestos sem fundamento...

Todo dia, eu abro a geladeira...

Perdi 500 g...
Uhuh!
Isso se deve ao fato de ter uma comunidade no meu orkut que diz que eu adoro malhar!
Por Deus... Em que momento de insanidade aquilo pode ter parado ali???????
Enfim... agora estou vivendo em um mundo louco, onde as amizades são calculadas pelo tempo em que você me dá atenção. Ou no tempo em que eu dou atenção para alguém... Acho que falei alguns meses atrás que parece que as pessoas agora sentem minha falta. Notaram que existo e fazem questão da minha companhia. E é incrível como esse minuto de "me dá atenção" se desfaz quando sou "abandonada" por quem quer que seja... Sei lá... Fernando?
Hoje, em desabafo com minha irmã, ela me disse que deveria dar mais atenção para meus trabalhos e amizades... Só que... Peraí? Que raio de amizade é essa, em que não te dei atenção em apenas um segundo e tu já me virou as costas??????
Quando digo que prefiro amizades sinceras e masculinas, não me refiro aos hormônios masculinos, mas à mente do homem que é menos doentia e competitiva do que a da mulher. É um inferno fazer qualquer coisa e descobrir que existe alguém tentando te derrubar. É uma merda ver que sempre há sujeira, ciúme e hipocrisia em amizades... Até hoje, poucas foram-me tão verdadeiras quanto a Mônica. Aquela Guria tem mente de homem... Nunca senti competição de sua parte, nunca vi em seus olhos inveja, nem mesmo me senti insegura quanto a qualquer coisa que pudesse ter falado. Nunca senti que esse ou aquele segredo não poderia ser revelado. Com a Mônica eu aprendi muito... E quanto mais eu conheço as pessoas, mas saudades dela eu sinto...
Eu quero uma amizade sincera... Eu quero minha amiga de volta...
Eu quero poder olhar para alguém e pensar "puxa, como ela é bacana"...
Eu quero alguém que me procure a UFMA inteira por pura preocupação... Eu quero abraço depois do choro... Eu quero companhia sincera em dias de tristeza... Eu quero conversas demoradas em msn depois de horas conversando pela manhã...
Enfim!
Num guento mais... Quero minha amiga de volta!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

E ontem chorei...

Tive um daqueles momentos de loucura total, em que encontrei num sorriso de criança o medo e o desespero que já tinha esquecido que sentia...
Vi coisas que ninguém merece ver, senti coisas que apenas doentes terminais sentem...
Enquanto olhava aquela criança caminhar em seus passos vacilantes com o apoio da mãe, pensei...
Ela sempre caia e buscava o olhar da mãe... Na primeira queda você chora, nas outras você ri, por saber que tem apoio...

Sustos...

E de repente me vi às cegas...
Senti que estava girando mesmo estando parada...
Nada de poesia, apenas o medo de tudo que eu poderia perder se aquilo continuasse...
Consegui me pôr de pé, mesmo sabendo que já estava e corri para pedir ajuda, no que eu encontro a frase que poderia pôr fim a tudo...
Desculpa os sustos que te dou, e os erros que cometo tentando acertar...
Te amo muito...

Declarações perdidas...

Meu romantismo vai além do que eu exponho... Ele se esconde nos sorrisos sem graça que dou quando algo dá errado ou não sai como eu queria (que dá errado mesmo!)...
Ás vezes tento me esconder do mundo e até de mim mesma quando isso acontece... É triste perceber que se sonha sozinha...
Queria apenas mais declarações de amor...
Não quero que isso seja levado como um apelo. Não é um pedido, é só... Um desabafo!

...

Sono...

E meu tempo... Tá escondido...

Agora eu canto, por que o sol raiou...
Mais por ter visto do que por ele nascer....
Fazia coisas sem sentido... Hoje tudo o que posso dizer sobre isso é...
Ai, minha garganta tá só catarro!!!!!!!

Só sinto.... O mundo girando, girando...

E vejo o meu mundo mais uma vez rodar... 
Sem ritmo, sem cor, sem nada...
Meu sonhos estão escondidos em algum lugar... 
Lugar que não vejo...
Estou feliz, porém enjoada...

Novos rumos

E um dia eu acordei e vi que tinha muito medo de perder...
Então tentei seguir a nossa vida como se nada tivesse acontecido, como se eu não fosse a estranha que sou, como se não tivesse o medo que tenho e como se o dia lá fora não estivesse escuro...
Meu esforço agora é pra crescer...