sábado, 21 de junho de 2014

Pensamentos soltos... A flor na pedra, amizades estranhas e etc.

Fonte de imagem: Tibet
Aprendi desde criança que todas as pessoas são confiáveis, até que elas provem o contrário.
Nisso quebrei muito a cara, é claro.
Abri minha vida e me entreguei a amizades que não tinham valor algum... Confiei em pessoas erradas, tive o coração partido em pedacinhos miúdos em vários momentos da vida, tive bens roubados, me meti em muuitaaa confusão...
Não me arrependo!
Aprendi muito com todas as pessoas que passaram por minha vida. E aprendi, com as que ficaram, que a confiança que depositei nelas valeu muito a pena. E sigo confiando...
Não interessa quantas pessoas passaram por minha vida (as redes sociais e meu trabalho trouxeram muitas... boas e ruins)... O importante é a lição que elas deixam, o importante é que muitas ficaram também. O importante é que, pro bem ou pro mal, todas me modificaram e me ensinaram alguma coisa.
Não gosto quando amigos dizem pra não confiar em alguém ou pra deixar de falar porque não gostam da pessoa. Nem mesmo gosto que falem mal de quem não conheço, não gosto que alimentem pré-conceitos sobre pessoas que eu posso muito bem conhecer e gostar. Não gosto de ouvir ou falar de outras pessoas, a não ser que suas qualidades sejam o destaque da conversa.
Solicitações de amizade chegam pra mim diariamente e eu nem vejo se temos ou quem são nossos amigos em comum.
Nem pergunto porque raios me add... dou oportunidade e crédito para uma nova amizade.
Tenho hoje amizades que nasceram assim... do nada.
Hoje sou amiga dos melhores amigos de pessoas que não me suportam... Sou amiga pelo simples fato de que eu acreditei na sinceridade da oferta. 
Tcharam!
Uma vez vi na Bacabeira uma flor que nasceu de uma pedra. Achei estranho, fiquei olhando todos os ângulos tentando entender... a flor era linda e parecia bem forte.
Acho que amizades são assim... as mais fortes e lindas nascem dos lugares mais improváveis e em terrenos que julgamos inférteis.
Sabe-se lá quais os planos de Deus pra isso, né?
Vâmo experimentar pra saber...
Somos todos moldados pelas coisas boas e ruins que acontecem em nossas vidas... mas o bom é confortável demais! Se está bom, se deu certo, não enxergamos que há mais pra aprender e fazer.
Acho que é por isso que as coisas não dão certo às vezes... é cedo demais para cegar, para parar...
Já parou pra pensar quantas amizades você perdeu porque fulana é amiga de alguém que tu não gosta ou Beltrana é inimiga mortal de tua best?
Nos roubamos a chance de conhecer pessoas especiais por influência de terceiros, cara!
Depois tu descobre que tua best que é cobra!
Sério, eu sou amiga de várias pessoas que não se suportam.
E tem um monte que fala mal de uma delas, mas elas nunca falaram mal de ninguém!!! Na verdade, nunca nem falaram desse povo que se importa com sua vida.
(Pelo menos não pra mim).
O povo cai matando em uma pessoa, dizem que essa não merecesse sua confiança e amizade. E não percebem que dão a entender que eles, falando de alguém indiferente a sua existência, são menos dignos de confiança e amizade do que o outro que nem liga pra existência desses que falam mal.
Quem foi que disse que pessoas grandes falam de coisas e pessoas pequenas falam de outras pessoas???
Acho que se eu tivesse conseguido fazer tudo o que me propus... eu não estaria na cama de mamãe, curtindo minha gripe, grudada num celular falando mal de meus amigos...
Dai-me força e coragem pra levantar dessa cama, varrer essa casa, tomar um banho e normalizar... amém.
Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Quem escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas pode me chamar de Sol que eu gosto... Acho até que quando as pessoas me chamam de Soraya é um sinal claro de que estão zangadas comigo, sei lá. Só pessoas afastadas me chamam pelo nome... e chefes... e meus pais.. Tenho 30 anos (não parece, né?), muito apaixonada por tudo o que faço (BIBLIOTECONOMIA! BIBLIOTECONOMIA!)... Amante de livros e sentimentos sinceros.

Comente com o Facebook e com sua conta Google: