sexta-feira, 20 de setembro de 2013

E se desse certo?

Fonte de imagem: M. (CUIDADO! BLOG COM MÚSICA)
E se der certo?
E se pelo menos uma vez na vida eu depositasse em ti todo o amor que guardo no peito?
O que tu faria com ele, além de descartar como fez com o pouco que ofereci em outras épocas...?
E se, de repente, eu quebrasse a promessa, o acordo e te amasse? O que tu faria com esse amor?
É o questionamento que me faço há uma semana... Queria que tivesse sido coisa de uma noite apenas pra mim também, queria esquecer de verdade! Queria me sentir a vontade pra... Sei lá! Ctrl ALT Del.
Queria ser moderninha, sair por aí, me soltar, voar sem rumo... Mas parece que cada parada que faço pra respirar conheço alguém que me encanta... Me prendo... E amo... Depois começo a pensar em prós e contras e fujo.
Semana passada fiquei com um amigo e era pra ter sido algo a toa, sabe? (ok, pra fazer algo a toa, eu devia ter escolhido uma pessoa que eu nunca mais veria na vida e não um amigo de anos). Mas não paro de pensar nisso... Me questionando escolhas do passado, me arrependendo de ter ficado... Querendo ficar de novo.
Parece que de novo me fiz adolescente... Eu e meu tonto coração vagabundo trabalhando intensamente em nossas relações sem futuro... Outra vez sofrendo e me inspirando com amores platônicos... VIVA! (Sério, cara, até com atores eu voltei a sonhar...).
Os amores não são pra sempre mais, mas são tão intensos que machucam...
Queria eu poder viver isso sem me prender em lembranças de um momento que nasceu pra ser único... Momentos que nasceram para serem vividos hoje, agora... E esquecidos amanhã, porque amanhã é nova história!
Me sinto adolescente com meus amores passageiros... Mas sempre me questiono, sabe? E se eu parar de verdade em um deles, e me entregasse como fiz semana passada? Pareceu um momento de loucura, mas hoje me questiono por que não tento com os certos como tentei com o errado? Por que não faço aquela loucura com alguém disposto a me amar?
Por que não tiro essa historinha de "uma noite só" da cabeça e vivo novas? Por que a porra do meu coração é tão seletivo? Por que eu não consigo ficar com ninguém sem ouvir essa coisa tonta que só faz merda?
E se der certo eu amar de novo? O que importa se eu me ferrar outra vez?
_____________________________
♫ Blame it on the girls - Mika
Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Quem escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas pode me chamar de Sol que eu gosto... Acho até que quando as pessoas me chamam de Soraya é um sinal claro de que estão zangadas comigo, sei lá. Só pessoas afastadas me chamam pelo nome... e chefes... e meus pais.. Tenho 30 anos (não parece, né?), muito apaixonada por tudo o que faço (BIBLIOTECONOMIA! BIBLIOTECONOMIA!)... Amante de livros e sentimentos sinceros.

Comente com o Facebook e com sua conta Google: