Páginas

#Projetoquesefoda - Viva a liberdade, abrace um chocolate!

Fonte de imagem: MessyNessy
Já fui complexada de não usar uma roupa por causa da barriga, chorar rios por não ter 2 metros de pescoço, parar de comer pro peso da balança não parar de dar a numeração positiva que seria um sonho em minha conta bancária, de responder "estou gorda" quando os outros só queriam saber se estava bem... Hoje gosto tanto de mim do jeito que sou que causo nos outros a famosa "vergonha alheia". Hoje rio do que antes me fazia chorar. A gravidez? Faça logo meu baby chá. O pescoço curto? Tenho síndrome de tartaruga, e daí? Dieta? Pra viver de cara amarrada e infeliz? Que se exploda! (Literalmente).
São eles que dizem que eu preciso emagrecer, são eles que debocham do meu pescoço curto, são eles que fazem piadas com o tamanho do meu bucho.
Os mesmos que quando eu chorava falavam que isso era bobagem, eu era linda, não liga pro que os outros falam... São eles, hoje, os outros que só existiam em minha cabeça.
São eles que emitem opiniões não solicitadas, querem ser o nutricionista que não estou a fim de pagar, mandam eu me exercitar sem nem levantar a bunda da cadeira. São eles os outros que antes existia em mim.
- E a academia, Soraya?
- Continua ali na esquina esperando você pagar pra mim.
Tem gente que te vê comendo e fica "olha, por isso que tu é gorda", os olhos da pessoa lacrimejam e a baba escorre de sua boca... 
Cara, quer meu chocolate é só pedir.
Seria mais fácil se cada um cuidasse de si e não vivesse tentando tirar o sabor da vida do outro.
Viva o chocolate.


Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Sobre a louca que escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas me chamam de Sol! Tenho 31 anos, estou tentando me reapaixonar por tudo o que escolho... Sou formada em Biblioteconomia, recém-convertida católica (ainda que batizada desde 1995), estou aprendendo a lidar com a ansiedade e tenho pensado em tentar falar sobre a luta e o aprendizado diário... Viver requer paciência, e eu não tenho.