Páginas

Delírios de uma mente brilhante

Fonte de imagem: Eu nasci no Vila da Serra
Essa é a história de uma garota que não tinha o que fazer e resolveu chorar. Chorou por tristezas já choradas e paixões nunca sentidas.
Chorou até que do seu olho escorreu muito do seu sangue envenenado por todas as frustrações de não ser o que ela queria ou deveria ser.
Chorou até não poder mais.
Chorou até inundar seu quarto.
Chorou mais do que a chuva que inundava o seu quintal.
De partida a uma terra distante, ela decidiu ser alguém...
Alguém que não queria ser...
Muito mais do que era...
Muito menos do que desejou...
Por desejar ser alguém, sonhou; por sonhar, dormiu; por dormir, não viveu; por não viver, nunca existiu...
Seu fim aconteceu cedo.
Cedo para alguém que tinha sonhos.
Tarde para alguém que lhe desprezou...
P.s: distúrbios...
Rsrsrsrs
Fim
Escrito na minha agenda em: 12/01/09
Publicado no blog em: 22/01/11

Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Sobre a louca que escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas me chamam de Sol! Tenho 31 anos, estou tentando me reapaixonar por tudo o que escolho... Sou formada em Biblioteconomia, recém-convertida católica (ainda que batizada desde 1995), estou aprendendo a lidar com a ansiedade e tenho pensado em tentar falar sobre a luta e o aprendizado diário... Viver requer paciência, e eu não tenho.