Páginas

Confissão...

Fonte de imagem: Eclética
64,5 Kg.
7h na especialização.
3h na igreja.
2h demorando pra levantar da cama.
10 sms gastos tentando explicar pro eu ex o que eu sinto.
=> Esse ex não é o Nando.
3 sms do meu ex debochando.
67 notificações.
=> mais da metade comentário e curtida em coisas que me marcaram
3 Solicitações de amizade.
=> Uma era fake de gente que não sabe que todas as postagens são públicas.
2 curtidas do além em RT's.
1 inscrição pro concurso do TRT.
1 Apostila e 1 livro adulto (matemática para concursos) comprados.
1 novo aprendizado.... EU SEI PAGAR CONTA NO 24H!!! UHUH! #ORGULHO#DOÇURAASSIMVOCÊVAILONGE
Hoje recebi a notícia de que o dia da minha primeira confissão já tem data marcada: 15 de abril.
Quem me conhece pessoalmente sabe da minha dificuldade em falar meus erros em voz alta... Eles ficam só aqui comigo guardadinhos... Escondidos e protegidos... 
Sei que não deveria ser dessa forma... Falar de nossos erros e pedir perdão por eles faz parte não só do processo de libertação, purificação... É também a cura.
Quantas vezes desabafamos com as pessoas e choramos compulsivamente apenas pela necessidade de falar um pouco sobre aquilo que nos sufoca.
Lembro que a primeira vez que conversei com um padre (não pra confissão, mas para aconselhamento... Fiz isso em agosto quando meu ex-namorado insatisfeito de ter só me traído e trocado, resolveu mandar mensagens me destratando, humilhando e dizendo aquilo que acabou comigo de vez: eu não era a mulher pra casar, apenas a puta... Ouvir (na verdade, ler) isso de alguém que tirou a minha virgindade, ouvir isso de um cara que foi o segundo que eu beijei na vida, me deixou com os valores meio confusos... Aquilo me feriu mais do que a porra do chifre e a falta da lembrancinha do Papa), eu chorei convulsivamente... E acho que contei pra ele toda a novela da minha vida... Tenho medo de repetir a dose... Sei lá, aliviou... Mas quando a gente fala de tudo que sentimos, de nossos erros, parece que revivemos aquilo, sabe? E faz parte dos erros que cometi toda a trajetória de meu namoro...
Nunca fui inocente... Eu era BV, mas das minhas amigas sempre tive mais maturidade pra falar de sexo do que quem fazia. Eu gostava (Gosto!) de ler sobre como agradar um cara na cama e todas as dúvidas bobas das leitoras da Toda Teen, Capricho, Atrevida, etc... Eu gosto de ler livros eróticos (quase fiz minha mono sobre o tema)... Enfim! Eu tinha toda a teoria, mas foi quando comecei a namorar que eu... Então, vou ter que falar de algo muito doloroso.... Ou eu posso só falar do pecado sem tentar me justificar???
A certeza do casamento, do amor, da fidelidade... Os sonhos destruídos, a depressão, a crise nervosa, os pensamentos sombrios... A dúvida se fui capaz de perdoar... A perda do auto-respeito... As mentiras!... As coisas que realmente perturbam minha mente aconteceram com o fim do namoro... Parece que antes disso toda a minha vida era leveza e nada era errado... Mas depois até o que era certo virou errado.
Gente, eu tava lendo essa semana as postagens de agosto até hoje.... Cara, eu inventei namoradinhos! Inventei paixonites... Segundo as minhas postagens, eu peguei pelo menos uns 10 caras depois que fui chutada, quando na verdade eu só fiquei com um cara por vingança e meu ex-namorado agora em fevereiro (um namoro que durou 1 semana... APLAUSOS!). Eu sai com uns caras, não nego... Mas a minha vida toda eu só fiquei com 3 caras (até citaria os nomes se não fosse dar problema.... Porque um deles é o que mais tá me matando de medo de confessar...).
Tenho um App no celular chamado "Católico orante", e lá tem um menu pra preparação da confissão... Geeeeeeeeeeeente... No que depender dessas perguntas, vou passar 1 ano de joelhos!
Tentar listar rapidinho...
  1. Neguei a minha fé por quase 15 anos.
  2. Duvidei da existência de Deus.
  3. Falei mal da Igreja Católica e da religião alheia.
  4. Deixei de rezar (tanto que tem rezas que eu nem sei).
  5. Não tenho vontade de casar... Nunca tive. Tinha vontade de morar junto só.
  6. Cantei músicas blasfemas.
  7. Falei mal do Bento XVI.
  8. Debochei do rito da missa.
  9. Acusei a igreja de ser falsa.
  10. Chamar Deus de injusto... o tempo todo!
Melhor parar por aqui... esse é só o primeiro tópico (você pode ler tudo aqui ---> Preparação para a confissão). Fiz quase tudo... Tem o sexo antes do casamento, quando terminou o namoro eu fiquei com caras sem sentir nada por eles, às vezes revivo mentalmente tantas vezes aquela troca de sms de agosto em que meu ex vomitou um monte de loucuras em mim que fica difícil pensar que eu o perdoei... Muitas vezes eu me zanguei com meus pais (mas desde que uma amiga contou como o pai dela decide as coisas que ela vai fazer, com quem vai ficar e até a roupa que vai vestir... Eu amo muito meus pais e a liberdade que eles me dão)... Gente, é tanta coisa!
Às vezes fico tentando fazer um resumo mental de tudo.... Mas é difícil.
Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Sobre a louca que escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas me chamam de Sol! Tenho 31 anos, estou tentando me reapaixonar por tudo o que escolho... Sou formada em Biblioteconomia, recém-convertida católica (ainda que batizada desde 1995), estou aprendendo a lidar com a ansiedade e tenho pensado em tentar falar sobre a luta e o aprendizado diário... Viver requer paciência, e eu não tenho.