sábado, 18 de maio de 2013

Dica de livro - Harry Potter e a Pedra Filosofal (J.K. Rowling)

Outro dia contei na postagem "Daí eu recebi a carta de novo" que iria ler Harry Potter... Já terminei o primeiro!
É engraçado como a idade influencia na leitura de Harry Potter... A primeira vez que li o livro, tinha 21 anos e nenhuma experiência de vida.... Passaram-se 5 anos e fui ler o livro de novo e que diferença fez! Eu reparei detalhes que antes não reparei (ou antes não vi maldade)! Além disso, a leitura na segunda vez foi mais gostosa!
Pra quem não sabe (eu não creio que existe alguém que não saiba), Harry Potter e a pedra filosofal é o primeiro livro da saga do menino bruxo. Harry Potter é o menino que sobreviveu ao ataque de um bruxo poderosíssimo e por isso se torna muito famoso no mundo bruxo! Eu não vou contar os detalhes (estou com LER =/) porque todo mundo conhece a história do livro.
O primeiro livro é o que dá base para todos os outros (falo isso porque na primeira vez que li o livro, comecei pelo quinto ou sexto livro da série e isso me prejudicou bastante... fica mais fácil se tu ler na ordem certa mesmo!).

Deveria ser um livro só para o público infanto-juvenil. Mas, no mundo inteiro, gente de idades variadas lê Harry Potter - um fenômeno da literatura mundial que desafia crenças e estimativas.
Harry Potter é um garoto cujos pais, feiticeiros, foram assassinados por um poderosíssimo bruxo quando ele ainda era um bebê. Ele foi levado, então, para a casa dos tios que nada tinham a ver com o sobrenatural. Pelo contrário. Até os 10 anos, Harry foi uma espécie de gata borralheira: maltratado pelos tios, herdava roupas velhas do primo gorducho, tinha óculos remendados e era tratado como um estorvo.
No dia de seu aniversário de 11 anos, entretanto, ele parece deslizar por um buraco sem fundo, como o de Alice no país das maravilhas, que o conduz a um mundo mágico. Descobre sua verdadeira história e seu destino: ser um aprendiz de feiticeiro até o dia em que terá que enfrentar a pior força do mal, o homem que assassinou seus pais. O menino de olhos verde, magricela e desengonçado, tão habituado à rejeição, descobre, também, que é um herói no universo dos magos. Potter fica sabendo que é a única pessoa a ter sobrevivido a um ataque do tal bruxo do mal e essa é a causa da marca em forma de raio que ele carrega na testa. Ele não é um garoto qualquer, ele sequer é um feiticeiro qualquer; ele é Harry Potter, símbolo de poder, resistência e um líder natural entre os sobrenaturais. A fábula, recheada de fantasmas, paredes que falam, caldeirões, sapos, unicórnios, dragões e gigantes, não é, entretanto, apenas um passatempo.
Harry Potter conduz a discussões metafísicas, aborda o eterno confronto entre o bem e o mal, evidencia algumas mazelas da sociedade, como o preconceito, a divisão de classes através do dinheiro e do berço, a inveja, o egoísmo, a competitividade exacerbada, a busca pelo ideal - a necessidade de aprender, nem que seja à força, que a vida é feita de derrotas e vitórias e que isso é importante para a formação básica de um adulto.
FRASES (via O Pensador e Os Vigaristas)
"Não existe o bem e o mal, só existe o poder, e aqueles que são fracos demais para consegui-lo."
- Você acha que é sensato confiar a Hagrid uma tarefa importante como esta?
- Eu confiaria a Hagrid minha vida - respondeu Dumbledore.
- Você é um bruxo Harry.
- Eu, eu sou o que?
- Um bruxo, e vai ser um bruxo de primeira se tiver treinado um pouco.
- Não, o senhor se enganou. Sabe, eu não posso ser um, um bruxo. Eu, sou o Harry, só Harry.
Há coisas que não se pode fazer junto sem acabar gostando um do outro, e derrubar um trasgo montanhês de quase quatro metros de altura é uma dessas coisas.
Não vale a pena viver sonhando e se esquecer de viver.
É preciso muita coragem para enfrentar um inimigo, e ainda mais coragem para enfrentar uma amigo.
Para uma mente bem estruturada, a morte é apenas a aventura seguinte!
Espero que tenham gostado das dicas... Esqueci de marcar minhas próprias frases de novo! =P
Beijos!

________________________
♫Como és lindo - Vida Reluz 
Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Quem escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas pode me chamar de Sol que eu gosto... Acho até que quando as pessoas me chamam de Soraya é um sinal claro de que estão zangadas comigo, sei lá. Só pessoas afastadas me chamam pelo nome... e chefes... e meus pais.. Tenho 30 anos (não parece, né?), muito apaixonada por tudo o que faço (BIBLIOTECONOMIA! BIBLIOTECONOMIA!)... Amante de livros e sentimentos sinceros.

Comente com o Facebook e com sua conta Google: