Páginas

Delírios de uma bibliotecária viajada...

Fonte de imagem: Gartic
Há tempos não escrevo... A quantidade de erros ortográficos que consegui cometer me assusta... Parece que quero, de alguma forma, atingir um recorde mundial... Enfim! Besteiras minhas!
O sono que tanto sentia e me queixava, hoje já não me incomoda tanto. Questiono qual a necessidade de dormir se tão feliz estou conseguindo ser acordada!
E me despedi da minha vidinha de sonhos, para entrar em uma realidade que já não posso me queixar.
Ainda assim tenho pedidos insanos e infinitos para fazer para Deus... Antes que o dia termine... Antes que minha vida acabe...
Não que seja mais fácil lutar com armas no chão, apenas não vejo uma grande necessidade tê-las comigo. Baixei a guarda e agora estou vivendo... Quero falar o que sinto, mas não quero dividir com ninguém minha felicidade... Temo dividir mal e acabar dando mais do que possuindo... Velhas loucuras de uma criança sonhadora que não se cansou de ser egoísta.
E tento levantar pro mundo velhas bandeiras, defender ideias tão antigas quanto minha vó, mas que não são entendidas, nem respeitadas desde a época dela.
Só peço isso em minhas orações: saúde, sucesso e paz mundial... Como qualquer miss.

________________________________
Originalmente postado em 23 abr. 2009.
Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Sobre a louca que escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas me chamam de Sol! Tenho 31 anos, estou tentando me reapaixonar por tudo o que escolho... Sou formada em Biblioteconomia, recém-convertida católica (ainda que batizada desde 1995), estou aprendendo a lidar com a ansiedade e tenho pensado em tentar falar sobre a luta e o aprendizado diário... Viver requer paciência, e eu não tenho.