Bibliotecária Escandalosa: ♫Não sei porquê insisto tanto em te querer...♫

domingo, 21 de outubro de 2012

♫Não sei porquê insisto tanto em te querer...♫

Fonte de imagem: Diletante - Sou Assim
Da série Analisando músicas... que é uma dica do meu primo Heryson (Outdoor dos Pensamentos, Amor, amor, amor e mais nada e Trechos de Músicas) e que comecei semana passada... Trago hoje essa música "Deslizes" (Fagner) a música preferida de quem é corno sofre de amor...
Pensamentos bagunçados aqui pelas dores e pela gripe... Bora pra letra!
Não sei porquê
Insisto tanto em te querer
Se você sempre faz de mim
O que bem quer
Se ao teu lado
Sei tão pouco de você
É pelos outros que eu sei
Quem você é...

Eu gosto muito dessa música, em especial esse trecho... Ele é meio ambíguo...
Aqui fala tanto do cara (eu vou colocar cara, porque eu sou mulher... é mais fácil explicar assim) que chifra a mulher a torta e a direita e ela fica sabendo só pelos outros.... Como do cara que nunca divide o que sente, os problemas, não fala nada de si... É um mistério!

Eu sei de tudo
Com quem andas, aonde vais
Mas eu disfarço o meu ciúme
Mesmo assim
Pois aprendi
Que o meu silêncio vale mais
E desse jeito eu vou trazer
Você pra mim...

Aqui confirma a primeira versão do primeiro trecho... Aqui vem aquele troço do "quem cala consente", sabe? Tipo, a pessoa sabe que tá sendo traída, e aceita isso de boa por medo de perder o outro. Sei lá, tudo bem que calar as coisas evita a briga, mas será que falar o que sente não é melhor? 

E como prêmio
Eu recebo o teu abraço
Subornando o meu desejo
Tão antigo
E fecho os olhos
Para todos os teus passos
Me enganando
Só assim somos amigos...

Aqui repete a história do "eu sei, mas deixa pra lá..." ou "eu sei, mas bora fingir que num sei pra ser feliz"... Gente, lendo a letra com carinho, essa música é música de mulher besta!

Por quantas vezes
Me dá raiva de querer
Em concordar com tudo
Que você me faz
Já fiz de tudo
Prá tentar te esquecer
Falta coragem prá dizer
Que nunca mais...

Ah, poxa... Acho que esse trecho todo mundo já viveu... A gente sabe que o cara não presta, mas é tão complicado dar adeus a tudo o que já viveu... É complicado aceitar o "Nunca mais"...

Nós somos cúmplices
Nós dois somos culpados
No mesmo instante
Em que teu corpo toca o meu
Já não existe
Nem o certo, nem errado
Só o amor que por encanto
Aconteceu...

Aqui o corno manso diz que esquece tudo por puro sexo.... SIIIIM.... Só SEXO!

E é só assim
Que eu perdôo
Os teus deslizes
E é assim o nosso
Jeito de viver
E em outros braços
Tu resolves tuas crises
Em outras bocas
Não consigo te esquecer
Te esquecer...

Sem comentários....
Assumiu que o cara não presta, mas não aprende a viver sem ele... FDP!

Quem escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas me chamam de Sol! Sou muito apaixonada por tudo o que faço (BIBLIOTECONOMIA! BIBLIOTECONOMIA!)... Administro os blogs: Bibliotecária Escandalosa, As coisas da Bibliô, #Doesangue, Maranhão!!!, Liga dos voluntários, Cartas em garrafas!, o blog Blogueiros Amigos e o grupo Blogueiros Amigos... Colaboro também com o Além de palavras, sentimentos!... Ah, me adiciona no Skoob!