Páginas

As coisas que a gente aprende com... Entrevista de emprego!

Fonte de imagem: Revista Info
"As coisas que a gente aprende com..." é uma série que começou com o roubo do meu celular em julho.
São lições que tiro com coisinhas que acontecem comigo... Meu primeiro roubo (não que eu tenha roubado, eu fui roubada), minha primeira entrevista de emprego... Quem sabe minha primeira transa, meu primeiro beijo, minha primeira aprovação em concurso, meu primeiro filho... É a vida e suas lições!
Então, bora pro que eu aprendi!
  • Experiência conta, mas não é tudo. Na minha primeira entrevista de emprego a pessoa com mais experiência foi "eliminada" na primeira etapa;
  • Não adianta ter pós-graduação se não sabe falar e escrever. Também tinha uma pessoa na entrevista que tinha pós-graduação (eu me encolhi toda quando ela falou que tava fazendo pós-graduação e que tinha experiência de 6 anos em uma instituição de ensino), mas ela fala "nós vai", "a gente vamos" e "tiqui" de alimentação;
  • Braços cruzados NEM PENSAR... Isso mostra que você não está aberta pra nada, nem pra entrevista, nem pro emprego...
  • Sempre que for falar, olhe nos olhos da pessoa que está te questionando;
  • Rir demais é ruim.
  • Chorar não acaba com suas chances... Mas não chore problemas financeiros, problemas de relacionamento... Evite o máximo (eu chorei em minha entrevista, mas passei dessa etapa. Chorei de saudade de pessoas que ainda não perdi). 
  • Quando falam em roupa social, não estão falando de terninho (embora alguns cargos o terninho...);
  • Use roupas que não mostrem peitos e pernas;
  • Os exames psicológicos incluem as atividades do Almanacão da Turma da Mônica, riscar papel, falar teu nome e as situações marcantes que envolvem teu trabalho e encenar situações bizarras pelas quais você sabe que nunca vai passar!
  • Quanto menos interesse em você, mais escassas ficarão as perguntas;
  • Eles falam que é pra você ligar, mas sempre ligam depois que você ligou;
  • Postura é tudo... Não se curve demais, nem se esparrame na cadeira e nem sente como um psicopata fazendo moitinha com o corpo pra esconder que você tá indo mal no teste;
  • Situações fora de contexto não devem ser questionadas. Em uma sala de entrevista tudo é teste! Então, se tu sabe que tá fazendo a coisa certa e a pessoa começar a, do nada, dizer que tá tudo errado... Isso é um teste pra ver se tu sabe trabalhar sobre pressão.
  • Fale apenas o suficiente pra responder as perguntas que lhe são feitas. Se policie o tempo todo pra não deixar dúvidas ou falar besteira!
Enfim, pessoas, são coisas que aprendi apenas com 3 dias de entrevista (não passei na última etapa... Fui a última entrevistada do 3º dia e como eu disse: as perguntas ficam escassas quando eles não tem mais interesse).
Existem várias dicas mais sérias no google, entre elas destaco: Info, Entrevista de empregos e Efetividade.
Boa leitura e sucesso! 
Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Sobre a louca que escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas me chamam de Sol! Tenho 31 anos, estou tentando me reapaixonar por tudo o que escolho... Sou formada em Biblioteconomia, recém-convertida católica (ainda que batizada desde 1995), estou aprendendo a lidar com a ansiedade e tenho pensado em tentar falar sobre a luta e o aprendizado diário... Viver requer paciência, e eu não tenho.