sexta-feira, 16 de agosto de 2013

É preciso se amar!

Fonte de imagem: Ame-se
Amar-se... Algo tão difícil, mas o começo de tudo.
Para amar alguém, é preciso que me ame primeiro... Se você não se ama, não há amor de verdade.
Durante muito tempo me ceguei para o fato de que já não me amava mais... Levava uma vida vazia, sem sentido... Amava alguém que não me amava, amava mais do que amei a mim mesma a vida inteira... Fui enganada, iludida, feita de idiota... Demorei muito para ver isso e hoje enxergo bem e exergo além...
Passei tanto tempo mendigando um amor que nunca me pertenceu, passei tanto tempo perdida em sonhos que eram alimentados por um amor que eu achei que fosse verdadeiro, eterno...
Onde está esse amor agora?
Foi direcionado a outra pessoa... E aquele que eu tinha por mim? Nunca foi meu....
Tenho tentado trazer pra minha vida todo o amor que um dia senti por outra pessoa... Estou tentando me amar mais... E é tão estranho dizer isso em épocas em que ainda choro por um futuro que não terei mais, mas eu estou conseguindo!
Hoje consigo me ver no espelho e ver a beleza que o amor pelo outro escondia... Estou vendo a beleza dos meus olhos, dos traços do meu rosto, do meu corpo nos mínimos detalhes... Hoje eu me amo de forma intensa! Vejo em mim qualidades que antes não via... Tenho uma fé infinita em Deus, no Ser Humano.... Tenho a bondade no coração que poucos possuem... Eu respeito o meu próximo, não com palavras, mas com atitudes e escolhas que outros não fariam em meu lugar...
Amar-se parece egoísmo quando falado... Porém, sentindo isso você percebe que está amando apenas mais uma criação de Deus.
Tenho vivido o amor de Deus de forma intensa... E diante de tal amor é impossível não amar-se também. E um dia amarei alguém como a mim mesma... Da forma verdadeira e sincera, como hoje me amo. Porque onde há amor por si, há amor pra todos!
Wuo-ai-ni
________________________________
♫ Ao coração - Padre Fábio de Melo
Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Quem escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas pode me chamar de Sol que eu gosto... Acho até que quando as pessoas me chamam de Soraya é um sinal claro de que estão zangadas comigo, sei lá. Só pessoas afastadas me chamam pelo nome... e chefes... e meus pais.. Tenho 30 anos (não parece, né?), muito apaixonada por tudo o que faço (BIBLIOTECONOMIA! BIBLIOTECONOMIA!)... Amante de livros e sentimentos sinceros.

Comente com o Facebook e com sua conta Google: