sábado, 10 de agosto de 2013

Hoje eu prefiro meus amigos!

Fonte de imagem: Menina do atum - tumbrl
Ontem eu conversei com uma amiga e ela me falou de uma postagem que fiz em março em que eu esnobava meus amigos em nome de um namoro que agora acabou (Hoje eu prefiro meu namorado)... Eu me dei um desconto por ter sido meu primeiro namoro, mas ainda assim me senti meio mal porque eu aumentei e criei qualidades que meu ex-namorado não tinha porque naquele momento eu estava muito mal e cega.
Hoje vejo isso!
Meus amigos tentaram várias vezes me ajudar, cuidar de mim... Mas eu os podei... Estava ferida, ansiosa...
Hoje eu vim dizer que (assim espero) daqui pra frente eu não colocarei namorado na frente de meus amigos...
Quem agiu de forma negativa foi eu!
Quem (cara, eu tô aqui desejando o corpo nu de um seminarista...) dizia que eles me julgavam, que eles se afastavam de mim, que eles não me entendiam? EU! Quem julgava, se afastava e não tentava entendê-los? EU!
Mas relacionamentos servem pra isso, para nos amadurecer o tempo todo! E, como disse antes, esse foi meu primeiro e eu sonhava que seria o último.
Não direi agora que quando eu namorar de novo não vou nem dar bola para o cara que estiver comigo e ficar só com amigos... Não é isso!
Eu preciso apenas parar de me cegar! Para tudo é preciso um equilíbrio...
Não existem relações perfeitas e meu ex-namoro não foi perfeito... Foi sofrido, cheio de falhas, problemas... Eu era pouco compreendida, muito julgada e abandonada... Eu esperava um mais que nunca vinha e todos percebiam isso, mas eu continuava sonhando e querendo dele coisas que ele nunca seria...
Enquanto meus amigos falavam: "Sol, você precisa deixar esse cara! Esse namoro não te faz feliz!".. 
Eu ficava forçando duas peças diferentes a se encaixarem... O cara nunca foi feliz comigo e eu acho hoje que poucas vezes fui feliz com ele. Hoje vi isso lendo as postagens antigas, os emails de várias brigas nossas... Eu forcei uma relação durante 4 anos.
O silêncio me incomodava, a falta de leituras, a falta de abertura para conversar sobre a relação, as ideias conservadoras e extremistas, a falta de companheirismo, a imaturidade... E isso tudo meus amigos sabiam e quando eles falavam: "Se ele não é o que tu busca em um homem, procura outro... Não te prende, não leva essa relação pra frente...". Mas eu me apeguei a história que não dava certo e estava disposta a fazer dar certo... Não me pergunte o motivo!
Em vários desabafos aqui no blog, as pessoas falavam também que era tempo de começar uma nova relação e quando eu contava pra ele, ele me abraçava forte e dizia que quem sabia de nossa vida era a gente... Quando na verdade ele sabia que os outros estavam certos desde o começo...
Mas, não tô aqui pra falar dele... Estou aqui pra falar do valor que hoje reconheço em minhas amizades... E como eu disse na postagem: foi só uma fase.
Quando o relacionamento acabou, todas aquelas pessoas que eu falei pra vocês que olhavam apenas para o próprio umbigo olharam pra mim, choraram comigo... Conversaram, deram carinho, me levaram pra distrair, estão me apoiando, levantando aos poucos... Me embelezando por dentro e por fora! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
E sempre que o cara aparece falando coisas que eu não perguntei e me machucando, lá vem eles de novo com ataduras e esparadrapos consertar o meu coração... Lá vem eles com suas palavras doces, com música, com alegria me salvar... Lá vem eles me fazer rir de tudo e todos que me machucaram!
Conheci, nesses 15 dias, amizades de onde não esperava nada... Recebi carinho de pessoas que antes eu falava mal, pessoas que eu julguei serem pouco estão me ajudando, remendando minhas asas, me curando pra novos voos...
O contrário também aconteceu.... Apareceram pessoas dispostas a derrubar, mas não daremos espaços pra elas... Essa postagem é pra falar de pessoas que demonstraram grande carinho por mim, pessoas que me dão forças, pessoas que falaram que eu era mais linda sorrindo, que eu era mais do que eu julgava ser... Pessoas que reconhecem que não mereço nada disso que me aconteceu... Pessoas que me abraçaram de forma sincera e dançaram comigo pra disfarçar que eu estava era caindo, saca?
Eu sou grata a toda essa EQUIPE que tem segurado minha mão e pedido pra eu ser forte, mas chorar todas as mágoas, toda dor, toda a loucura que vinha dentro de mim... Os tempos foram confusos, mas graças a vocês eu pude ver Deus em tudo. Graças ao amor, carinho, oração... Eu sou forte!
Enfim... Hoje eu prefiro vocês! 
Porque o amor de vocês é de graça! O amor de vocês é sem cobrança, é compreensivo... É forte e sincero!
Wuo-ai-ni, povo!
__________________________________
♫ O que eu procurava - Ludov
Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Quem escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas pode me chamar de Sol que eu gosto... Acho até que quando as pessoas me chamam de Soraya é um sinal claro de que estão zangadas comigo, sei lá. Só pessoas afastadas me chamam pelo nome... e chefes... e meus pais.. Tenho 30 anos (não parece, né?), muito apaixonada por tudo o que faço (BIBLIOTECONOMIA! BIBLIOTECONOMIA!)... Amante de livros e sentimentos sinceros.

Comente com o Facebook e com sua conta Google: