Páginas

Sim! Eu tenho coragem!

Fonte de imagem: Versos in-versos
Algumas horas me embanano na ideia do que seja coragem ou covardia.
Chamaram-me covarde, por não topar a cama e o sexo...
O temporário e o... nunca mais.

E eu achei que fosse coragem estar em busca de amor!
Parece-me hoje que não é coragem amar...
Querer mais...
Oferecer o alto.

Pois vou gritar o contrário!
É coragem gritar amor, fazer amor...
Ir além de todas as apostas.

Eu tenho coragem!
Covarde é você que tem medo do que possa ser eterno.
Covarde é você que teme a rotina, mesmo sabendo que quem muda o teu dia é você e não o outro.
Covarde é você que não quer nada além do sexo.
Que tem medo de ser amado, talvez o tema até mais do que amar.

Chamaram-me covarde por não querer o raso...
Ninguém notou que eu queria o profundo.
O consistente.
Algo que durasse.
Ou até que fosse pra sempre.

Não chama-me covarde porque na tua cama não deito.
Eu deito sempre onde haja amor.
E chamo isso coragem também.
Porque quando amo fecho olhos e tapo ouvidos pro resto do mundo.

Ninguém notou que minha covardia não existia.
Porque eu tava munida de sonhos e sonhar só significa uma coisa...
Eu tenho coragem.

________________________
♫ Olho por olho  - Beth Carvalho
Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Sobre a louca que escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas me chamam de Sol! Tenho 31 anos, estou tentando me reapaixonar por tudo o que escolho... Sou formada em Biblioteconomia, recém-convertida católica (ainda que batizada desde 1995), estou aprendendo a lidar com a ansiedade e tenho pensado em tentar falar sobre a luta e o aprendizado diário... Viver requer paciência, e eu não tenho.

Nenhum comentário: