Páginas

Minhas cicatrizes...

Fonte de imagem: Reflita sempre
Estou lendo Harry Potter e tava refletindo sobre cicatrizes...
Nossas cicatrizes carregam grandes historias e belas lições.
Tenho uma na boca que ganhei me balançando na rede. Eu pedia pra meu irmão me empurrar bem forte, mais alto... e me desequilibrei quando a rede bateu no teto e cai de boca no pé da cama de meus pais...  Até hoje as marcas estão na cama e a cicatriz em mim. Hoje eu sei que existe limite e a cicatriz está aqui pra me lembrar isso... Por mais divertido que seja a brincadeira, é bom ficar de olho.
Tenho uma cicatriz no joelho que ganhei tentando aprender a andar de bicicleta... E aprendi a andar! Depois de cair feio e cortar o joelho naquela roda onde fica o pedal (a corrente era folgada e saiu de lá). Mas hoje tenho comigo essa cicatriz pra lembrar que eu posso cair e me machucar feio... Mas nada me impede de levantar e tentar de novo.
Tenho cicatrizes enormes no peito... Essas ninguém vê... Mas lembro delas diariamente... Ganhei essas aí amando e confiando nas pessoas erradas... Com elas aprendi que não existe o pra sempre, que promessas de amor não significam nada, que todo o sentimento de alguém pode morrer do dia pra noite (ou em uma noite apenas), que não dá pra confiar cegamente, que eu não posso trocar meus amigos por um amor que não vai durar nada...
_________________________________
♫ Deslizes - Fagner
Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Sobre a louca que escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas me chamam de Sol! Tenho 31 anos, estou tentando me reapaixonar por tudo o que escolho... Sou formada em Biblioteconomia, recém-convertida católica (ainda que batizada desde 1995), estou aprendendo a lidar com a ansiedade e tenho pensado em tentar falar sobre a luta e o aprendizado diário... Viver requer paciência, e eu não tenho.