sábado, 23 de março de 2013

Odiar é algo que muita gente faz de graça, mas... e amar? Por que não?

Fonte de imagem: Lições dos Espíritos
Aquela pergunta que sempre fica sem resposta... Por que odiamos gratuitamente e cobramos não caro pelo amor?
Por que exigimos tantas coisas das pessoas em troca de nosso "humilde amor exigente"?
Tantas vezes odiei pessoas sem motivo algum e tô sempre exigindo mil coisas em troca pra dar meu amor... Só amo quem me dá carinho, atenção, afeto... E consigo odiar rapidinho quem pisa no meu pé e fala algo contrário ao que eu acredito!
Por que é tão fácil odiar e tão complicado amar as pessoas!
Sabe aquela velha coisa que martela em minha cabeça desde que eu era criança... Quem é esse próximo que eu devo amar? É só o irmãozinhoque senta bem arrumado, bonito e cheiroso do meu lado na igreja todo domingo, ou devo estender esse amor ao próximo que é distante de mim, de minha realidade? O próximo que se droga, não toma banho, não tem onde cair morto...
Mas eu sinto medo desse próximo! 
Eu me encolho, seguro apertado a bolsa, eu julgo!
“Ora, amar o próximo como a si mesmo é não fazer nenhuma diferença entre si mesmo e o próximo; é a consagração do princípio: Todos os homens são irmãos, porque são filhos de Deus.” (Allan Kardec)
Então devo parar de me sentir melhor que o outro e amá-lo...
Amar o próximo não é aquela coisa de apenas "Eu amo você", sabe? Aquele jogo de palavras que muitas vezes são vazias... São faladas da boca pra fora... Amar o próximo tem muito mais a ver com a caridade, ações, estender a mão, ajudar! Às vezes, horas de conversa se tornam declarações sinceras de amor... Muito mais do que a simples declaração vazia.
Tem gente que pula de paraquedas pra dizer "eu te amo", faz todo um show, mas no fim não sente nada!
Nunca está disposto a abrir mão de nada pelo outro, nunca tem tempo para o outro... Odiar é mais fácil mesmo... Você não deve nada pra ninguém, dane-se o mundo! 
Agora, quando você ama, você deve muito! Você deve sua vida inteira... Você tem que cuidar de si pra fazer o outro feliz! 
É bem mais fácil odiar, talvez... Destruir a própria vida, se isolar, não se apegar, se desligar (citando Diários de um vampiro)...
Quem ama conquista o mundo... Quem sabe amar, sabe viver bem!
Porque quem odeia vive a vida do objeto odiado... Naquele perseguição constante... Esquecendo da sua vida, se alegrando com os problemas daqueles que odeia e se chateando com sua felicidade...
Não, não é tão fácil odiar...
Pra odiar você precisa ser louco!
Pra odiar sem conhecer de verdade... eu nem te digo o que tu é!
Enfim... Mais uma postagem que tinha um foco e se perdeu...
Odiar não é fácil, eu não sei fazer isso, não de verdade!
Há muita loucura em mim que me impede de odiar quem me odeia... Eu os amo, todos... Do meu jeito, mas amo! De verdade...

______________________
♫ Disease - Matchbox Twenty
Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Quem escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas pode me chamar de Sol que eu gosto... Acho até que quando as pessoas me chamam de Soraya é um sinal claro de que estão zangadas comigo, sei lá. Só pessoas afastadas me chamam pelo nome... e chefes... e meus pais.. Tenho 30 anos (não parece, né?), muito apaixonada por tudo o que faço (BIBLIOTECONOMIA! BIBLIOTECONOMIA!)... Amante de livros e sentimentos sinceros.

Comente com o Facebook e com sua conta Google: