domingo, 19 de janeiro de 2014

[Reblogando] Homem nenhum presta!... #lutoporumamigofiel

Fonte de imagem: Simplesmente Cristã
Há tempos venho declarando isso, e poucos homens entendem minha reação tão violenta a qualquer coisa que eles não entendem... Envolve sonho, esperanças que eu tinha por conhecer, ou achar que conhecia, um amigo. Tudo bem, ele me confiou um segredo... Valeu! Mas é revoltante!
É revoltante saber que aquele serzinho não é tão inocente quanto parecia, era minha esperança de encontrar meu príncipe encantado em seu cavalo branco Algodão Doce, com suas lindas e puras asas de anjo... Lindo, educado e... FIEL!
Por que é dessa forma que eu ainda imagino um homem.
Fidelidade não significa apenas ficar com alguém e mais ninguém, é mais. É confiança... A confiança que você tem pra contar tudo o que se passa, tudo o que sente, tudo o que fez, tudo o que pensou...
Eu não sei se é pela minha cara-de-pau em contar qualquer coisa para o meu namorado, tudo o que fiz, tudo o que eu disse e tudo o que pensei... que fico sonhando com o dia em que ele confiará tanto em mim...
Fidelidade não é exclusividade, é entrega.
Eu já tive muitas decepções com pequenos que eu gostei, já me decepcionei muito com caras que me paqueravam, e até com meu próprio namorado... Mas, a do meu amigo eu não esperava mesmo... Foi pior, chocante...
Digamos, que... Eu perdi a minha mão com a queimadura da confiança... kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Tá, eu tô fazendo tempestade em copo d’agua...
Mas, é difícil pra mim ver pequenos se declarando por Orkut, MSN, twitter, como se a coitada da moça fosse a única na vida dele... Quando na verdade, ele corre meio mundo atrás de coisas que, se fosse esperto, enxergaria nela... E o chato é que todo mundo sabe disso... Foi nisso que pensei quando descobri do meu namorado que fazia tudo descaradamente...
Meu namorado tem suas companhias de MSN que são perigosas pra mim... Houve um tempo em que eu brigava por isso, mas chegou um momento em que eu tinha que escolher entre um pior, um que fizesse isso na realidade, um que dissesse o tempo todo que não faz... Enfim... Eu tinha que escolher entre ficar sozinha, acreditar nas mentiras de que isso não voltaria a acontecer, ou tornar a coisa do jeito que era... Deixar do jeito que tá.
Não estou dizendo que concordo com o que ele faz, eu não concordo mesmo porque é algo que eu não tenho coragem de fazer, quero dizer apenas que eu não me iludo com a história de que meu namorado é um santo. Meu melhor amigo me ensinou a não ter esperanças, nenhum homem presta. Mas, cabe a gente escolher entre se iludir, sair brigando adoidado por tudo o que descobrir no caminho, deletar todos os contatos do cara na ilusão de que isso vai resolver... Ou viver o que é bom do relacionamento e estar junto enquanto os romances dele não são físicos... E você não trucida ele.
O que aprendi é que, eu posso apagar todos os contatos dele, ele pode excluir contas pra dizer que é fiel a mim, mas nada vai me garantir que é só aqueles contatos, que ele não tem outra conta...
O fato é apenas que nenhum homem presta. E o mais inocente deles me provou isso essa semana...

“Me esforço, me lanço, me queimo no fogo...
Insisto, resisto, invisto no jogo...
Sem cartas na mesa, certeza nenhuma...”
(Jay Vaquer)

____________________________
* Originalmente publicado em 23 de outubro de 2010.
Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Quem escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas pode me chamar de Sol que eu gosto... Acho até que quando as pessoas me chamam de Soraya é um sinal claro de que estão zangadas comigo, sei lá. Só pessoas afastadas me chamam pelo nome... e chefes... e meus pais.. Tenho 30 anos (não parece, né?), muito apaixonada por tudo o que faço (BIBLIOTECONOMIA! BIBLIOTECONOMIA!)... Amante de livros e sentimentos sinceros.

Comente com o Facebook e com sua conta Google: