segunda-feira, 12 de maio de 2014

A vilã da própria história

Fonte de imagem: Gente.Ig
"Algumas coisas me fazem pensar que sou a verdadeira vilã da minha própria história. São vários os motivos e irei listá-los.
Vamos ao primeiro: eu sempre impedi que o "mocinho" fosse feliz com a "mocinha" (essa sou eu, acredite). Sempre convenci o mocinho de que o que a mocinha sentia era apenas coisa da sua cabeça e não do coração dela.
O segundo motivo é que eu sempre vejo com péssimos olhos os hábito e comentários das minhas amigas. E estou sempre levantando a bandeira de que ser amiga de homem é menos complicado.
O terceiro motivo sempre faço a mocinha sofrer com torturas psicológicas. Sempre convenço a coitada de que ela é pior do que todo mundo.
O quarto motivo é que sempre estou tomando decisões precipitadas, falando mal daqueles coitados que me aguentam. Sou falsa, sou volúvel, sou uma pessoa totalmente podre.
O pior de tudo, o quinto motivo talvez, é que tenho uma noção exata dos meus erros, sei os meus pontos fracos e não movo uma palha pra mudar.
Já é tempo de criar juízo!
Não tenho mais a idade para chorar feito bebê de colo...".

>>[Sol No Lenta]<<
Em: 8 fev. 2008.
Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Quem escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas pode me chamar de Sol que eu gosto... Acho até que quando as pessoas me chamam de Soraya é um sinal claro de que estão zangadas comigo, sei lá. Só pessoas afastadas me chamam pelo nome... e chefes... e meus pais.. Tenho 30 anos (não parece, né?), muito apaixonada por tudo o que faço (BIBLIOTECONOMIA! BIBLIOTECONOMIA!)... Amante de livros e sentimentos sinceros.

Comente com o Facebook e com sua conta Google: