terça-feira, 26 de novembro de 2013

Pensamentos soltos - O tempo dos outros

Fonte de imagem: Nunca fui Santo
"Você não fez isso, não fez isso, não fez isso...."
Quando as pessoas vão perceber que eu tenho me dividido em mil pedacinhos pra cumprir compromissos que eu nunca quis assumir?
Quando você fala "não" pra alguém, você se queima.
Só que o que o outro não percebe é que o "não" é uma tentativa de evitar uma decepção maior.
Eu assumir que não posso fazer algo, faz (ou pelo menos deveria fazer) a pessoa procurar outras fontes, outras pessoas que REALMENTE podem ajudar.
Não sou do tipo que no último minuto diz: "não posso".
O chato é que ninguém entende isso... E fica com raiva a toa, sem saber que a recusa pode ser uma ajuda.
Acho que a coisa mais decente que uma pessoa pode fazer pela outra é não roubar seu tempo.
Assumir coisa básicas.
"Eu não sei", "eu não posso", "não vai dar", "não quero", "não te amo".
Parece cruel dizer pra alguém "eu não te quero", "eu não te amo"...
Só que não é mais cruel viver do lado de alguém sem amar? Não é mais cruel roubar do outro a oportunidade de saber o que é ser amado de verdade?
Gostou desta postagem? Então clique no botão ao lado para curtr e Twittar!! Aproveite para nos adicionar no Facebook, seguir no Twitter.

Quem escreveu:
Soraya Carvalho Meu nome é Soraya, mas pode me chamar de Sol que eu gosto... Acho até que quando as pessoas me chamam de Soraya é um sinal claro de que estão zangadas comigo, sei lá. Só pessoas afastadas me chamam pelo nome... e chefes... e meus pais.. Tenho 30 anos (não parece, né?), muito apaixonada por tudo o que faço (BIBLIOTECONOMIA! BIBLIOTECONOMIA!)... Amante de livros e sentimentos sinceros.

Comente com o Facebook e com sua conta Google: