Páginas

Minhas receitas - Coisa terrível de Chocolate

Aqui a receita normal... Sequinha e gostosa... Mas parca!

Aqui a quantidade exagerada de água fez com que a coisa terrível virasse uma simples e pobre calda de chocolate...
Olá, pessoas... Hoje eu venho trazer uma receita que aprendi na infância e fui adaptando, adaptando... adaptando e virou essa Coisa terrível de chocolate.
Quando eu era criança, assistia muito programa de culinária (note e anote, mais você, a tarde é sua...) e uma das receitas que mais me encantou foi a de calda de bolo de cenoura.
Quem me conhece sabe que EU AMO BOLO DE CENOURA.
A receita da calda do bolo de cenoura é essa: 1 colher (sopa) de manteiga, 3 colheres (sopa) de chocolate em pó ou achocolatado, 1 xícara (chá) de açúcar... Mas mamãe é esperta e não me deixava usar tanto o açúcar (pra algo que ela sabia que ia estragar)!
Então, mudei a receita, acrescentei e tirei coisas e criei a Coisa terrível de chocolate.
O leite em pó é ingrediente recente, antes eu usava leite líquido, mas o leite em pó deixa mais legal... Fica uma bolinhas de leite e fica com cara de Chokito! =P
  • 1 colher de chocolate em pó;
  • 1 colher de leite em pó;
  • 1 colher  de margarina;
  • 2  colheres de açúcar;
  • Água a gosto..
  • Biscoito água e sal (opcional)
Leve pro fogo o chocolate em pó, o leite em pó, o açúcar e a margarina.
Mexe bem até tudo ficar grudado... Antes de queimar, jogue água (bem pouquinho mesmo) e mexe... Aí ele vai secar e tu joga mais um pouquinho de água (esse pouquinho é coisa de colherzinha, saca?)... E antes de ficar calda e preto como um carvão, desligue o fogo e jogue em cima de um biscoito.
Espera esfriar e come....
Se não ficou bom é porque tu é idiota.
P.s: Coisa terrível de Chocolate é perfeito pra TPM e pro período menstrual...
Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Sobre a louca que escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas me chamam de Sol! Tenho 31 anos, estou tentando me reapaixonar por tudo o que escolho... Sou formada em Biblioteconomia, recém-convertida católica (ainda que batizada desde 1995), estou aprendendo a lidar com a ansiedade e tenho pensado em tentar falar sobre a luta e o aprendizado diário... Viver requer paciência, e eu não tenho.