Páginas

Feliz dia d@ Bibliotecári@


Lembro que eu ia fazer textão antes de dormir Kkkkkkkkkkk. Apaguei a tarde toda (não o texto, eu mesma... Acho que hoje que os remédios fizeram efeito kkkkkkk), mas... Eis-me aqui!
Queria agradecer o carinho de todos que me mandaram mensagens e lembraram de mim nessa data que deixou de ser um dia comum há quase 9 anos...
Já escrevi aqui várias vezes como fui escolhida pela Biblioteconomia antes de escolhê-la e creio que não preciso mais contar essa novela/filme da sessão da tarde.
Biblioteconomia de amor e ódio... Biblioteconomia de saudade... Biblioteconomia de muita, muita confusão... Biblioteconomia que não é de um dia só.
Não marcarei todos os bibliotecários que amo, admiro e quero que se sintam abraçados porque esqueceria muitos... São tantos que foram apresentados a mim nesses 7 anos de blog que... Cara!
Sem palavras... São tantas histórias de vida que conheço nesses inbox, whats, hangout, Twitter, Skype, na própria linha do tempo... Bibliotecários que lutam pela Biblioteconomia, que já desistiram dela, que a amam, mas não podem exercer... Casos como o meu, bibliotecários que também comemoram o dia 30 de setembro (secretári@), conheci muitos nesse último ano... Bibliotecários girino ainda, cheio de dúvidas de quem tá começando e que eu inventivo sempre, apesar da bronca de quem já odeiaaaaaa a profissão por achar que não deu certo (mas vai dar, calma)...
Caramba, eu só ia agradecer as mensagens e o carinho desse povo (em especial aos sobrinhos que a Biblioteconomia me deu ♥).
Muito obrigada.
"Que Deus abençoe e dê saúde" (quem ainda pede "bença, tia" entendeu...)
Feliz dia d@ bibliotecári@ pra mim e pra todos que tornam a Biblioteconomia o que ela é.
Parabéns aos bibliotecários de formação, de profissão, por amor a luta e, claro, aqueles que são apenas pelo CRB.

Beijoooooo.
Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Sobre a louca que escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas me chamam de Sol! Tenho 31 anos, estou tentando me reapaixonar por tudo o que escolho... Sou formada em Biblioteconomia, recém-convertida católica (ainda que batizada desde 1995), estou aprendendo a lidar com a ansiedade e tenho pensado em tentar falar sobre a luta e o aprendizado diário... Viver requer paciência, e eu não tenho.